Herói do Trabalho Socialista

Herói do Trabalho socialista (em russo: Герой Социалистического Труда, transl. Geroy Sotsialisticheskogo Truda) foi um título honorário da União Soviética e outros países do Pacto de Varsóvia. Foi o mais alto grau de distinção por conquistas excepcionais na cultura e economia nacional. Fornecia uma posição similar ao título Herói da União Soviética que era emitido por atos heroicos, mas diferente deste, não era entregue a cidadãos estrangeiros.

Herói do Trabalho Socialista
Medalha Foice e martelo do Herói do Trabalho Socialista
País  União Soviética
Primeira cerimônia 1939
Última cerimônia 1991

HistóriaEditar

O título "Herói do Trabalho Socialista" foi introduzido por um decreto do Presidium do Soviete Supremo da União Soviética em 27 de dezembro de 1938.[1]

Originalmente, os Heróis do Trabalho Socialista recebiam a mais alta condecoração da União Soviética, a Ordem de Lenin e um certificado do Presidium do Soviete Supremo da União Soviética.[1] Para distinguir os Heróis do Trabalho Socialista de outros premiados com a Ordem de Lenin, a medalha de ouro com a Foice e martelo foi introduzida por um decreto do Presidium em 22 de maio de 1940,[2] acompanhado da Ordem de Lenin e do diploma.

O primeiro premiado foi Joseph Stalin, recebendo-o do Presidium do Soviete Supremo em 20 de dezembro de 1939. O segundo premiado foi o projetista de metralhadoras Vasily Degtyaryov (em 2 de janeiro de 1940). O terceiro (e último antes da Operação Barbarossa) foi emitido para nove projetistas de armas, incluindo Fedor Tokarev, Boris Shpitalny, Nikolai Polikarpov, Alexander Yakovlev e Vladimir Klimov. Os premiados após 1945 incluem Mikhail Kalashnikov, Nikolay Afanasyev, Emilian Bukov, Alexander Tselikov, Dmitri Shostakovich, German Korobov, Peter Andreevich Tkachev, e Andrei Tupolev.

Até 1 de setembro de 1971, 16 245 pessoas (11 748 homens e 4 497 mulheres) tinham sido premiadas com o título de Herói do Trabalho Socialista. 105 pessoas (80 homens e 25 mulheres) receberam múltiplas medalhas "Foice e martelo". Até 1991, na dissolução da União Soviética, mais de 20 000 pessoas haviam recebido o título.

Na história da USSR, 16 pessoas receberam o prêmio três vezes:

  1. Anatoly Alexandrov
  2. Boris Vannikov
  3. Nikolay Dukhov
  4. Yakov Zel'dovich
  5. Sergey Ilyushin
  6. Mstislav Keldysh
  7. Dinmukhamed Kunayev
  8. Igor Kurchatov
  9. Andrei Sakharov
  10. Jefim Sławski
  11. Andrei Tupolev
  12. Hamroqul Tursunqulov
  13. Yulii Khariton
  14. Nikita Khrushchev
  15. Konstantin Chernenko
  16. Kirill Shchelkin
 
Decoração em rua com retratos de Heróis do Trabalho Socialista. Leningrado, 1984.

Em março de 2013, Vladimir Putin emitiu um decreto estabelecendo um título considerado seu sucessor, o "Herói do Trabalho da Federação Russa".[3]

EstatutoEditar

O título honorário "Herói do Trabalho Socialista" era emitido pelo Presidium a cidadãos que faziam contribuições significativas ao avanço da indústria, agricultura, transporte, comércio, ciência e tecnologia soviética.

Os Heróis do Trabalho Socialista que alcançavam atos ainda mais excepcionais recebiam uma segunda medalha "Foice e martelo" e bustos de bronze dos Heróis eram construídos em suas cidades-natal para marcar a ocasião.[2] Os Heróis que conseguiam três prêmios teriam seus bustos colocados próximos ao planejado Palácio dos Sovietes, mas isto nunca foi implantado e o Palácio não foi construído.

Apenas o Presidium do Soviete Supremo da União Soviética podia destituir uma pessoa de seu título.[2] A insígnia "Herói do Trabalho Socialista", assim como a medalha de ouro de "Herói da União Soviética", era sempre colocada no lado esquerdo do peito e na presença de outros prêmios e medalhas, colocando-o acima destes. Se vestido com títulos honorários da Federação Russa, o último tinha precedência.[4]

Descrição do prêmioEditar

O título honorário "Herói do Trabalho Socialista" foi projetado pelo artista A. Pomansky. A medalha de ouro era uma estrela de cinco pontos com raios diédricos suaves no anverso, tendo um diâmetro de 33,5 mm. No centro do anverso, havia a foice e o martelo medindo respectivamente 13 e 14 mm. Pesava 15,25 gramas.[2]

A parte traseira era lisa e rodeada por uma borda ligeiramente elevada. No centro, constava a inscrição "Herói do Trabalho Socialista" (em russo: "Герой Социалистического Труда") em letras com 2mm de altura, o número de série logo acima com números com 1mm de altura.[2]

A insígnia era colocada em um suporte soviético padrão de 25 x 15mm, montado em um anel de suspensão. O suporte era coberto por uma fita moiré de seda vermelha. Na parte traseira, o suporte tinha uma porca rosqueada para manter o prêmio atado à roupa.[2]

Referências

  1. a b «Decreto do Presidium Soviete Supremo da União Soviética em 27 de dezembro de 1938» (em russo). Biblioteca Legal da USSR. 27 de dezembro de 1938 
  2. a b c d e f «Decreto do Presidium Soviete Supremo da União Soviética em 22 de maio de 1940» (em russo). Biblioteca Legal da USSR. 22 de maio de 1940 
  3. «Russia seeks new generation of 'heroes'» (em inglês). 1 de maio de 2013 
  4. «Decreto do Presidente da Federação Russa de 7 de setembro de 2010, nº 1099» (em russo). 7 de setembro de 2010 

Ligações externasEditar