Abrir menu principal
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2015). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Heraldo Pereira
Heraldo Pereira em 2013
Nome completo Heraldo Pereira de Carvalho
Nascimento Ribeirão Preto
Ocupação jornalista e apresentador de televisão
Etnia afrodescendente
Nacionalidade brasileiro
Religião Católico romano
Atividade (1981-presente)
Trabalhos notáveis Jornal das Dez
Jornal da Globo
Jornal Nacional
(Rede Globo)

Heraldo Pereira de Carvalho (Ribeirão Preto, 1 de setembro de 1961) é um jornalista brasileiro e apresentador do Jornal das Dez.

Índice

BiografiaEditar

Ainda adolescente trabalhou no jornal interno de uma companhia telefônica da prefeitura e na Rádio Clube de Ribeirão Preto. Aos 18 anos, conseguiu um estágio como repórter na recém-inaugurada TV Ribeirão, afiliada da Rede Globo.

Em 1981 Heraldo Pereira foi transferido para a TV Campinas e começou a estudar jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Campinas, onde se formou. Em 1985, foi para a redação da filial da Rede Globo em São Paulo. Depois de um período como repórter dos telejornais locais, passou a fazer matérias para o Jornal Nacional. Em 1987, transferiu-se para a sucursal da emissora em Brasília. Desde então, acompanha o dia a dia da política nacional.

O jornalista participou de coberturas importantes como a promulgação da Constituinte de 1988, as eleições presidenciais de 1989 e a decretação do Plano Collor. Em setembro de 1991, fez uma reportagem na África do Sul sobre os acordos entre o governo local e os grupos negros para acabar com o apartheid no país. A matéria foi exibida no programa Fantástico. Nesse período, o repórter também acompanhou uma visita do presidente Fernando Collor de Mello a países como Namíbia e Angola. Logo depois, cobriu o processo de impeachment de Collor e acompanhou diversas eleições, como as de 1994, 1998, 2002 e 2006. Foi o mediador de alguns debates entre os candidatos a governador de estados como o Acre e a Paraíba.

Em meados dos anos 90, foi para o SBT, onde foi repórter em Brasília/DF.

Em 2001, de volta à Globo, Heraldo Pereira estreou como apresentador na bancada do DFTV e do Bom dia DF. No ano seguinte, tornou-se o primeiro jornalista negro a apresentar permanentemente o Jornal Nacional.[1] Desde então, apresenta o telejornal eventualmente. Nessa época, também apresentava um bloco com o noticiário político no Bom dia Brasil e no Jornal das Dez da GloboNews. Em 2007, passou a ser comentarista político do Jornal da Globo.

 
Heraldo Pereira entregando o Prêmio Congresso em Foco de Melhor deputada federal para Luciana Genro.

Desde 1988, Heraldo Pereira é casado com a também jornalista Cecília Maia.[2]

Em 22 de dezembro de 2017 foi oficializado como apresentador titular do Jornal das Dez, na GloboNews.[3]

PrêmiosEditar

Referências

  1. «Redação», Globo, Jornal Nacional, 2010 .
  2. Mariane Morisawa (2 de dezembro de 2002). «Novo rosto no JN - Repórter da Globo de Brasília se torna o primeiro negro a apresentar o Jornal Nacional». ISTOÉ Gente. Consultado em 12 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 14 de janeiro de 2005 
  3. «Renata Lo Prete é a titular do Jornal da Globo, e Heraldo Pereira, do Jornal das Dez». G1 
  4. «Premiações – Edições Anteriores – 2005 a 2011». Prêmio Camélia da Liberdade. Consultado em 12 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 15 de dezembro de 2013 
  5. «Personalidades e autoridades recebem prêmio institucional». Troféu Raça Negra. Consultado em 12 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 13 de dezembro de 2013 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Precedido por
Renata Lo Prete
Apresentação do Jornal das Dez
2017 - atualmente
Sucedido por
  Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.