Herbert Kroemer

professor académico alemão

Herbert Kroemer (Weimar, 25 de agosto de 1928 - 8 de março de 2024) foi um físico alemão.[2] Recebeu o Nobel de Física de 2000, pelo desenvolvimento de heteroestruturas de semicondutores usando optoeletrônica de alta velocidade.

Herbert Kroemer Medalha Nobel
Herbert Kroemer
Herbert Kroemer (2008)
Nascimento 25 de agosto de 1928 (95 anos)
Weimar
Morte 8 de março de 2024 (95 anos)
Nacionalidade Alemão, estadunidense
Cidadania Alemanha, Estados Unidos
Alma mater Universidade Friedrich Schiller de Jena, Universidade de Göttingen
Ocupação físico, professor universitário
Prêmios Nobel de Física (2000), Medalha de Honra IEEE (2002)
Empregador(a) Universidade da Califórnia em Santa Bárbara, Universidade do Colorado em Boulder
Orientador(a)(es/s) Richard Becker[1]
Instituições Universidade do Colorado em Boulder, Universidade da Califórnia em Santa Bárbara
Campo(s) Física
Tese 1952: Zur Theorie des Germaniumgleichrichters und des Transistors
Religião ateísmo

Carreira

editar

Kroemer trabalhou em vários laboratórios de pesquisa na Alemanha e nos Estados Unidos e lecionou engenharia elétrica na Universidade do Colorado de 1968 a 1976. Ele se juntou ao corpo docente da UCSB em 1976, concentrando seu programa de pesquisa de semicondutores na tecnologia emergente de semicondutores compostos em vez da tecnologia de silício convencional. Junto com Charles Kittel, ele foi coautor do livro Thermal Physics, publicado pela primeira vez em 1980, e usado até hoje. Ele também é autor do livro Quantum Mechanics for Engineering, Materials Science and Applied Physics.[3][4][5]

Kroemer foi eleito como membro da Academia Nacional de Engenharia em 1997 pela concepção do transistor de heteroestrutura semicondutora e laser, e pela liderança na tecnologia de materiais semicondutores. Ele também foi eleito membro da Academia Nacional de Ciências em 2003.[3][4][5]

Kroemer sempre preferiu trabalhar em problemas que estão à frente da tecnologia convencional, inventando o transistor de deriva na década de 1950 e sendo o primeiro a apontar que vantagens poderiam ser obtidas em vários dispositivos semicondutores incorporando heterojunções. Mais notavelmente, porém, em 1963 ele propôs o conceito do laser de dupla heteroestrutura, que é agora um conceito central no campo dos lasers semicondutores. Kroemer tornou-se um dos pioneiros na epitaxia por feixe molecular, concentrando-se na aplicação da tecnologia a novos materiais não experimentados.[3][4][5]

Referências

  1. Herbert Kroemer (em inglês) no Mathematics Genealogy Project
  2. «Nobel Laureate Herb Kroemer, 1928–2024». UC Santa Barbara Engineering (em inglês). 12 de março de 2024. Consultado em 13 de março de 2024 
  3. a b c H. Kroemer, Quantum Mechanics, Prentice Hall (1994)
  4. a b c «Nobel Laureate Herb Kroemer, 1928-2024». UCSB College of Engineering (em inglês). 12 de março de 2024. Consultado em 26 de abril de 2024 
  5. a b c «Sad News - Professor Emeritus Herbert Kroemer | Office of the Chancellor». chancellor.ucsb.edu. Consultado em 26 de abril de 2024 

Ligações externas

editar


Precedido por
Gerardus 't Hooft e Martinus J. G. Veltman
Nobel de Física
2000
com Zhores Alferov e Jack Kilby
Sucedido por
Eric Allin Cornell, Carl Wieman e Wolfgang Ketterle
Precedido por
Herwig Kogelnik
Medalha de Honra IEEE
2002
Sucedido por
Nick Holonyak


  Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.