Abrir menu principal

Hexaboreto de lantânio

composto químico
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Janeiro de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hexaboreto de lantânio
Alerta sobre risco à saúde
CaHexaboride.jpg
Kristallstruktur-Calciumhexaborid.png
Outros nomes Boreto de lantânio
Identificadores
Número CAS 12008-21-8
Propriedades
Fórmula molecular LaB6
Massa molar 203.78 g/mol
Aparência violeta púrpura intenso
Densidade 2,61 g·cm-3 (20 °C)[1]
Ponto de fusão

2210 °C[1]

Solubilidade em água insolúvel[1]
Estrutura
Estrutura cristalina Cúbico
Grupo de espaço Pm3m ; Oh
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.
Um cátodo quente de hexaboreto de lantânio. Imagem cortesia de Kimball Physics, Inc.
Cátodos de hexaboreto de lantânio. Imagem cortesia de Applied Physics Technologies

Hexaboreto de lantânio (LaB6, também chamado boreto de lantânio e LaB) é um composto químico inorgânico, um boreto do lantânio. É um material cerâmico refratário que tem um ponto de fusão de 2210 °C, e é insolúvel em água e ácido clorídrico. Ele tem uma baixa função trabalho e uma das mais altas emissividades de elétrons conhecidas, sendo estável no vácuo. Amostras estequiometricas são coloridas de um violeta-púrpura intenso, enquanto aquelas ricas em boro (acima de LaB6.07) são azuis. Borbardeamento por íons altera sua cor de púrpura para verde esmeralda.[2]

O principal uso do hexaboreto de lantânio é em cátodos quentes, quer como um cristal único ou como revestimento depositado por deposição física de vapor. Hexaboretos, tais como o hexaboreto de lantânio (LaB6) e hexaboreto de cério (CeB6), tem baixas funções de trabalho, aproximadamente 2,5 eV. Eles também são pouco resistentes ao envenenamento do cátodo. Cátodos de hexaboreto de cério tem uma menor taxa de evaporação a 1700 K que o hexaboreto de lantânio, mas eles tornam-se iguais a temperaturas acima de 1850 K.[3] Cátodos de hexaboreto de cério tem uma e meia vez o tempo de vida dos de hexaboreto de lantânio, devido à anterior maior resistência à contaminação por carbono. Cátodos de hexaboreto são aproximadamente dez vezes mais "brilhantes" que cátodos de tungstênio, e tem 10-15 vezes mais longo tempo de vida. Dispositivos e técnicas nas quais cátodos de hexaboreto são usados incluem microscópios eletrônicos, tubos de microondas, litografia por elétrons, soldagem por feixe de elétrons, tubos de raios X, e laser de elétrons livres. Hexaboreto de lantânio lentamente evapora dos cátodos aquecidos e forma depósitos sobre os cilindroS de Wehnelt e aberturas. LaB6 é também usado como um padrão de tamanho/tensão em difração de pó por raio X para calibrar o alargamento instrumental dos picos de difração.[4]

LaB6 é um supercondutor com uma temperatura de transição relativamente baixa de 0,45 K. [5]

ReferênciasEditar

  1. a b c Base de dados Hexaboreto de lantânio por AlfaAesar, consultado em 9. Februar 2010 .
  2. T. Lundström "Structure, defects and properties of some refractory borides" Pure & Appl. Chem. 57(10) 1383 (1985) free download.
  3. «Comparing Lanthanum Hexaboride (LaB6) and Cerium Hexaboride (CeB6) Cathodes». Consultado em 5 de maio de 2009 
  4. C. T. Chantler, C. Q. Tran, and D. J. Cookson (2004). «Precise measurement of the lattice spacing of LaB6 standard powder by the x-ray extended range technique using synchrotron radiation». Phys. Rev. A. 69: 042101. doi:10.1103/PhysRevA.69.042101 
  5. G. Schell, H. Winter, H. Rietschel, and F. Gompf (1982). «Electronic structure and superconductivity in metal hexaborides». Phys. Rev. B. 25: 1589. doi:10.1103/PhysRevB.25.1589