Hideshi Matsuda

Hideshi Matsuda - em japonês: 松田 秀士, transl. Matsuda Hideshi (Kochi, 22 de dezembro de 1954) é um automobilista e jornalista japonês.

Hideshi Matsuda
Informações pessoais
Nome completo Hideshi Matsuda
Nacionalidade Japão japonês
Nascimento 22 de dezembro de 1954 (67 anos)
Kochi, Japão
Registros na IndyCar Series
Temporadas 1996, 1999–2000
Equipes 1 (Beck Motorsports)
Corridas 3 (2 largadas)
Vitórias 0
Pódios 0
Pole positions 0
Voltas mais rápidas 0
Primeira corrida 500 Milhas de Indianápolis, 1996
Última corrida 500 Milhas de Indianápolis, 2000
(não-classificado)
Registros na Champ Car
Temporadas 1994–1995, 1998
Equipes 3 (Dick Simon Racing, Beck Motorsports e Della Penna)
Corridas 3
Vitórias 0
Pódios 0
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos 500 Milhas de Indianápolis, 1994
Última corrida Japão GP de Motegi, 1998
Registros nas 24 Horas de Le Mans
Edições 2001
Equipes 1 (Dick Barbour Racing)
Melhor resultado 28º em 2001
Vitórias em classe(s) 0 (classe LMP675)

CarreiraEditar

Super GT e 24 Horas de Le MansEditar

Matsuda era repórter da Tokyo Broadcasting System (uma das principais emissoras de televisão do Japão) quando passou a disputar o Super GT (na época, JGTC) em 1993, quando já tinha 38 anos de idade. Em 20 temporadas, venceu 7 provas (2 pela categoria GT1 e 5 na GT300), chegou 6 vezes na segunda posição e foi 5 vezes terceiro colocado, obtendo o vice-campeonato em 2000.

Sua única participação nas 24 Horas de Le Mans foi em 2001, pilotando um Reynard-Judd da equipe Dick Barbour Racing, juntamente com o belga Didier de Radiguès e o alemão Sascha Maassen, na classe LMP675. Eles abandonaram a prova após 95 voltas.

CART e IRLEditar

Na CART, Matsuda inscreveu-se para as 500 Milhas de Indianápolis pela equipe Dick Simon Racing. Mesmo sem experiência na categoria, surpreendeu ao largar em 14º lugar, abandonando na volta 92 devido a um acidente. Em 1995, assinou com a Beck Motorsports, onde pilotaria um Lola-Ford do ano anterior. Classificado na vigésima posição, Matsuda terminou a prova em 15º, sendo inclusive elogiado pelo mestre de cerimônias da Indy 500 por não ter batido.

Sua terceira participação na Indy 500, em 1996 (a primeira da recém-criada Indy Racing League), o japonês classificou-se em 30º lugar e teve que largar dos boxes devido a um problema de motor. Terminou na oitava posição (3 voltas atrás do vencedor, Buddy Lazier), garantindo a trigésima posição na classificação geral, com 27 pontos.

De volta à CART em 1998, Matsuda disputou pela primeira vez uma prova que não seria as 500 Milhas, assinando com a Della Penna Motorsports para divulgar o GP de Motegi, o primeiro disputado no Japão. Aos 43 anos, chegou a participar da pré-temporada e, na corrida, largou na 25ª posição, uma à frente do novato Hélio Castroneves. Encerrou a prova em 18º, a 16 voltas do mexicano Adrián Fernández.

Ainda participou de 2 edições das 500 Milhas de Indianápolis - em 1999, chegou na décima posição, e não conseguiu a classificação para a prova em 2000 após um violento acidente no bump day.

  Este artigo sobre automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.