Abrir menu principal
Hilarion Capucci, B.A.
Arcebispo da Igreja Católica
Bispo auxiliar de Antioquia da Igreja Greco-Católica Melquita

Título

Arcebispo titular de Cesareia em Israel dos Greco-Melquitas
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 20 de julho de 1947
Ordenação episcopal 5 de setembro de 1965 por Máximos IV cardeal Sayegh
Nomeado arcebispo 30 de julho de 1965
Brasão arquiepiscopal
Arcbishoppallium.png
Dados pessoais
Nascimento Alepo, Síria
2 de março de 1922
Morte Roma, Itália
1 de janeiro de 2017 (94 anos)[1]
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Hilarion Capucci, B.A. (Alepo, Síria, 2 de março de 1922Roma, 1 de janeiro de 2017[2]) foi um arcebispo aposentado da Igreja Greco-Católica Melquita e ativista pela paz.

Foi ordenado sacerdote da Ordem de São Basílio dos melquitas de Alepo, em 20 de julho de 1947. Em 30 de julho de 1965 foi nomeado arcebispo, sendo consagrado meses depois. Entre 1965 e 1974, foi Visitador Apostólico para os greco-melquitas da Europa Ocidental e Vigário apostólico do Patriarcado de Jerusalém. Durante o tempo em que exerceu o cargo foi um tenaz opositor do governo de Israel, alinhando-se aos palestinos.

Em 1974 foi acusado de contrabandear armas para o Exército de Libertação da Palestina e condenado por um tribunal israelense a 12 anos de prisão. Capucci foi um dos presos cuja liberação foi exigida pelos sequestradores palestinos do voo 139 da Air France, em 1976. Foi posto em liberdade un ano depois, por intervenção do Vaticano. Os governos do Iraque, Líbia, Sudão e Síria homenagearam Capucci com selos postais.A partir de então foi bispo de Cesareia no exílio, até sua aposentadoria, em 1999.

Opositor da guerra do Iraque, Capucci escreveu o prólogo para o livro Neo-Conned!: Just War Principles: A Condemnation of War in Iraq.[3]

Nos últimos anos, seu ministério estendeu-se particularmente aos palestinos da diáspora na Europa, mas continuou a atuar em favor do povo palestino da Terra Santa.[4]

Em 2009, Capucci viajou para Gaza, em um barco libanês. O barco foi capturado pelas forças israelenses quando tentava furar o bloqueio naval israelense.

Participante da flotilha de GazaEditar

Em 2010, viajou em um dos barcos que levavam ajuda humanitária a Gaza e que foram atacados pelas forças israelenses. Antes, já a bordo, havia concedido uma entrevista a Al Jazeera.

Referências

  1. «Archbishop of Jerusalem in Exile Hilarion Capucci passes away» (em inglês). sana.sy. 1 de janeiro de 2017. Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  2. «وفاة الأب الثائر "كابوتشي" عن 94 عاما» (em árabe). wattan.tv. 1 de janeiro de 2017. Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  3. A Must-Read Set on Gulf II
  4. Dados biográficos.

Ligações externasEditar