Abrir menu principal
Hipólito II d'Este
Cardeal da Igreja Católica
Ordenação e nomeação
Cardinalato
Criação 20 de dezembro de 1538 (in pectore)
5 de março de 1539 (Publicado)

por Papa Paulo III
Ordem Cardeal-diácono
Título Santa Maria, em Aquiro (1539-1564)
Santa Maria em Via Lata (1564)
Santa Maria da Scala (1564-1572)
Brasão
Stemma.Card.Este.JPG
Dados pessoais
Nascimento Ferrara
25 de agosto de 1509
Morte Roma
2 de dezembro de 1572 (63 anos)
Progenitores Mãe: Lucrécia Bórgia
Pai: Afonso I d'Este
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Hipólito (II) d'Este (25 de agosto de 1509 - 2 de dezembro de 1572) foi um cardeal e estadista italiano. Foi membro da Casa de Este, e sobrinho do outro Hipólito d'Este, também cardeal.

BiografiaEditar

Hipólito nasceu em Ferrara, na Itália, sendo o segundo filho do duque Afonso I d'Este e de Lucrécia Bórgia. Seu irmão mais velho, Ercole II d'Este, sucedeu seu pai como duque de Ferrara em 1534. Por meio de sua mãe, Ippolito e Ercole eram netos do Papa Alexandre VI. Hipólito recebeu o nome de seu tio, o cardeal Hipólito d'Este.

Em 1519, com a idade de 10 anos, herdou o arcebispado de Milão de seu tio. Este foi o primeiro de uma extensa lista de beneficium eclesiásticos que Hipólito recebeu ao longo do tempo, do qual os rendimentos era a sua principal fonte de proventos.

Além de Milão, no final de sua vida, Hipólito também ocupou os beneficiums da Sé / abadias de Bondeno, Chaalis (1540-1572), Jumieges na Normandia, Lyon, Narbonne, e Saint-Médard em Soissons.

Hipólito d'Este foi criado cardeal-diácono de Santa Maria, em Aquiro pelo Papa Paulo III, no consistório de 20 de dezembro de 1538. Ele só seria ordenado sacerdote em 1564.

Patrocínio das artesEditar

Um amante dos luxos e magnificência, ele reformou o Palazzo San Francesco em Ferrara antes de sua primeira nomeação para a corte francesa. Após a sua elevação ao Colégio dos Cardeais, em 1538, ele remodelou o palácio de seu primo, o Cardeal Ercole Gonzaga, que alugou como sua residência cardinalícia, em Roma. Ele teve a Villa d'Este em Tivoli construída pelo arquiteto maneirista Pirro Ligorio, para combinar com os outros palácios que estava construindo em Roma.

Hipólito d'Este também ajudou a patrocinar a carreira do compositor Palestrina.[1]

Referências

  1. Hollingsworth. The Cardinal's Hat. [S.l.: s.n.] p. 1 

BibliografiaEditar