Abrir menu principal

História do Universidade Sport Club

2001-2003: O início vitoriosoEditar

O departamento de futebol da Ulbra foi criado em 2001, como forma de aumento da participação da universidade no meio esportivo. Em 8 de Maio de 2002, a Ulbra vence o RS Futebol nos pênaltis por 7 a 6 e sagra-se campeã Campeonato Gaúcho da Terceira Divisão. Neste ano, a Ulbra participou do certame juntamente com o Canoas Futebol Clube, unindo, assim, os dois principais clubes de futebol de Canoas.

Na Série C de 2002, a Ulbra fez uma incrível campanha logo na sua estréia, ao chegar à penúltima fase em apenas um ano de existência. A equipe eliminou o Tubarão F.C., o União Bandeirante e o Iraty. O time de Canoas só caiu diante do Marília. Mesmo assim conseguiu a marca invejável de 5º colocado.

No dia 25 de Outubro de 2003, a Ulbra ingressou na elite do futebol gaúcho, junto com o Novo Hamburgo, após ter vencido o Grêmio Bagé por 3 a 2 e ter ganho o Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão, com uma campanha de 9 vitórias, 3 empates e 2 derrotas.

Na Série C de 2003, a Ulbra não fez uma boa campanha e foi eliminada logo na Segunda Fase pelo RS Futebol (clube do qual a Ulbra havia tirado o título da Série C do Gauchão). A equipe terminou na 56º colocação geral do campeonato.

2004: Vice-campeonato gaúchoEditar

 
O estádio da Ulbra foi o palco da final do Campeonato Gaúcho de 2004

Disputando a elite em 2004, fez a sua melhor campanha no Campeonato Gaúcho: foram 26 jogos, 16 vitórias, 5 empates e apenas 5 derrotas. Nas semifinais a equipe eliminou o Grêmio por um placar de 3 a 1, com gols de Fabrício, Marcelo Oliveira e Cléber, levando a equipe canoense à final, contra o Internacional. O jogo decisivo ocorreu em 4 de junho, a Ulbra iniciou vencendo com gol de [Carece de fontes],mas o clube de Porto Alegre acabou virando por 2 a 1 e ficou com o vice-campeonato.

Na Série C de 2004, a Ulbra fez uma campanha regular e foi eliminada na Segunda Fase pelo Atlético de Ibirama após perder fora e empatar em casa. O time canoense terminou em 20º na classificação geral.

2005-2006: Dois anos difíceisEditar

Em 2005, a Ulbra foi vice-campeã da Copa FGF perdendo na final para o Novo Hamburgo. Na Copa do Brasil de 2005, a Ulbra estreou vencendo o Treze por 3 a 0 em casa. A vaga parecia estar garantida pelo clube canoense. Entretanto, perdeu por 5 a 0 na Paraíba e deixou escapar a sua classificação. Caso tivesse ganho, a Ulbra teria enfrentado o São Caetano. O Tricolor Canoense ficou em 40º na colocação geral e parou na Primeira Fase.

No ano de 2006, novamente a Ulbra ficou no 2º lugar da Copa FGF, desta vez perdendo as finais contra os juniores do Grêmio. Mesmo com o segundo lugar, o clube garantiu presença na Copa do Brasil de 2008. Na Copa do Brasil de 2006, a Ulbra fez sua pior campanha na competição, perdendo no Complexo Esportivo por 4 a 2 para a equipe do Iraty, do Paraná; o time foi eliminado sem jogar a partida de volta, por causa do regulamento do certame. A equipe ficou em 48º na classificação geral e parou na Primeira Fase.

No Gauchão 2006, a equipe não conseguiu a classificação. A Ulbra apenas precisava de mais uma vitória para conseguir ultrapassar o Caxias. Infelizmente, o adversário era o Internacional, um dos times mais fortes da competição. A Ulbra não conseguiu o sucesso e acabou mais uma vez desclassificada da competição. A equipe ficou em 11º na colocação geral.

2007-2008: Anos melhoresEditar

No Gauchão 2007, a Ulbra não entrou muito motivada, mas conseguiu a classificação após 3 anos. Neste ano, a Ulbra também "deu o troco" no Internacional, vencendo a equipe em Porto Alegre e no Complexo Esportivo da Ulbra. O time canoense enfrentou na Segunda Fase o Caxias; em casa, empatou por 0 a 0. A decisão, portanto, foi para os pênaltis; neste quesito, entretanto, a Ulbra acabou perdeu por 4 a 2. A equipe ficou em 5º lugar na colocação geral.

Na Série C de 2007, a Ulbra fez sua segunda melhor campanha chegando à Terceira Fase e acabou pontuando no Ranking da CBF. A Ulbra apenas precisava de uma vitória em casa contra o America, mas a equipe empatou por 2 a 2 e só não se classificou por que o Bragantino (campeão daquele ano) tinha saldo de gols maior do que o da Ulbra. O clube terminou na classificação geral em 11º.

Em 2008, a Ulbra tem entre os seguintes certames dentre os que já foram e serão disputados: o Campeonato Gaúcho (em que foi eliminada pelo Internacional), a Copa do Brasil (na qual foi eliminada pelo Brasiliense) e a Copa FGF.

Neste mesmo ano a categoria juvenil foi abolida, continuando apenas os juniores, que deverão participar do Campeonato Gaúcho Sub-20 e de outras competições dessa categoria. Também em 2008, haverá uma escolinha de futebol feminino e futsal feminino, com o objetivo de formar atletas no clube.

Na Copa do Brasil de 2008 a Ulbra foi eliminada pelo Brasiliense após empatar em 1 a 1 em casa e perder de 1 a 0 fora. No Gauchão, após duas goleadas, a Ulbra trocou de técnico: Beto Almeida foi contratado para o lugar de Paulo Henrique Marques; o novo treinador havia dirigido o Juventude em 2007 pela Série A do Brasileirão. O time canoense, após uma campanha mediana, foi eliminada nas quartas de final pelo Internacional), perdendo a primeira partida por 4 a 1 em pleno Complexo Esportivo da Ulbra e sendo derrotada por 3 a 2 no Beira-Rio.

No final do primeiro tempo, Jaques saiu de campo reclamando da indolência de alguns jogadores do time, criticando o "bruxinho" do treinador, referindo-se a Éverton Severo. Depois da má classificação, a Ulbra ficou oficialmente fora da Série C 2008 e disputará apenas a Copa FGF no segundo semestre de 2008.

Na Copa FGF de 2008, a Ulbra foi eliminada pelo Novo Hamburgo, nas quartas de finais. Com isso, o clube não conseguiu uma vaga na Série D 2009 nem na Copa do Brasil. Com a crise na universidade [1], o time de futebol também sofreu.

2009-2010: Boa campanha e mudanças no clubeEditar

Devido a crise na universidade, o orçamento ficou pequeno para disputar o Gaúchão, mas a Ulbra participou do campeonato e fez boa campanha. Na Taça Fernando Carvalho, terminou o Grupo 2 em 4º sendo que os quatro primeiros se classificavam para a próxima fase. Enfrentou o Internacional e perdeu em jogo único por 2 a 1, sendo que a equipe quase empatou no final da partida e terminou a Taça no 5º lugar.

Na Taça Fábio Koff, a Ulbra foi melhor ainda e terminou em 2º lugar entre os 8 clubes da sua chave. Enfrentou o Inter de Santa Maria e venceu por 2 a 0 em jogo único. Nas semi-finais, enfrentou novamente o Inter no Beira-Rio, e perdeu por 4 a 0 e na classificação da taça terminou em 4º lugar. No geral ficou em 6º. Ficou com a vaga para a Série D mas desitiu da vaga por motivos financeiros.

No final de 2009 foi confirmada que o clube disputará o Campeonato Gaúcho de 2010, mas agora o clube de esportes não tem mais ligação com a Ulbra e passará a se chamar Universidade Sport Club. Gilson "Mão de Pilão" é o novo presidente do clube e Lorival Santos é o novo técnico. A idéia, segundo ele, é trabalhar em 2010 com um elenco de 29 atletas.

Ver tambémEditar

Referências