Homem de Gelo (Iceman em inglês) é o codinome de Robert Louis Bobby Drake, um super-herói mutante do universo Marvel criado pelo escritor Stan Lee e o desenhista/coescritor Jack Kirby em 1963. Um dos seis X-Men originais, Homem de Gelo é um dos mutantes mais presentes no universo Marvel, tendo feito parte de equipes como X-Factor, Defensores e Campeões.

Homem de Gelo
Outro(s) nome(s) Robert Louis "Bobby" Drake
Espécie Humano Mutante
Afiliações X-Men
X-Factor
Defensores
Campeões
Família Vampira (ex-namorada), Lince Negra (ex-esposa), Jonh Pryde Drake (filho)
Terra Natal Long Island, Nova York
Criado por Stan Lee
Jack Kirby
Género(s) Masculino
Primeira aparição X-Men vol. 1, #1
Setembro 1963
Editora(s) Marvel Comics

Histórico de publicaçãoEditar

Um em Setembro de 1963, Homem de Gelo foi definido por Stan Lee como sendo uma cópia do Tocha Humana, embora usando um poder oposto.[1] O personagem recebeu duas minisséries, uma em 1984-5 por J. M. DeMatteis, e outra parte da série "Ícones" em 2002, por Andy Lanning e Dan Abnett, além de um título próprio por Sina Grace entre 2017 e 2018.[2]

Em 2015, o personagem foi revelado como gay em uma conversa telepática com a colega Jean Grey.[3] A ideia partiu de Brian Michael Bendis, mesmo que contradizendo todos os relacionamentos heterossexuais que Homem de Gelo já teve antes.[4]

Biografia fictíciaEditar

Nativo de Long Island, Bobby descobriu seus poderes de criação de gelo quando um bully atacou ele e sua namorada. Assustados, os locais o prenderam na cadeia, de onde ele foi solto por Scott Summers, ao pedido do Professor Xavier.[5] Na Escola para Jovens Super Dotados do Professor Xavier, ele pôde aprender a controlar seus poderes e integrou a primeira formação de X-Men.

Quando os X-Men originais foram presos em Krakoa, a ilha viva, o Professor Xavier reuniu novos mutantes para resgatar a equipe anterior. Como os outros originais, Bobby se ausentou dos X-Men para dar mais espaço para os novos. Depois disso ele integrou Os Campeões, os Novos Defensores e o X-Factor, que incluiu todos os 5 X-Men originais. Foi no X-Factor que a vida do Homem de Gelo teve uma profunda mudança, e sua personalidade começou a ser moldada até se tornar o que é hoje. Bobby conheceu Opal, e eles começaram a namorar. Mas o relacionamento foi abalado depois que o X-Factor e os X-Men se tornaram uma única equipe. Opal dizia que ele não tinha tempo para os X-Men e para ela, e que queria ficar longe da vida tumultuada e perigosa destinada aos super-heróis.

Após os X-Factor se reunirem aos X-Men ao enfrentarem os Rei das Sombras, Homem de Gelo ficou na equipe dourada liderada por Tempestade. Foi aí que sua vida mudou ainda mais. Primeiro ele é manipulado molecularmente por Mikhail Rasputin (irmão de Colossus), e descobre que pode transformar seu corpo inteiro em gelo. Em seguida, a Rainha Branca acorda do coma e invade a mente de Homem de Gelo, usando seus poderes de forma tão extraordinária que entraram nos prédios das Industrias Frost na forma de água. Quando Rainha Branca voltou para o seu próprio corpo, Homem de Gelo ficou meio paranoico com a ideia de poder fazer muito mais do que havia feito nesses tantos anos. Ele pediu a ela, mas ela não quis ensinar ele a atingir todo o potencial. Ele teria que descobrir por si só.

Quando os X-Men enfrentaram Post, o Arauto de Massacre, Homem de Gelo foi ferido no peito, acabando por ficar com um grande buraco. Com medo de voltar à forma humana pediu ajuda novamente da Rainha Branca, que o humilhou novamente. Ele voltou à forma humana sem nenhum ferimento, portanto descobriu que na sua forma de gelo poderia fazer o que quisesse, como viajar pelos canos de esgoto e etc.

Após a morte de seu pai, Bobby se afastou dos X-men e ficou muito tempo ausente da equipe, aparecendo esporadicamente, como nas Saga Massacre e na Operação: Tolerância Zero. Só retornou definitivamente ao supergrupo mutante na Saga dos Doze, onde participou representando o elemento Água².

PoderesEditar

Homem de Gelo consegue manipular a umidade do ar para transformar o vapor em gelo, inclusive podendo manipular a massa congelada na forma que quiser. As aplicações mais comuns dos poderes do Homem de Gelo são a criação de rampas pela qual ele desliza, barreiras de gelo,Já criou asas de gelo(capazes de faze-lo voar), projéteis e espinhos de gelo que surgem do nada ou partem de suas mãos em direção ao alvo. Bobby também é capaz de transformar seu corpo em gelo, mas ao invés de se tornar uma estátua de gelo imóvel, ainda retém a mesma mobilidade de sua forma de carne e osso. E ao voltar a sua forma normal, consegue voltar sem nenhum ferimento, caso tenha ocorrido algum. Também é bem treinado em combate corpo-a-corpo.[6]

Em outras mídiasEditar

Desenho animadoEditar

FilmesEditar

Nos filmes do X-Men é interpretado por Shawn Ashmore.

[9]

VideogamesEditar

Homem de Gelo é personagem jogável em vários jogos dos X-Men (Marvel: Ultimate Alliance 2, X-Men: The Official Game, X-Men Legends, X-Men Legends II: Rise of Apocalypse) e da Marvel em geral (Marvel vs. Capcom 2: New Age of Heroes, Marvel: Ultimate Alliance, Lego Marvel Super Heroes, Marvel Future Fight).

Referências

  1. O'Neill, Patrick Daniel; Lee, Stan (Agosto de 1993). «X Marks the Spot». Wizard: X-Men Turn Thirty. pp. 8–9. Then I wanted a character sort of like the Torch. What's opposite of fire? Ice. Water might have been the opposite, but I couldn't think of anything to do visually with water. I felt a little guilty because Iceman was such a copy of the Human Torch in an opposite way. 
  2. «Homem de Gelo dos X-Men ganha sua primeira série solo - veja». omelete.com.br 
  3. «Personagem Homem de Gelo, da série 'X-Men', assume ser gay em nova HQ». www1.folha.uol.com.br 
  4. «X-Men - Stan Lee não sabia que Homem de Gelo é gay». omelete.com.br 
  5. X-Men #44-46
  6. «10 coisas que você precisa saber sobre o Homem de Gelo!». legiaodosherois.uol.com.br 
  7. «X-Men: O desenho animado». omelete.com.br 
  8. «The X-Men Episode Guide 3×16: 'Cold Comfort'». comicsalliance.com 
  9. «'X-Men: Days Of Future Past' Star Goes Full Iceman». www.mtv.com 

Ligações externasEditar