Abrir menu principal

Honório Gurgel (bairro do Rio de Janeiro)

bairro do Rio de Janeiro

Honório Gurgel é um bairro tipicamente residencial, na Zona Norte do município do Rio de Janeiro, que surgiu após a implantação da linha férrea na região, em 1892. A estação ferroviária surgiu em 1895, com o nome Muguengue — em alusão a um dos vários rios que cortam a região. Em 1905 teve seu nome alterado para Honório Gurgel, em homenagem ao prefeito do Rio de Janeiro à época, e também herdeiro das terras onde a estação fora instalada.

Honório Gurgel
Bairro do Rio de Janeiro Bandeira do Município do Rio de Janeiro.png
Honório Gurgel.svg
Área 137,48 ha (em 2003)
Fundação 23 de julho de 1981
IDH 0,804[1](em 2000)
Habitantes 21 989 (em 2010)[2]
Domicílios 7 948 (em 2010)
Limites Barros Filho, Coelho Neto,
Rocha Miranda, Bento Ribeiro,
Marechal Hermes e Guadalupe
[3]
Distrito Madureira
Subprefeitura Zona Norte
Região Administrativa Madureira

Vizinho de Rocha Miranda, Marechal Hermes, Bento Ribeiro, Coelho Neto, Guadalupe e Barros Filho, esse bairro carioca já abrigou engenhos de cana-de-açúcar na época Imperial.  

Índice

HistóriaEditar

 
Estação de trem de Honório Gurgel.

Região próxima ao Engenho Boa Esperança que, com a inauguração da Estrada de Ferro Melhoramentos do Brasil (depois linha auxiliar), em 1892, passou a abrigar a Estação de Munguengue, inaugurada em 1 de novembro de 1895, de onde saía um ramal de 3,02 Km para Sapopemba (atual Deodoro). A estação teve a denominação alterada para Honório Gurgel em homenagem ao Tenente Honório Gurgel do Amaral, vereador, cujo pai possuía fazenda em Irajá. Em Honório Gurgel existiam engenhos, olarias e carvoarias, com caminhos dando acesso a Madureira, o principal deles a estrada Tavares Guerra (atual rua Conselheiro Galvão). Posteriormente, foi implantada a faixa da linha de transmissão elétrica da LIGHT, antes ocupada por lavouras que deram espaço ao atual Parque Madureira.

O bairro é predominante residencial, contudo apresenta considerável número de indústrias pertencentes do Distrito Industrial da Fazenda Botafogo. Uma das primeiras indústrias da região é a ArmcoStaco, inaugurada em 1958.

A moradora mais famosa do bairro foi a cantora Anitta, que residiu no bairro durante sua infância e juventude.[4] O cantor carioca Gabriel Diks também residiu no bairro durante sua infância e juventude. Além disso, o bairro também foi retratado no livro “A vida e o sonho — Memórias afetivas sobre o bairro Honório Gurgel”, de Zuleika Sant’Anna.[5]

IAPI de Honório GurgelEditar

Originalmente Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Industriários, o conjunto habitacional foi inaugurado em 1945[5] durante o governo do presidente Getúlio Vargas, grande impulsionador do processo de ocupação do bairro. Com uma arquitetura funcional, apresenta uma divisão em blocos de apartamentos e casas geminadas, privilegiando áreas de convívio coletivo, como a praça central.

Referências

  1. Tabela 1172 - Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH), por ordem de IDH, segundo os bairros ou grupo de bairros - 2000
  2. «Dados». Consultado em 24 de março de 2012. Arquivado do original em 2 de setembro de 2013 
  3. Bairros do Rio
  4. Ana Cora Lima (26 de março de 2018). «Show da poderosa». Uol. Consultado em 8 de maio de 2018 
  5. a b Leonardo Cazes. «O lado bucólico de Honório Gurgel». O Globo. Consultado em 8 de maio de 2018 

Ligações externasEditar


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons