Hormisda I

Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Hormisda.

Ormisdas I, Ormisdates I ou Hormisda I foi da Pérsia, da Dinastia Sassânida, de 270 até 271. Ele sucedeu Maguses (Sapor I), reinou por um ano, e foi sucedido por Vararanes I.[1] Era filho de Sapor I (241–272), em cujo reinado serviu como governador em Coração, e aparece em guerras contra Roma. Sabe-se muito pouco sobre o seu reinado.

Hormisda I
Xainxá de arianos e não-arianos
Efígie de Hormisda num dracma de seu reinado. Sobre sua coroa usa o penteado chamado corimbo
Rei da Armênia
Reinado ca. 252-270
Antecessor(a) Cosroes II (arsácida)
Sucessor(a) Narses I
xá do Império Sassânida
Reinado 270-271
Predecessor Sapor I
Sucessor Vararanes I
 
Morte 271
Descendência Hormisdaces
Sapor II
Dinastia sassânida
Pai Sapor I
Mãe Cornanzém ou Curdezade
Religião Zoroastrismo

EtimologiaEditar

O teônimo Hormisda (em persa médio: Hormizd, Ōhrmazd ou ormozd) é a versão persa média do nome da divindade suprema no zoroastrismo, conhecida em avéstico como Aúra Masda. O equivalente em persa antigo era Auramasda (Auramazdā), enquanto a transliteração grega é Hormisdas.[2][3]

VidaEditar

Maniqueu teve grande influência sobre Hormisda.[4]

FamíliaEditar

Hormisda foi pai de ao menos uma filha:

Referências

  1. «Chronographeion Syntomon, O novo reino dos persas» 🔗. Attalus.org 
  2. Shayegan 2004, p. 462-464.
  3. Vevaina 2018, p. 1110.
  4. Holl 2006, p. 60, nota 1.
  5. Settipani 2006, p. 131-132.
  6. Toumanoff 1990, p. 329-330.

BibliografiaEditar

  • Shayegan, M. Rahim (2004). «Hormozd I». Enciclopédia Irânica, Vol. XII, Fasc. 5. Nova Iorque: Imprensa da Universidade de Colúmbia. pp. 462–464 
  • Vevaina, Yuhan; Canepa, Matthew (2018). «Ohrmazd». In: Nicholson, Oliver. The Oxford Dictionary of Late Antiquity. Oxônia: Imprensa da Universidade de Oxônia. ISBN 978-0-19-866277-8 


Ver tambémEditar

Precedido por
Cosroes II
Rei da Armênia
ca. 252-270
Sucedido por
Narses I
Precedido por
Sapor I
Xá do Império Sassânida
270-271
Sucedido por
Vararanes I

Referências

BibliografiaEditar

  • Holl, Karl (2006). The Distinctive Elements in Christianity. Eugene, Oregon: Wipf & Stock Publishers 
  • Settipani, Christian (2006). Continuidade das elites em Bizâncio durante a idade das trevas. Os príncipes caucasianos do império dos séculos VI ao IX. Paris: de Boccard. ISBN 978-2-7018-0226-8 
  • Toumanoff, Cyril (1990). Les dynasties de la Caucasie chrétienne de l'Antiquité jusqu'au xixe siècle : Tables généalogiques et chronologiques. Roma: Edizioni Aquila