Abrir menu principal
Pelé foi declarado Hors concours em 1970, depois de ganhar o tricampeonato mundial de futebol, da FIFA.[1]
O filme Hair, de 1979, foi considerado hors concours no Festival de Cinema de Cannes.[2]

Nomenclatura de origem francesa, hors concours[nota 1] (pronuncia-se: ór concur) significa: fora da competição, fora do concurso. O termo é usado para algo excepcional que vai ser apresentado numa exposição, num concurso, sem estar competindo com os demais, sendo, apesar da subjetividade, considerado de qualidade superior.[3]

Ganhadores notáveisEditar

  • Clóvis Bornay tornou-se um dos mestres em fantasias de Carnaval - a todo ano trazia novos elementos em suas fantasias, e acabava ganhando quase todos os concursos que disputava. Evandro de Castro Lima e Mauro Rosas eram seus rivais de salão. De tanto ganhar, acabou sendo declarado hors concours (concorrente de honra, não sujeito à premiação).[5]

NotasEditar

[nota 1] ^ O dicionário Houaiss grafa a palavra estrangeira com hífen: hors-concurs.[8]

Referências

  1. «Neymar declared first 'hors concours' since Pele in Brazilian end-of-season awards». Goal.com. 3 de dezembro de 2012. Consultado em 13 de maio de 2013  (em inglês)
  2. «Festival de Cannes: Hair». festival-cannes.com. Consultado em 25 de maio de 2009 
  3. Cineclick.com.br (30 de agosto de 2005). «Notícias». Consultado em 1 de junho de 2013 
  4. Fiocruz.br Biblografia de Carlos Chagas, página visitada em 23 de maio de 2013.
  5. Notícia, Folha Ilustrada. Página acessada em 23 de maio de 2013.
  6. «Neymar recebe Bola de Prata "hors concours" e iguala feito de Pelé». Placar. 4 de dezembro de 2012. Consultado em 23 de maio de 2013. Arquivado do original em 6 de dezembro de 2012 
  7. Gleide Moreira (2012). «Roberto Carlos receberá O Prêmio Hors Concours...». Pra sempre Roberto Carlos. Consultado em 1 de junho de 2013 
  8. Dicionário Eletrônico Houaiss, página visitada em 23 de maio de 2013.

Ligações externasEditar