Abrir menu principal

Huēyi tlahtoāni (do náuatle huēyi [we.ji] ou [we.i], 'grande, longo, alto', tlahtoāni [t͡ɬaʔtoˈaːni] 'aquele que fala'; o plural é huēyi tlahtoqueh), é uma expressão usada para designar os governantes do México-Tenochtitlán, Texcoco e Tlacopan que exerciam poder sobre o vale do México.[1] Huēyi Tlahtoāni significa 'grande governante, grande orador',[2] e era a mais alta autoridade do império; depois destes, se encontravam os Tlatoani, chefes militares, civis e religiosos das cidades que estavam subordinados precisamente aos Huēyi Tlahtoāni.[1]

Em geral, esta autoridade era responsável daquelas questões externas ao império, enquanto o trabalho interno, era feito por um conselheiro, chamado Cihuacoatl.[3]

Referências

  1. a b Delgado de Cantú, Gloria M.; Sánchez Córdova, Humberto; Romo Medrano, Lilia Estela (2002). Historia de México, Volume 1 (em espanhol). [S.l.]: Pearson Educació. ISBN 978-970-260-275-0 
  2. García Hernán, David (2007). Historia universal: XXI capítulos fundamentales (em espanhol). [S.l.]: Silex Edicionew. 818 páginas. ISBN 978-847-737-200-4 
  3. Seaman, Rebecca M. (2013). Conflict in the Early Americas: An Encyclopedia of the Spanish Empire's Aztec, Incan, and Mayan Conquests: An Encyclopedia of the Spanish Empire's Aztec, Incan, and Mayan Conquests (em inglês). [S.l.]: ABC-CLIO. 485 páginas. ISBN 978-159-884-777-2