Abrir menu principal

Hugo Henrique Assis do Nascimento

futebolista brasileiro

Hugo Henrique Assis do Nascimento, mais conhecido como Hugo (Rio de Janeiro, 27 de outubro de 1980), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como meia. Aposentou-se em fevereiro de 2017.

Hugo
Informações pessoais
Nome completo Hugo Pinto do Nascimento
Data de nasc. 27 de outubro de 1980 (38 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro (RJ),  Brasil
Nacionalidade brasileira
Altura 1, 84 m
Apelido Hugo Magrão
Informações profissionais
Período em atividade 19992017 (18 anos)
Clube atual Aposentado
Número 10
Posição Meia e Atacante
Clubes de juventude
1998
1999
Brasil Campo Grande
Brasil Fluminense
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999
19992000
2000
2001
20012002
2002
2003
2004
2004
2005
2006
2006
20072009
2010
20102012
20122013
2013
2014
2015
2016
2016
2017
Brasil Vitória
Brasil Atlético Paranaense
Brasil São Paulo
México Monterrey
Brasil Friburguense
Brasil Flamengo
Brasil Juventude
Japão Tokyo Verdy
Portugal Belenenses
Brasil Corinthians
Brasil Juventude
Brasil Grêmio
Brasil São Paulo
Brasil Grêmio
=Emirados Árabes Unidos Al-Wahda
Brasil Sport
Brasil Goiás
Brasil Vitória
Japão Thespakusatsu Gunma
Brasil Juventude
Brasil Náutico
Brasil Juventude
0000? 0000(?)
0000? 0000(?)
0000? 0000(?)
0000? 0000(?)
0000? 0000(?)
00014 0000(2)
00026 0000(6)
00014 0000(1)
0000? 0000(?)
00035 0000(3)
0000? 0000(?)
00028 000(12)
00135 000(29)
00034 0000(7)
00053 000(25)
00033 000(10)
00040 0000(9)
00016 0000(2)
00006 0000(0)
00013 0000(3)
00011 0000(2)
00002 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 4 de fevereiro de 2017.

CarreiraEditar

Hugo jogou nas divisões de base do Campo Grande e do Fluminense; contudo, tornou-se jogador profissional pelo Vitória.

Ele não conseguiu se firmar em nenhum clube grande, tendo vestido as camisas de Atlético Paranaense, Flamengo, Juventude e Corinthians. Já atuou fora do Brasil, com passagens por Monterrey, do México, Tokyo Verdy, do Japão e Belenenses, de Portugal.

Em 2006, Hugo foi reconhecido pela imprensa esportiva como um dos responsáveis pela grande campanha do Grêmio no Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, foi contratado pelo São Paulo, onde ganhou o título brasileiro, apesar de ter ficado fora da segunda metade da campanha, suspenso por 120 dias e dois jogos por ter dado uma cusparada em Goiano, do Paraná Clube.[1][2]

Já em 2008 o jogador foi afastado do time depois de pedir para ser negociado,[3] porque sua esposa o pressionava para voltar a Porto Alegre.[1] Voltou a jogar por insistência do técnico Muricy Ramalho, que reclamava da falta de meias no elenco. Quando conseguiu lugar no time devido a uma contusão de Jorge Wagner, jogou bem e voltou a ganhar uma vaga no time.[1] Em 7 de junho, marcou dois gols contra o Atlético-MG, seus primeiros em dez meses.

No dia 23 de agosto de 2010, acerta sua ida para o Al-Wahda, nos Emirados Árabes.

Ao longo da carreira, se tornou jogador de confiança do treinador Muricy Ramalho, que gosta de contar com o atleta em suas listas de reforços. Recentemente, já como técnico do Santos, Ramalho pediu à diretoria a contratação de Hugo para a temporada 2013.[4] No entanto, tal negócio não chegou a ser concretizado.

SportEditar

Volta ao Brasil Hugo assina contrato com o Sport até o final de julho de 2013.[5] Após uma temporada razoável pelo Sport em 2012 sendo responsável por tentar municiar o ataque do Sport na tentativa de marcar os gols que evitariam o rebaixamento do rubro negro pernambucano, viu a temporada acabar sem conseguir muito êxito na luta contra a queda, marcando gols de cabeças e de pênaltis, se destacou na briga pela artilharia do clube na competição. Em janeiro de 2013 Hugo afirmou que a não renovação de seu contrato estava atrapalhando seu futebol, gerando raiva da torcida rubro-negra e polêmica na imprensa pernambucana. Durante o início do ano, Hugo não conseguiu render o futebol esperado e as críticas e pressão da torcida abalaram bastante o emocional do jogador que entrou em crise com a torcida após entrar no segundo tempo de uma partida e conseguir ser expulso no decorrer do jogo, após uma atitude infantil de tentar puxar um jogador adversário que estava contundido pelos pés para retirá-lo de campo, depois da sua atitude, a ira da torcida foi enorme com muitas vaias para o atleta que saiu e desrespeitosamente, tirou a camisa do clube e jogou a mesma contra a torcida. [6]

GoiásEditar

Após se desligar do Sport, Hugo recebeu uma proposta do Goiás, que o acabou seduzindo e fechando um contrato válido até maio de 2014.[7] Após oscilar muito no Goiás, ser expulso 4 vezes e gerar descontentamento com a torcida esmeraldina no Campeonato Brasileiro de 2013, Hugo rescindiu contrato com o Goiás.[8]

VitóriaEditar

Após rescindir com o Goiás, permaneceu por alguns meses sem clube até receber uma proposta para jogar pelo Vitória.[9] Inicialmente, Hugo tem contrato com o rubro-negro baiano até o final de 2014, e chegou para ocupar a função de meia-armador, o chamado "camisa 10", principal carência da equipe à época da contratação.

Thespakusatsu GunmaEditar

Em 2015, sem clube, Hugo acertou com o Thespakusatsu Gunma.

NáuticoEditar

Em 2016, apos jogar um bom campeonato gaúcho pelo Juventude , Hugo acertou com o Náutico até o fim da serie B de 2016. Alegando problemas pessoais, Hugo rescindiu o contrato com o Náutico.[10]

AposentadoriaEditar

Em 10 de fevereiro de 2017, 20 dias após retornar ao Juventude, Hugo anuncia sua aposentadoria.[11]

TítulosEditar

Tokyo Verdy
Corinthians
Grêmio
São Paulo
Al-Wahda

Prêmio individuaisEditar

EstatísticasEditar

Referências

Ligações externasEditar