Humphry Davy

Humphry Davy (Penzance, 17 de dezembro de 1778Genebra, 29 de maio de 1829) foi um químico britânico.[1]

Humphry Davy
Conhecido(a) por Eletrólise, sódio, potássio, cálcio, magnésio, cloro, bário, boro, lanterna Davy
Nascimento 17 de dezembro de 1778
Penzance
Morte 29 de maio de 1829 (50 anos)
Genebra
Nacionalidade britânico
Prêmios Medalha Copley (1805), Medalha Rumford (1816), Medalha Real (1827)
Instituições Royal Society, Royal Institution
Campo(s) Química

BiografiaEditar

Davy tornou-se conhecido devido às suas experiências sobre a acção fisiológica de alguns gases, como o protóxido de azoto (ou óxido nitroso) - conhecido como gás hilariante. Em 1801 foi nomeado professor catedrático no Royal Institution da Grã-Bretanha e membro da Royal Society, que viria a presidir mais tarde.[2]

Em 1800, Alessandro Volta apresentou a primeira pilha elétrica ou bateria. Davy usou esta bateria elétrica para separar sais em um processo hoje conhecido como eletrólise. Com muitas baterias em série ele foi capaz de separar o potássio e o sódio em 1807 e o cálcio, estrôncio, bário e magnésio em 1808. Também mostrou que o oxigênio não poderia ser obtido da substância conhecida como óxido-muriática ácida e provou ser a substância um elemento ao qual chamou de cloro. Também estudou as energias envolvidas na separação destes sais, que hoje constituem o campo da eletroquímica. Estudando os fenômenos elétricos, concluiu que as transformações químicas e elétricas são fenômenos conceitualmente distintos, porém produzidos pela mesma força: a atração e repulsão de cargas elétricas.

Em 1810, definiu um novo elemento da tabela periódica, o cloro (do grego khlorós, esverdeado), que antes era conhecido como "the green-yellow gas" (o gás amarelo esverdeado) na forma de cloro ativo (Cl2).[3]

Em 1812, recebeu o título nobiliárquico de Knight (cavaleiro), deu uma aula de despedida na Royal Institution, e casou-se com uma viúva riquíssima, Jane Apreece. Depois de longas férias na Europa, ele retornou e inventou a lâmpada de Davy, a primeira lâmpada elétrica, muito usada por mineradores e em iluminações especiais.

Em 1814, produziu pela primeira vez o dióxido de cloro através do clorato de potássio (KClO3) acidificado com ácido sulfúrico (H2SO3).[4] Posteriormente, ele substituiu o ácido sulfúrico pelo ácido hidroclorido (HCl).[5]

Seu assistente de laboratório, Michael Faraday, desenvolveu seu trabalho e no final tornou-se mais famoso e influente que ele.

Referências

  1. David Knight, ‘Davy, Sir Humphry, baronet (1778–1829)’, Oxford Dictionary of National Biography, Oxford University Press, 2004 [1]
  2. BioMania.com.br - Biografia de Humphry Davy acessado a 21 de maio de 2009
  3. «Chlorine | Cl (Element) - PubChem» 
  4. Spellman, Frank R. (29 de junho de 1999). Choosing Disinfection Alternatives for Water/Wastewater Treatment Plants (em inglês). [S.l.]: CRC Press 
  5. «Chlorine dioxide as a disinfectant» 

Ligações externasEditar


Precedido por
Smithson Tennant
Medalha Copley
1805
Sucedido por
Thomas Andrew Knight
Precedido por
William Charles Wells
Medalha Rumford
1816
Sucedido por
David Brewster
Precedido por
William Hyde Wollaston
Presidentes da Royal Society
1820 — 1827
Sucedido por
Davies Gilbert
Precedido por
James Ivory e John Dalton
Medalha Real
1827
com Friedrich Georg Wilhelm Struve
Sucedido por
Johann Franz Encke e William Hyde Wollaston


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Citações no Wikiquote
  Textos originais no Wikisource
  Categoria no Commons
  Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.