Abrir menu principal
Hydekel de Freitas Lima
Deputado estadual pela Guanabara
Período 1º: 1963 até 1967
2º: 1971 até 1975
Deputado federal pelo Rio de Janeiro
Período 1975 até 1983
Prefeito de Duque de Caxias
Período 1º: 13 de maio de 1982
até 31 de dezembro de 1984 (interventor)
2º: 1 de janeiro de 1989
até 12 de setembro de 1989
Antecessor Coronel Américo Gomes de Barros Filho
Juberlan de Oliveira
Sucessor Juberlan de Oliveira
José Carlos Lacerda
Senador pelo Rio de Janeiro
Período 27 de agosto de 1990
até 31 de janeiro de 1995
Antecessor Afonso Arinos de Melo Franco
Sucessor Artur da Távola
Dados pessoais
Nome completo Hydekel Menezes de Freitas Lima
Nascimento 3 de fevereiro de 1939 (80 anos)
Porciúncula,[1] RJ
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Laura Meneses de Freitas Lima
Pai: Francisco Faleiros de Freitas Lima
Alma mater Universidade Gama Filho
Esposa Natália Sandra Tenório Cavalcanti
Partido PR, ARENA, PDS, PFL, PRN e PPR
Profissão advogado

Hydekel Menezes de Freitas Lima (Porciúncula,[2] 3 de fevereiro de 1939), politicamente conhecido como Hydekel de Freitas, é um político brasileiro. Filho de Francisco Faleiro de Freitas Lima e Laura Menezes de Freitas Lima.[3] Seu filho, Natalício Freitas, foi prefeito da cidade de São Lourenço, estado de Minas Gerais. Hydekel era genro de Tenório Cavalcanti, político que teve grande influência na Baixada Fluminense.

BiografiaEditar

Nascido na cidade de Porciúncula, mudou-se com os pais para Duque de Caxias com um ano de idade.[4] Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Gama Filho.[5]

Foi eleito deputado estadual para dois períodos: 1963 a 1967, pelo Partido Republicano (PR) e 1971 a 1975, pela Aliança Renovadora Nacional (ARENA). Nas eleições de 1974 concorreu, e saiu vitorioso, para deputado federal nos períodos de 1975 a 1979, pela ARENA, e de 1979 a 1982, pelo Partido Democrático Social (PDS).

Tornou-se prefeito interventor de Duque de Caxias de 1982 a 1984. Foi eleito por voto direto prefeito novamente do município para o período 1988 a 1992.

Suplente do senador Afonso Arinos, com a morte deste, Hydekel renunciou a prefeitura de Duque de Caxias e assumiu a cadeira no Senado, em 1990, pelo Partido da Frente Liberal (PFL). Assumindo o cargo, cumpriu o mandato de senador até 1995. Em 1996, concorreu novamente a prefeitura de Duque de Caxias, perdendo para José Camilo Zito no segundo turno.

CondecoraçõesEditar

  •   Medalha da Ordem do Ipiranga
  •   Medalha do Mérito Barão de Ayuruoca (1974)
  •   Medalha do Mérito Mauá (1963)
  •   Medalha do Mérito Duque de Caxias, no Grau Ouro
  •   Medalha do Mérito Barão de Mauá
  •   Títulos de Cidadãos Honorários de: Itaguaí, São João de Meriti, Magé, Duque de Caxias e de Barra Mansa.

Ligações externasEditar

Referências

  1. 'Dicionário Histórico-Biografico Brasileiro', Fundação Getúlio Vargas (FGV), Editora FGV, 2001. Página 2382.
  2. 'Dicionário Histórico-Biografico Brasileiro', Fundação Getúlio Vargas (FGV), Editora FGV, 2001. Página 2382.
  3. «Cópia arquivada». Consultado em 24 de julho de 2013. Arquivado do original em 19 de outubro de 2013 
  4. 'Dicionário Histórico-Biografico Brasileiro', Fundação Getúlio Vargas (FGV), Editora FGV, 2001. Página 2382.
  5. «Cópia arquivada». Consultado em 24 de julho de 2013. Arquivado do original em 19 de outubro de 2013 
Precedido por
Coronel Américo Gomes de Barros Filho
Interventor em Duque de Caxias
13 de maio de 1982 — 31 de dezembro de 1984
Sucedido por
Juberlan de Oliveira
Precedido por
Juberlan de Oliveira
Prefeito de Duque de Caxias
1º de janeiro de 1989 — 12 de setembro de 1990
Sucedido por
José Carlos Lacerda
Precedido por
Afonso Arinos de Melo Franco
Senador do Rio de Janeiro
19901995
Sucedido por
Artur da Távola