Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para pela palmeira Içara, veja Içara (palmeira).

Içara é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 28º42'48" sul e a uma longitude 49º18'00" oeste, estando a uma altitude de 48 metros. Sua população verão costumava triplicar passando dos 60 mil para quase 200 mil veranistas oriundos da região, principalmente da Cidade de Criciúma, mas com a emancipação do distrito de Balneário Rincão que foi elevada à categoria de município em 2013, isso deixou de ocorrer visto que o município de Içara perdeu o acesso ao mar, além de ter perdido entorno de 12 mil habitantes.[6]

Município de Içara
"Capital do Mel"
Bandeira de Içara
Brasão de Içara
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 30 de dezembro de 1961 (57 anos)
Gentílico içarense
Lema Que vos torneis irrepreensíveis e sinceros
Prefeito(a) Murialdo Canto Gastaldon (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Içara
Localização de Içara em Santa Catarina
Içara está localizado em: Brasil
Içara
Localização de Içara no Brasil
28° 42' 46" S 49° 18' 00" O28° 42' 46" S 49° 18' 00" O
Unidade federativa Santa Catarina
Mesorregião Sul Catarinense IBGE/2008 [1]
Microrregião Criciúma IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Criciúma
Municípios limítrofes Criciúma, Morro da Fumaça, Sangão, Jaguaruna, Araranguá e Balneário Rincão
Distância até a capital 190 km
Características geográficas
Área 228,928 km² [2]
População 52 284 hab. Censo IBGE/2014[3]
Densidade 228,39 hab./km²
Altitude 48 m
Clima subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,741 alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 822 803,617 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 14 599,07 IBGE/2008[5]

Içara pertence à Região Metropolitana Carbonífera (Criciúma).

HistóriaEditar

Construção da estrada de ferroEditar

A denominação da região, que até então era conhecida apenas como km 47, passou a ser Içara, devido à grande quantidade de palmeiras desta espécie (também conhecida por iuçara, piná, ençaroba, jiçara, jyssara, juçara e inçara (Euterpe Edulis Martius)), encontrada na região pelos ferroviários da época.

A construção da ferrovia tinha por objetivo principal o transporte do carvão extraído das minas da região carbonífera, mas também se prestou ao transporte de passageiros, madeira e farinha de mandioca

ProgressoEditar

O impulso dado à vila pela ferrovia fez com que outras famílias se estabelecessem no local, entre elas a família de Amaro Maurício Cardoso, responsável pela construção do primeiro sobrado, edificado às margens da ferrovia, junto à Rua Cel. Marcos Rovaris. Ali teve início a atividade comercial e industrial da família, com a instalação de uma loja e produção de banha de porco, produto este que era vendido diretamente para o Rio de Janeiro.

Emancipada politicamente em 30 de dezembro de 1961, está localizada no litoral sul de Santa Catarina, a 10 km de Criciúma e 182 km de Florianópolis. É cortada pela BR-101, sua população é de 58.833 (IBGE, Censo 2010), recebendo na temporada de verão mais de 100 mil veranistas e turistas, atraídos pelas lagoas e a praia de mar

GeografiaEditar

O município de Içara situa-se próximo ao litoral Sul de Santa Catarina. Pertence a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC). Suas coordenadas geográficas são de 28º42'12" de latitude Sul e 49º16'54" de longitude Oeste.

Içara limita-se ao Norte com os municípios de Criciúma e Morro da Fumaça. Ao Sul com o município Balneário Rincão e o município de Araranguá. A Leste com o município Balneário Rincão e os municípios de Jaguaruna e Sangão, e a Oeste com o município de Criciúma.

O município de Içara tem uma área de 294,132 km²(IBGE). Com um relevo modesto, a altitude média é de 15 metros, estando o centro de Içara entre 27 e 45 metros acima do nível do mar.

Segundo Pedro F.T. Kaull (1990), a geologia do município é caracterizada por terrenos de domínio da cobertura sedimentar cenozóica, distribuída pelo litoral Sul de Santa Catarina composta por areias quartzozas síltico argilosas. O depósito fossilífero formou-se no pleistoceno, em ambientes marinhos de águas rasas e ambientes lacustres.

Enfocando-se o tema sob o aspecto estrutural, nove características rochosas ocorrem no município: depósitos Eólicos, depósitos Lacustres, depósitos Aluvionares, Formação Itapoá, Formação Palermo, Formação Rio Bonito, complexo Canguçu, Formação Irati e Formação Serra Geral.

Há ocorrência de jazidas de carvão mineral no município de Içara e vários poços foram explorados, desde Rio Acima até Rio dos Anjos. Hoje, após um longo período de inatividade, o carvão voltou a ser explorado na região de Santa Cruz (Mina 101). A argila nobre é destaque. Cerâmicas exploram em diversos pontos onde ocorre a rocha formação Rio Bonito. Nas imediações da cidade de Içara há um falhamento da rocha e acomoda o vale do Rio Três Ribeirões.

Constata-se que o município de Içara é constituído predominantemente de terrenos baixos, pois 90,7% do seu território está constituído abaixo da curva de nível de 60 metros, estando assim classificado na carta hipsotérmica utilizada na curva de nível de 20 em 20 metros. O ponto mais alto do município assinala 173 metros de altitude, próximo da divisa com Criciúma, no bairro Morro Estevão. O ponto mais baixo está a 15 metros no centro. Como tem pouca erosão, é ideal para as culturas temporárias.

(Fonte: www.icara.sc.gov.br)

TransporteEditar

A cidade é atendida pela expresso coletivo içarense , que atende com linhas metropolitanas de criciúma para içara/bairros da cidade.

DemografiaEditar

A população de Içara é formada predominantemente por descendentes de europeus, em proporções aproximadas de 50% de origem portuguesa, 40% de origem italiana, 8% de origem polonesa e 2% de outras origens[carece de fontes?]

EconomiaEditar

Com forte vocação industrial e privilegiada pela localização geográfica, a base da economia da cidade é a agricultura, sendo o fumo a cultura predominante na região[carece de fontes?].

Içara é conhecida como a "Capital do Mel", por ser a maior produtora de mel do Brasil, exportando seus derivados para vários países da Europa e América Latina.[carece de fontes?]

A economia do município gira em torno da produção de descartáveis plásticos, da produção de frita (matéria prima para cerâmicas), da indústria de alimentos, da agricultura de fumo e da produção de mel e outros produtos das abelhas[carece de fontes?]. A pesca não é tão predominante, mesmo com praias propícias e com uma das maiores lagoas do sul do estado, a Lagoa dos Esteves [carece de fontes?].

TurismoEditar

Parte do território de Içara está no litoral, responsável pela multiplicação da população da cidade durante o verão. São 20 km de praias, entre as quais destaca-se a Praia do Rincão, com 7 km de extensão, é a segunda maior praia do Estado de Santa Catarina. A praia de mar aberto conta com duas plataformas de pesca que entram mar adentro e um museu arqueológico. Com a revitalização da Lagoa do Jacaré no Balneário Rincão, o município foi contemplado com mais um espaço turístico dedicado ao lazer.

Privilegiada pela natureza, Içara tem sete lagoas, sendo uma de água salgada e as outras 6 de água doce - a maioria própria para a pesca. Destaque para a Lagoa dos Esteves, a maior lagoa do sul do Estado, que sedia o Campestre Iate Clube desde 1968 e tem completa infraestrutura turística e a Lagoa do Faxinal. Há também no município uma lagoa de água salobra, situada no bairro de Barra Velha, formada no antigo leito do rio Araranguá, cujas águas se misturam a água do mar na alta da maré.[carece de fontes?] Existe também o Balneário Rincão, que na alta temporada ultrapassa a marca de 100.000 habitantes. Recentemente, com a revitalização da Lagoa do Jacaré no Balneário Rincão, o município foi contemplado com mais um espaço turístico dedicado ao lazer.

Porém a região costeira, incluindo as lagoas, integra antigo distrito de Balneário Rincão, que foi transformado em município pela Lei n°. 12.668, de 3 de outubro de 2003, vindo a ser instalado oficialmente em 1 de janeiro de 2013.[7]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. Amanda Garcia Ludwig (7 de outubro de 2012). «Balneário Rincão escolhe seu primeiro prefeito neste domingo». EngePlus. Consultado em 6 de janeiro de 2013 
  7. G1 (8 de outubro de 2012). «Dois municípios de SC elegem seus primeiros prefeitos e vereadores». Consultado em 6 de janeiro de 2013 
Fonte

BRASIL, Estado de Santa Catarina. Lei n° 12.668, de 3 de outubro de 2003. BRASIL, STF. ADIm 3097-3. 2003 - ALESC/Div. Documentação. BRASIL. Emenda Constitucional n°. 57.

Ligações externasEditar