Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos

(Redirecionado de IEEE)

O Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (português brasileiro) ou Instituto de Engenheiros Eletrotécnicos e Eletrónicos (português europeu) ou IEEE (pronuncia-se I-3-E, ou, conforme a pronúncia inglesa, eye-triple-e) é uma organização profissional sem fins lucrativos, fundada nos Estados Unidos.[1] É a maior organização profissional do mundo dedicada ao avanço da tecnologia em beneficio da humanidade. O IEEE foi formado em 1963 pela fusão do Instituto de Engenheiros de Rádio (IRE) com o Instituto Americano de Engenheiros Eletricistas (AIEE). O IEEE tem filiais em muitas partes do mundo, sendo seus sócios engenheiros eletricistas, engenheiros da computação, cientistas da computação, profissionais de telecomunicações, automação industrial, etc. Sua meta era promover conhecimento no campo da engenharia elétrica, eletrônica e computação, mas atualmente sua abrangência incorpora áreas como a micro e nanotecnologias, ultrassom, bioengenharia, robótica, materiais eletrônicos, e muitos outros.[2] Um de seus papéis mais importantes é o estabelecimento de padrões para formatos de computadores e dispositivos.

Logo da organização

Geralmente participa em todas as atividades associadas com organizações profissionais:

  • Editando e publicando jornais.
  • Estabelecendo atividades de padrões baseadas em consenso.
  • Organizando conferências.
  • Promovendo publicações técnicas, de seus próprios jornais, padrões e textos de membros.

HistóriaEditar

Os principais interesses da  AIEE  eram comunicações fio (telegrafia e telefonia) e sistemas de luz e força. A principal causa do  IRE incluia engenharia de rádio, e foi formado a partir de duas pequenas organizações, a Society of Wireless and Telegraph Engineers e a Wireless Institute. Com a ascensão de eletrônicos na década de 1930, engenheiros eletrônicos geralmente se tornaram membros da IRE, mas as aplicações da tecnologia de tubo de elétrons se tornou tão extensa que os limites técnicos de diferenciação do IRE e a AIEE tornaram-se difíceis de distinguir. Após a Segunda Guerra Mundial, as duas organizações tornaram-se cada vez mais competitivas, e em 1961, a liderança tanto da IRE quanto da AIEE resolveram consolidar as duas organizações. As duas organizações se fundiram formalmente como o IEEE em 01 de janeiro de 1963.

Presidentes notáveis do IEEE e suas organizações fundadoras incluem  Elihu Thomson (AIEE, 1889–1890),Alexander Graham Bell (AIEE, 1891–1892), Charles Proteus Steinmetz (AIEE, 1901–1902), Robert H. Marriott (IRE, 1912), Lee De Forest (IRE, 1930), Frederick E. Terman (IRE, 1941), William R. Hewlett (IRE, 1954), Ernst Weber (IRE, 1959; IEEE, 1963), and Ivan Getting (IEEE, 1978).

Plano EstratégicoEditar

Os objetivos definidos pelo planejamento estratégico 2020-2025 do IEEE são:[3]

  • Impulsionar a inovação global por meio de ampla colaboração e compartilhamento de conhecimento.
  • Aprimorar o entendimento público de engenharia e tecnologia e buscar padrões para sua aplicação prática.
  • Ser uma fonte confiável de serviços e recursos educacionais para apoiar a aprendizagem ao longo da vida.
  • Oferecer oportunidades de carreira e desenvolvimento profissional.
  • Inspirar uma audiência mundial construindo comunidades que promovam interesses técnicos, informam políticas públicas e expandem o conhecimento para o benefício da humanidade.

A missão do IEEE é promover a inovação tecnológica e a excelência em benefício da humanidade. A visão para IEEE é que ele seja essencial para a comunidade técnica global e para os profissionais técnicos de todos os lugares e seja universalmente reconhecido pelas contribuições da tecnologia e dos profissionais técnicos na melhoria das condições globais.

Padrões notáveis do IEEEEditar

IEEE 488Editar

 Ver artigo principal: IEEE-488

Padrão de comunicação digital paralelo de 8 bits, ainda usado para conectar instrumentos de teste em rede. Também conhecido como GPIB e HP-IB.

IEEE 754Editar

Aritmética de ponto flutuante, possibilitando uma maior precisão em cálculos.

IEEE 802Editar

 Ver artigo principal: IEEE 802

Os padrões IEEE 802 são referentes às redes locais e redes metropolitanas.

Camadas da arquitetura IEEE 802:

  • Física/Physical Layer (PHY): camada responsável pelo estabelecimento, manutenção e liberação de conexões físicas. A transmissão dos bits é feita através de um meio físico, podendo ser cabo coaxial, cabo par trançado ou Fibra óptica. Responsável pelo método de codificação e pela taxa de transmissão.
  • Controle de acesso ao meio/Médium Access Control (MAC): camada responsável pela organização do acesso ao meio físico compartilhado. O controle é feito por técnicas: CSMA/CD (802.3), Token Bus (802.4), Token Ring (802.5), DQDB (802.6).
  • Controle de enlace lógico/Logical Link Control (LLC): camada independente da camada MAC que é responsável pela multiplexação e por controle de erros e de fluxo.

Alguns sub-padrões do IEEE 802 conhecidos:

  • IEEE 802.1: Padrão que especifica a relação entre os padrões IEEE e sua interação com os modelos OSI, assim como as questões de interconectividade e administração de redes.
  • IEEE 802.2: Controle lógico de enlace (LLC), que oferece serviços de conexão lógica a nível de capa 2.
  • IEEE 802.3: Padrão que especifica as camadas de ligação de dados do Modelo OSI para a interconexão de redes locais.
  • IEEE 802.11: Padrão para redes sem fio.

IEEE 829Editar

Documentação de Teste de Software

IEEE 896Editar

 Ver artigo principal: Futurebus

IEEE 1003Editar

 Ver artigo principal: POSIX

IEEE 1076Editar

IEEE 1284Editar

 Ver artigo principal: IEEE 1284

IEEE 1394Editar

 Ver artigo principal: Firewire

Divisão regional IEEEEditar

O IEEE é dividido regionalmente de forma global, apresentando suas próprias unidades geográficas conforme a evolução histórica e fortalecimento da missão do instituto a nível mundial .

A seguir a lista para ir para a página inicial da região IEEE para obter mais informações sobre as atividades da unidade geográfica IEEE (seção, capítulo e grupo de afinidade) em cada região.

Region 1 (Northeastern US)   Region 6 (Western US)    
Region 2 (Eastern US)       Region 7 (Canada)
Region 3 (Southern US) Region 8 (Africa, Europe, Middle East)
Region 4 (Central US) Region 9 (Latin America and Caribbean)
Region 5 (Southwestern US) Region 10 (Asia and Pacific)

> IEEE-USA (Regions 1-6)

Região 9 (América Latina e Caribe)Editar

A Região 9  é uma divisão geográfica do IEEE (uma das 10 existentes) que compreende a América Latina e o Caribe, e tem como missão oferecer serviços a nossos membros profissionais e estudantes que apoiam o processo de criação, desenvolvimento e integração da engenharia, compartilhando e aplicando conhecimentos sobre as tecnologias, ciências elétricas e da informação, adaptando-as às nossas condições e necessidades, com o objetivo de promover o desenvolvimento social e econômico da humanidade de forma regional.

Grupos de InteresseEditar

A organização da IEEE inclui a existência de dezenas de grupos de interesse, sendo que o maior deles é quase uma associação própria, a IEEE Computer Society.[4][5]

Grupos de Afinidade WIE (Women in Engineering)Editar

IEEE Women in Engineering (WIE)[6], em português "Mulheres na Engenharia", é uma das maiores organizações profissionais internacionais dedicadas a promover engenheiras e cientistas para inspirar meninas em todo o mundo a seguir seus interesses acadêmicos na direção de uma carreira em Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM).

O WIE oferece aos membros a oportunidade de realizar networking em nível local através dos seus grupos de afinidade. Entre essas oportunidades estão: coordenar eventos, mentorear alunos, ou até participar ativamente das decisões e planejamentos como um membro da diretoria. Atualmente, existem mais de 600 grupos de afinidade WIE em todo o mundo que organizam diversas atividades, incluindo workshops e palestras. Se você estiver interessado em se voluntariar com o IEEE WIE, o melhor lugar para começar é com um grupo de afinidade WIE local.

Seguindo as diretrizes do Comité global do IEEE Women in Engineering (WIE), o grupo deve se esforça para:[7]

  • Prestar assistência na formação de novos Grupos de Afinidade IEEE WIE e apoiar atividades em andamento;
  • Reconhecer as notáveis realizações das mulheres na engenharia elétrica e eletrônica por meio de indicações ao IEEE Awards;
  • Organizar workshops nas principais conferências técnicas para aprimorar o trabalho em rede e promover a associação ao IEEE WIE;
  • Advogar mulheres em cargos de liderança na governança do IEEE e progressão na carreira de mulheres na profissão;
  • Promover o avanço do grau de membro para mulheres nos níveis de membro do IEEE de membro sênior e companheiro;
  • Facilitar o desenvolvimento de programas e atividades que promovam a entrada e a retenção de mulheres em programas de engenharia;
  • Administrar o Programa IEEE Student-Teacher e Research Engineer/Scientist (STAR) para orientar jovens em escolas de ensino fundamental e médio.

Graus de Membresia IEEEEditar

A maioria dos membros do IEEE são engenheiros elétricos e eletrônicos, mas o amplo escopo de interesses da organização também atraiu pessoas em outras disciplinas (por exemplo, ciência da computação, engenharia de software, engenharia mecânica, engenharia civil, biologia, física e matemática).

Um indivíduo pode ingressar no IEEE como membro estudante, membro profissional ou membro associado. Para se qualificar como membro, o indivíduo deve cumprir determinados critérios acadêmicos ou profissionais e cumprir o código de ética e os estatutos da organização. Existem várias categorias e níveis de associação e afiliação IEEE:[8]

  • Membros estudantes (SM): a assinatura estudante está disponível por uma taxa reduzida para aqueles que estão matriculados em uma instituição de ensino superior credenciada como estudantes de graduação ou pós-graduação em tecnologia ou engenharia.
  • Membros Alunos Graduados (GSM): A Afiliação Estudante Graduada tem desconto, mas os membros neste nível têm maiores privilégios do que os Membros Estudantes.
  • Membros: a associação comum ou profissional exige que o indivíduo tenha se formado em um programa de tecnologia ou engenharia de uma instituição de ensino superior devidamente credenciada ou tenha demonstrado competência profissional em tecnologia ou engenharia por meio de pelo menos seis anos de experiência profissional de trabalho. A filiação associada está disponível para um indivíduo cuja área de especialização esteja fora do escopo do IEEE ou que não atenda, no momento da inscrição, a todos os requisitos para filiação plena. Os alunos e associados têm todos os privilégios dos membros, exceto o direito de votar e ocupar determinados cargos.
  • Afiliadas da Sociedade: Algumas Sociedades IEEE também permitem que uma pessoa que não seja membro do IEEE se torne uma Afiliada da Sociedade de uma Sociedade específica dentro do IEEE, o que permite uma forma limitada de participação no trabalho de uma Sociedade IEEE específica.
  • Membros Seniores: Ao cumprir certos requisitos, um membro profissional pode se inscrever para Associação Sênior, que é o nível mais alto de reconhecimento ao qual um membro profissional pode se inscrever diretamente. Os candidatos a Membro Sênior devem ter pelo menos três cartas de recomendação de membros Sênior, Fellow ou Honorário e cumprir outros requisitos rigorosos de educação, desempenho, contribuição notável e experiência na área. Os membros seniores são um grupo selecionado, e certas posições de dirigentes do IEEE estão disponíveis apenas para membros seniores (e companheiros). A afiliação sênior também é um dos requisitos para aqueles que são nomeados e elevados ao grau de Fellow do IEEE, uma honra distinta.
  • Membros Fellow: O grau Fellow é o nível mais alto de associação, conferido pelo Conselho de Diretores do IEEE a pessoas "com [registros extraordinários] de realizações em qualquer um dos campos de interesse do IEEE". Não pode ser solicitado diretamente pelo membro; o candidato deve ser indicado por outros, e dos membros votantes do Instituto não mais do que um em mil pode ser selecionado como bolsista em qualquer ano.
  • Honorary Members: Indivíduos que não são membros do IEEE, mas demonstraram contribuições excepcionais, como receber uma Medalha de Honra do IEEE, podem receber Membro Honorário do Conselho de Diretores do IEEE.
  • Life Members, Life Senior Members or Life Fellows: membros que atingiram a idade de 65 anos e cujo número de anos de associação mais sua idade em anos somam pelo menos 100 são reconhecidos como Life Members, Life Senior Members or Life Fellows, como apropriado.

Ações VoluntáriasEditar

O IEEE promove, através de seus ramos estudantis, oportunidades para os universitários promoverem atividades sociais e científicas em suas universidades.

Adicionalmente, existem capítulos profissionais dos seus Grupos de Interesse e capítulos focados para os formados na última década, chamado de Young Professional (YP), antigo Graduates of the Last Decade (GOLD).

Ramos EstudantisEditar

Os Ramos Estudantis são cruciais para o crescimento e desenvolvimento dos membros do IEEE Student. Estas unidades estudantis criam uma rede local de alunos e dão aos alunos a oportunidade de conhecer e aprender com outros alunos, bem como com membros do corpo docente e profissionais da área.

O IEEE abre as portas para membros estudantis se unirem a maior organização profissional do mundo e se beneficiarem de vários recursos e oportunidades para alavancar a carreira e manter-se atualizado em temas técnicos. Os Ramos Estudantis são unidades organizacionais do IEEE espalhados pelas mais diversas universidades do mundo. Os


Ramos Estudantis realizam vários eventos locais com alta qualidade. Veja abaixo em que universidades existem Ramos Estudantis no Brasil.[9]

BrasilEditar

Há os seguintes ramos estudantis no Brasil.[10]

Seção Nordeste-Brasil
Seção Centro-Norte Brasil
  • Instituto Federal de Brasília - IFB
  • Universidade de Brasília – UnB
  • Universidade Federal do Pará – UFPA-Belém
  • Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT-Sinop
  • Universidade Federal do Tocantins – UFT-Palmas
  • Universidade Federal de Goiás – UFG-Goiânia
Seção Minas Gerais
São Paulo
  • Escola Politécnica da USP – São Paulo
  • Universidade de São Paulo – São Carlos
  • Universidade de Campinas – UNICAMP
  • Universidade Federal do ABC – UFABC
  • UNESP – Guaratinguetá
  • UNESP – Bauru
  • Faculdade de Engenharia Industrial – FEI
  • UNESP – Ilha Solteira
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie
Rio de Janeiro
  • Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca – CEFET/RJ Maracanã
  • Universidade Católica de Petrópolis – UCP
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ Maracanã
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ
  • Universidade Federal Fluminense – UFF
  • Universidade Veiga de Almeida – UVA Maracanã
  • Instituto Federal Fluminense – IFF Macaé
  • Instituto Federal Fluminense – IFF Campos dos Goytacazes
  • Universidade Federal do Espírito Santo – UFES
  • Pontifícia Universidade Católica – PUC Rio de Janeiro
Sul Brasil

PortugalEditar

Há os seguintes ramos estudantis em Portugal.[11]

PrêmiosEditar

Através de seu programa de prêmios, o IEEE reconhece as contribuições que avançam os campos de interesse do IEEE. Por quase um século, o Programa de Prêmios IEEE prestou homenagem aos profissionais técnicos cujas realizações e contribuições excepcionais deixaram um impacto duradouro sobre a tecnologia, a sociedade e a profissão de engenharia.

O IEEE Awards Board (AB) administra as mais elevadas medalhas, prêmios e reconhecimentos do IEEE. O Programa de Prêmios IEEE honra a membros e outros profissionais por seus serviços à sociedade. Para mais detalhes, visite a página web de prêmios IEEE.

Os fundos para o programa de prêmios, que não os fornecidos pelos patrocinadores corporativos para alguns prêmios, são administrados pela Fundação IEEE.

MedalhasEditar

Reconhecimento RegionalEditar

Prêmios profissionaisEditar

O programa de prêmios e reconhecimento do Conselho de Atividades Geográficas e de Membros (MGA) é projetado para promover, reconhecer e recompensar a excelência na promoção dos interesses do IEEE, conforme refletido nas operações da MGA e nas atividades da unidade geográfica do IEEE (Regiões, Conselhos, Áreas, Seções, Capítulos, Grupos de Afinidade, Filiais de Alunos e Capítulos de Filiais de Alunos). O programa é administrado pelo MGA Awards and Recognition Committee (MGA ARC).

Cada prêmio tem uma missão e critérios únicos e oferece a oportunidade de homenagear colegas ilustres, professores inspiradores e líderes corporativos.

Award Annual Number of awards
MGA Larry K. Wilson Transnational Award Yes One
MGA Innovation Award Yes One
MGA Leadership Award Yes Up to three (3)
MGA Achievement Award Yes Up to six (6)
MGA Young Professionals Achievement Award Yes Up to six (6)
MGA William W. Middleton Distinguished Service Award Every three (3) years One
IEEE VP Member and Geographic Activities Discretionary Award   Discretionary Discretion    
Friend of IEEE Member and Geographic Activities Award Yes Committee discretion
MGA Outstanding Large Section Award Yes One
MGA Outstanding Medium Section Award Yes One
MGA Outstanding Small Section Award Yes One

Prêmios Estudantis[12]Editar

Ramos Estudantis oferecem inúmeras vantagens educacionais, técnicas e profissionais aos membros do IEEE Student por meio de projetos especiais, atividades, reuniões, passeios e viagens de campo. No entanto, essas atividades e vantagens não são realizadas sem o esforço, trabalho e diligência de voluntários. O IEEE criou vários Prêmios de Filial Estudantil para reconhecer e recompensar os esforços desses indivíduos e equipes incansáveis.

Existem diferentes chamados de nível estudantil para reconhecer os líderes e os Ramos Estudantis mais destacados na Região 9.

No IEEE Member and Geographic Activities Boards (MGA) encontram-se os seguintes reconhecimentos:

  • Larry K. Wilson Regional Student Activities Award;
  • IEEE Student Enterprise Award;
  • IEEE Regional Exemplary Student Branch Award;
  • IEEE Outstanding Branch Counselor and Branch Chapter Advisor Award;
  • The Darrel Chong Student Activity Award.

Notas e Referências

  1. E. Ferreira, Rubem. «23». In: Novatec. Linux:guia do administrador do sistema. Janeiro de 2013 2ª ed. São Paulo: [s.n.] ISBN 9788575221778 
  2. IEEE Technical Councils". IEEE. Retrieved October 28, 2018.
  3. «IEEE IEEE Strategic Plan 2015-2020». www.ieee.org. Consultado em 17 de junho de 2016 
  4. «IEEE Societies & Communities». www.ieee.org. Consultado em 17 de junho de 2016 
  5. «IEEE IEEE Society Memberships». www.ieee.org. Consultado em 17 de junho de 2016 
  6. «About IEEE WIE». IEEE WIE (em inglês). Consultado em 9 de outubro de 2020 
  7. Silva, Gabrielle. «IEEE Brasil - Conselho Região 9» Verifique valor |url= (ajuda). IEEE – Instituto dos Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos. Consultado em 9 de outubro de 2020 
  8. «Institute of Electrical and Electronics Engineers». Wikipedia (em inglês). 7 de outubro de 2020. Consultado em 9 de outubro de 2020 
  9. IEEE, BR. «IEEE Brasil - Conselho Região 9» Verifique valor |url= (ajuda). IEEE – Instituto dos Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos. Consultado em 9 de outubro de 2020 
  10. «IEEE Brasil - Conselho Região 9». IEEE – Instituto dos Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos. Consultado em 17 de junho de 2016 
  11. «Student Branches | IEEE Portugal Section». www.ieee-pt.org (em inglês). Consultado em 30 de junho de 2017 
  12. «Student Branch Awards - IEEE Member and Geographic Activities». mga.ieee.org (em inglês). Consultado em 9 de outubro de 2020 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar