Quero Viver (filme)

filme de 1958 dirigido por Robert Wise
(Redirecionado de I Want to Live!)

I Want to Live! (bra: Eu Quero Viver[1], ou Quero Viver![2], ou Quero Viver[3]; prt: Quero Viver[4]), inicialmente anunciado como The Barbara Graham Story, é um filme estadunidense de 1958, do gênero drama biográfico-policial, dirigido por Robert Wise, com roteiro de Nelson Gidding e Don Mankiewicz baseado em reportagens e entrevistas da época, especialmente os artigos do jornalista Ed Montgomery no jornal San Francisco Examiner, nos autos do processo e em cartas da prisioneira Barbara Graham, condenada à morte na câmara de gás.[5]

Quero Viver
I Want to Live!
"Da câmara de gás, o último grito de Barbara Graham", anuncia o cartaz do filme
 Estados Unidos
1958 •  p&b •  120 min 
Direção Robert Wise
Produção Walter Wanger
Roteiro
Baseado em Ed Montgomery
(artigos)

Barbara Graham
(cartas)

Elenco
Género drama biográfico-policial
Música Johnny Mandel
Cinematografia Lionel Lindon
Direção de arte Edward S. Haworth
Figurino
  • Wesley Jeffries
  • Angela Alexander
Edição William Hornbeck
Companhia(s) produtora(s) Figaro, Inc.
Distribuição United Artists Corp.
Idioma inglês

SinopseEditar

Dois homens são presos e acusados do assassinato de uma viúva. Certos de que foram denunciados por Barbara Graham — mulher boêmia, socialmente malvista e autora de pequenos delitos —, eles a acusam pelo crime, como vingança. Julgada e condenada, do corredor da morte ela tenta provar sua inocência, mas seu principal inimigo é o preconceito.[1]

Elenco principalEditar

  • Susan Hayward .... Barbara Graham
  • Simon Oakland .... Edward S. "Ed" Montgomery
  • Virginia Vincent .... Peg
  • Theodore Bikel .... Carl G.G. Palmberg
  • Wesley Lau .... Henry L. Graham
  • Philip Coolidge .... Emmett Perkins
  • Lou Krugman .... John R. "Jack" Santo
  • James Philbrook .... Bruce King

Prêmios e indicaçõesEditar

 
Susan Hayward com o Óscar que ganhou em 1959 por sua atuação
Prêmio Categoria Recipiente Resultado
Oscar 1959 Melhor atriz Susan Hayward Venceu[6]
Melhor direção Robert Wise Indicado[6]
Melhor fotografia - preto e branco Lionel Lindon Indicado[6]
Melhor som Samuel Goldwyn Studio Sound Department, Gordon E. Sawyer Indicado[6]
Melhor roteiro adaptado Nelson Gidding, Don Mankiewicz Indicado[6]
Melhor edição William Hornbeck Indicado[6]
Globo de Ouro 1959 Melhor atriz - drama Susan Hayward Venceu[7]
Melhor filme - drama Walter Wanger (prod.) Indicado[7]
Melhor direção Robert Wise Indicado[7]
BAFTA 1960 Melhor atriz não britânica Susan Hayward Indicado[8]

ProduçãoEditar

A declaração a seguir aparece na abertura do filme:

Vocês estão prestes a assistir a uma história real, baseada em artigos de minha autoria, artigos de outras revistas e jornais, registros processuais, correspondência legal e particular, reportagens investigativas, entrevistas — e as cartas de Barbara Graham.[nota 1]
— Edward S. Montgomery, escritor vencedor do Pulitzer, San Francisco Examiner.

Notas e referências

Notas

  1. No original: You are about to see a factual story. It is based on articles I wrote, other newspaper and magazine articles, court records, legal and private correspondence, investigative reports, personal interviews — and the letters of Barbara Graham.[5]

Referências

  1. a b «Eu Quero Viver». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 1 de maio de 2021 
  2. «Quero Viver!». Brasil: CinePlayers. Consultado em 1 de maio de 2021 
  3. EWALD FILHO, Rubens (1975). Os filmes de hoje na TV. São Paulo: Global. p. 161. 210 páginas 
  4. «Quero Viver». Portugal: CineCartaz. Consultado em 1 de maio de 2021 
  5. a b «I Want to Live! (1958)». American Film Institute. Consultado em 1 de maio de 2021 
  6. a b c d e f «The 31st Academy Awards | 1959». Oscars.org. Consultado em 1 de maio de 2021 
  7. a b c «I Want to Live!». GoldenGlobes.com. Consultado em 1 de maio de 2021 
  8. «BAFTA|Film in 1960». BAFTA Awards Database. Consultado em 1 de maio de 2021 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.