Ibraim I

Ibraim I (em turco balúchi: ابراهيم اول; em turco: İbrahim; Istambul, 5 de novembro de 1615 – Istambul, 18 de agosto de 1648) foi sultão do Império Otomano entre 1640-1648. Por seu caráter instável, foi alvo das ambições de ministros e parentes. O Estado enfraqueceu então pela guerra, desgoverno e rebelião.[1]

Ibraim I
Sultão otomano
Reinado 1640-1648
Antecessor(a) Murade IV
Sucessor(a) Maomé IV, o Caçador
 
Dinastia Otomana
Nascimento 5 de novembro de 1615
  Istambul
Morte 18 de agosto de 1648
  Istambul
Religião Islamismo

Inicio de vidaEditar

Ibraim nasceu em 5 de novembro de 1615, filho do sultão Ahmed I e sua concubina favorita que mais tarde se tornou sua esposa, Cosem Sultana. Quando Ibraim tinha dois anos, seu pai morreu e o tio de Mustafá I, tornou-se o novo sultão. Naquela época, Cosem Sultana e seus filhos, incluindo Ibraim I, haviam sido enviados para o Palácio real do Império.

Após a ascensão do seu irmão mais velho, Murade IV, Ibraim ficou confinado em Cafes, uma parte do palácio otomano, afetando sua saúde. Os outros irmãos de Ibraim, Xazade Bajazeto, Xazade Soleimão e Xazade Casim foram executados por ordem do sultão Murade IV. Após a morte de seu irmão, Ibraim se tornou o sultão do Império Otomano.

Precedido por
Murade IV
Sultão Otomano
16401648
Sucedido por
Maomé IV, o Caçador

Referências

BibliografiaEditar