Ichthyostega

O Ichthyostega (do grego: ikhthúos "peixe-talhado") é um dos primeiros vertebrados terrestre conhecido, surgiu no Devoniano Superior da Groenlândia há uns 375 milhões de anos. Alimentava-se de pequenos crustáceos, moluscos, peixes e insetos, vivia em pântanos e em lagos pobremente oxigenados.

Como ler uma infocaixa de taxonomiaIchthyostega
Ichthyostega
Ichthyostega
Estado de conservação
Pré-histórica
Classificação científica
Domínio: Eukariota
Reino: Animalia
Sub-reino: Metazoa
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Superclasse: Tetrápode
Classe: Amphibia
Subclasse: Labyrinthodontia
Ordem: Ichthyostegalia
Família: Ichthyostegidae
Género: Ichthyostega
Espécies
I. stensioei

I. watsoni
I. eigili
I. kochi

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Ichthyostega

A pesquisa mais recente revelou que este vertebrado terrestre ancestral não rastejava como as salamandras. Em vez disso, ele usaria os seus membros dianteiros para se levantar e propulsionar pequenos saltos na lama. Os membros posteriores possuíam sete dedos em vez de cinco, utilizados apenas como ajuda na direção do movimento e no suporte do corpo debaixo de água. A sua cauda, semelhante à dos peixes, ajudava na propulsão quando nadava.

AnatomiaEditar

O Ichthyostega possuía membros bem desenvolvidos possuindo 7 dedos nas patas traseiras e, nas pata dianteiras, o número é desconhecido porquê não foram encontrados fosseis com eles[1], as quais eram posicionadas mais para nadar por entre a vegetação aquática dos pântanos onde viviam, do que para andar em terra, o que os tornavam inadaptados ao ambiente terrestre e possuindo um estilo de vida parecido com o das atuais salamandras. Assim como todos os outros vertebrados terrestres. Os membros do Icthyostega possuíam uma estrutura esquelética que consistia de um osso superior grande e único (chamado de úmero no membro dianteiro e fêmur no posterior) e dois ossos longos na extremidade mais inferior (chamados de rádio e ulna no membro dianteiro; e tíbia e fíbula no membro posterior). Os dedos e "punhos" são formados por um grande número de ossos menores. Este padrão também é encontrado em todo o vertebrado terrestre.

As polpudas barbatanas lobuladas dos peixes Rhipidistianos têm uma estrutura óssea idêntica, que correspondem um com um com os esqueletos dos membros do icthyostega e de outros vertebrados terrestres.

Os cientistas descrevem-no como um «peixe com quatro patas» porque tinha a cabeça, o corpo e a cauda de um peixe. As quatro patas palmadas indicam que caminhava e estava adaptado à vida terrestre, mas é provável que não passasse muito tempo em terra firme. Tinha os movimentos limitados pelas pequenas dimensões e pela rigidez dos membros. Deslocava-se laboriosamente, içando-se sobre as patas anteriores e arrastando as traseiras. As patas serviam principalmente para trepar às plantas dos cursos de água em que vivia.

ReferênciasEditar

  1. Evolutionary developmental biology, by Brian Keith Hall, 1998, ISBN 0412785803, p. 262