Abrir menu principal

A idade gestacional é o tempo, medido em semanas ou em dias completos, decorrido desde o início da última menstruação (ou data da última menstruação - DUM) da mulher grávida.[1]

O primeiro dia do último ciclo menstrual ocorre aproximadamente 2 semanas antes da ovulação e cerca de 3 semanas antes da nidação do blastocisto.[2] Observa-se, assim, uma diferença aproximada de duas semanas entre a idade gestacional e a idade embrionária (considerada a partir da fecundação).

A idade gestacional é medida em períodos completos, pelo que o 1º dia de cálculo (o início da DUM) é o dia "zero" e não o dia "um", e os dias 0 a 6 correspondem à "semana zero".[3] Por isso um feto com 25 semanas e cinco dias é considerado como um feto com 25 semanas.[2]

Índice

Conceitos associadosEditar

  • Gravidez pré-termo - gravidez com menos de 37 semanas de idade gestacional (menos de 259 dias). Neste caso o feto é considerado prematuro.[1]
  • Gravidez a termo tem, em média, 40 semanas (280 dias), embora sejam considerados normais a idade gestacional de 37 semanas ou mais até 41 semanas e 6 dias, ou seja, menor de 42 semanas.[1]
  • Gravidez pós-termo - quando o parto ocorre com mais de 42 semanas (294 ou mais dias)[1]
  • Período perinatal - decorre entre as 22 semanas de gestação (154 dias), em que o peso do feto é de cerca de 500 gramas, até aos 7 dias após o nascimento.[1]
  • Idade corrigida - corresponde à idade do recém-nascido deduzida do número de semanas que decorreu entre o nascimento prematuro e o referencial de 40 semanas de gestação.[4] Assim, a um bebé de 24 meses que tenha nascido prematuro com 28 semanas, é-lhe atribuída uma idade corrigida de 21 meses (40-28=12 semanas=3 meses, 24-3=21).[2]
  • Data estimada do parto - Desde que a mulher se recorde com precisão da data de início da última menstruação, esta pode ser calculada com uma exatidão de ±4/5 dias. No caso de mulheres com ciclos irregulares este erro pode ser de semanas.[2]

Cálculo da idade gestacionalEditar

Nos casos em que se desconhece com precisão a DUM, em que a mulher possui ciclos irregulares, ou ainda para constatar se a evolução do feto está a ser de acordo com o esperado, recorre-se a outras formas de cálculo da idade gestacional.

  1. Conhecimento da data da relação sexual ou da data da transferência do embrião (no caso de FIV);
  2. Observação de sinais relacionados à ovulação (como, por exemplo, temperatura corporal);
  3. Medições do tamanho do útero da gestante;
  4. Medições do tamanho do feto, a partir do exame de ultrassom.

Medidas por ecografia obstétricaEditar

Dimensão do saco gestacionalEditar

A primeira dimensão possível de obter por via ecográfica, entre a 5ª e a 8ª semana, é a dimensão do saco gestacional. O saco é medido nas suas três dimensões, tomada a média destas e, como regra simples, é adicionado 30 a essa média para obter a idade gestacional em dias.[5]

Comprimento Cabeça-NádegaEditar

O comprimento cabeça-nádega (CCN) é uma das medidas obtidas a partir de ultra-sonografia no primeiro trimestre de gestação. Pode-se estabelecer uma relação aproximada (com uma precisão de 3 a 5 dias) entre a idade gestacional (IG) e o CCN, conforme a tabela a seguir:[5]

CCN(1) IG(2) CCN IG CCN IG CCN IG CCN IG CCN IG CCN IG CCN IG
0,2 5,7 1,2 7,4 2,2 8,9 3,2 10,1 4,2 11,1 5,2 11,9 6,2 12,6 7,2 13,4
0,3 5,9 1,3 7,5 2,3 9,0 3,3 10,2 4,3 11,2 5,3 12,0 6,3 12,7 7,3 13,4
0,4 6,1 1,4 7,7 2,4 9,1 3,4 10,3 4,4 11,2 5,4 12,0 6,4 12,8 7,4 13,5
0,5 6,2 1,5 7,9 2,5 9,2 3,5 10,4 4,5 11,3 5,5 12,1 6,5 12,8 7,5 13,6
0,6 6,4 1,6 8,0 2,6 9,4 3,6 10,5 4,6 11,4 5,6 12,2 6,6 12,9 7,6 13,7
0,7 6,6 1,7 8,1 2,7 9,5 3,7 10,6 4,7 11,5 5,7 12,3 6,7 13,0 7,7 13,8
0,8 6,7 1,8 8,3 2,8 9,6 3,8 10,7 4,8 11,6 5,8 12,3 6,8 13,1 7,8 13,8
0,9 6,9 1,9 8,4 2,9 9,7 3,9 10,8 4,9 11,7 5,9 12,4 6,9 13,1 7,9 13,9
1,0 7,1 2,0 8,6 3,0 9,9 4,0 10,9 5,0 11,7 6,0 12,5 7,0 13,2 8,0 14,0
1,1 7,2 2,1 8,7 3,1 10,0 4,1 11,0 5,1 11,8 6,1 12,6 7,1 13,3 8,1 14,1
Notas:
(1) Comprimento cabeça-nádega em cm.
(2) Idade gestacional em semanas.

Numa fórmula aproximada calcula-se a idade gestacional em semanas, adicionando 6,5 ao comprimento cabeça-nádega em centímetros.

Diâmetro biparietalEditar

O diâmetro biparietal (DBP), a distância transversal entre os parietais do crânio do feto, é medido a partir das 12 semanas de gestação. A exactidão média do cálculo da idade gestacional é de ± 1,1 semanas se medido às 14 a 20 semanas de gestação.[5]

Circunferência cefálicaEditar

Uma outra medida utilizada é o perímetro, ou circunferência cefálica (CC), que é calculada a partir do diâmetro biparietal e do diâmetro anterior/posterior (DAP), pela fórmula (APD + BPD)/2 x 3.14. É considerada uma medida mais exacta do que o DBP para o cálculo da idade gestacional.[5]

Comprimento do fémurEditar

Após as 14 semanas pode-se ao medir o comprimento do fémur (F) tendo uma exactidão média do cálculo da idade gestacional idêntico ao cálculo pelo DBP.[5]

Circunferência abdominalEditar

À semelhança da circunferência cefálica, a circunferência abdominal é calculada a partir das medidas anterior/posterior e transversal do abdómen do feto.[5]

Medidas compostasEditar

Atendendo à importância do cálculo da idade gestacional,[2] é frequente utilizar pelo menos duas, mas frequentemente 4 ou 5 destas medidas, obtendo depois a média aritmética delas para obter a idade gestacional.[6] Muitos dos modernos aparelhos de ecógrafia possuem programas de análise biométrica que permitem visualisar de imediato os resultados dos vários cálculos referentes à idade gestacional. Nota: estes diferentes parâmetros são utilizados para várias outras análises ao desenvolvimento fetal para além do cálculo da idade fetal, tais como eventuais atrasos nos níveis de crescimento fetal.[5]

A melhor estimativa obstétricaEditar

A idade gestacional é calculada por vezes na base da "melhor estimativa obstétrica", consistindo esta numa combinação das informações relativas ao primeiro dia do período menstrual, ao exame físico da mãe e ao resultado das ecografias obstétricas.[2]

Após o nascimento também é possível calcular a idade gestacional, e importante para determinar a eventual prematuridade do recém-nascido, utilizando, nomeadamente, o score New Balard, uma opção simplificada do score de Dubowitz e que consiste na avaliação de um conjunto de 12 características somáticas e neurológicas do recém nascido.[7]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d e Ministério da saúde brasileiro- definições da OMS
  2. a b c d e f «American Academy of Pedriatics-definições». Consultado em 17 de fevereiro de 2007. Arquivado do original em 7 de fevereiro de 2007 
  3. «Definições e indicadores usados pela OMS -Europa» (PDF). Consultado em 18 de fevereiro de 2007. Arquivado do original (PDF) em 2 de outubro de 2008 
  4. «Sociedade brasileira de pediatria». Consultado em 18 de fevereiro de 2007. Arquivado do original em 27 de setembro de 2007 
  5. a b c d e f g «Universidade de Creighton, acessado em 26/12/2014». Consultado em 12 de fevereiro de 2007. Arquivado do original em 17 de fevereiro de 2007 
  6. Curvas de crescimento e DBP e CC
  7. Cad. Saúde Pública vol.16 n.1 Rio de Janeiro ISSN 0102-311X