Abrir menu principal

Identidade (álbum)

Identidade
Álbum de estúdio de Sandy & Junior
Lançamento 1 de outubro de 2003 (2003-10-01)[1]
Gravação 2003
Gênero(s)
Duração 54:23
Formato(s)
Gravadora(s) Universal Music
Produção
Cronologia de Sandy & Junior
Ao Vivo no Maracanã
(2002)
Sandy & Junior
(2006)
Capa de Junior
Singles de Identidade
  1. "Encanto"
    Lançamento: 1 de outubro de 2003 (2003-10-01)
  2. "Desperdiçou"
    Lançamento: 14 de abril de 2004 (2004-04-14)
  3. "Você Pra Sempre (Inveja)"
    Lançamento: 22 de agosto de 2004 (2004-08-22)
  4. "Nada Vai Me Sufocar"
    Lançamento: 12 de janeiro de 2005 (2005-01-12)

Identidade é o décimo primeiro álbum de estúdio da dupla brasileira Sandy & Junior, lançado em 1 de outubro de 2003 através da Universal Music. Identidade marca uma fase da carreira da dupla em que eles começaram a ter um maior controle criativo sobre seus projetos.[1][3][4] Sandy e Junior assinam a autoria de seis das quatorze canções do álbum, co-produzido por Junior, Max Pierre e Ricardo Moreira.

Além do pop, sua sonoridade também é fortemente influenciada do pop rock e incorpora elementos do rock, blues, rap e bossa nova. Sandy descreveu Identidade como mais "maduro" e "sofisticado" em relação aos trabalhos anteriores da dupla. Apesar dos esforços da dupla em mostrar uma maior variedade de estilos em sua música, o álbum foi recebido de forma negativa pelos críticos, que alegaram que ele não representou um avanço artístico do duo e seguiu o mesmo padrão comercial de seus álbuns anteriores.

O álbum foi certificado com platina pela Pro-Música Brasil (PMB) e, até 2006, vendeu 450 mil cópias no País.[5][6] Em Portugal, Identidade atingiu a décima quinta colocação na parada de álbuns da AFP.[7]

DesenvolvimentoEditar

Identidade é geralmente pop e pop rock em sua sonoridade, incorporando também elementos de outros gêneros, como rock, blues, bossa nova e rap.[8][9] Junior descreveu como "pop rock light" a sonoridade do álbum[10] e disse que ele "reflete a personalidade de cada um, mas somadas. Ouvia as músicas que chegavam e dava uma selecionada. Para entrar no CD, a música tem de passar alguma coisa, seja vontade de dançar, cantar ou chorar."[8] Sandy considerou o álbum como mais "maduro" em relação aos discos anteriores.[8] A dupla foi responsável por seis das quatorze músicas inéditas de Identidade,[11][10] e eles ouviram mais de 200 canções para chegar na tracklist final do álbum.[12] De acordo com o site Terra, Identidade traz "mensagens romântico-pacifistas" e "narrativas de amores contrariados".[13] Sandy comentou a produção do álbum dizendo:

Temos que tomar cuidado para não sofisticar demais nossa música para não ficar algo egoísta, uma música só para nós, só para músicos e que não vai agradar ao público. Meu irmão tem um pouco essa tendência, em função do que ele ouve. Ele ouve coisas não muito populares e eu também. Mas a gente tem que seguir nosso estilo, sempre procurando modernizar, dar aquela sofisticada light, para que o público da música pop entenda.[14]

O álbum traz em seu encarte duas capas principais, uma com a foto de cada um, possibilitando aos fãs escolher a capa desejada.[8] Esse é o primeiro álbum de estúdio da dupla desde Sonho Azul (1997), a não ter nenhuma ligação e logo nenhuma faixa tocada no seriado Sandy & Junior, já que o mesmo tinha acabado menos de 1 ano antes do álbum ser lançado.

Nas primeiras edições do disco, na mesma faixa de "Planeta Água", há uma pausa de 30 segundos após seu término e, logo depois, uma gravação demo da dupla compondo "Você Pra Sempre", com duração de 2 minutos. Em 2004, foi lançada uma edição especial limitada do disco, omitindo a Hidden Track citada anteriormente e incluindo uma nova música no lugar, "Vida de Marola", composta pela dupla e pelo apresentador Luciano Huck para o quadro "Quebrando a Rotina", do programa Caldeirão do Huck, da Rede Globo.[15] O álbum ainda vem com dois adesivos com as impressões digitais dos irmãos marcadas. Ambas são idênticas, sendo quase impossível definir qual delas pertence a cada um. No final do encarte ainda está escrita a frase "DNA Sandy & Junior".[carece de fontes?]

RecepçãoEditar

Escrevendo para a IstoÉ Gente, o jornalista musical Mauro Ferreira afirmou que Identidade "segue o padrão radiofônico imposto pela gravadora Universal à dupla" e que "falta [a eles] um repertório à altura de seu talento. Tanto que a melhor faixa do CD é a regravação de "Planeta Água". O sucesso de Guilherme Arantes ressurge em imponente arranjo que fica entre o tecnopop e o progressivo. É pouco. Sandy canta cada vez melhor e não pode desperdiçar sua voz cristalina em músicas tão insossas."[1]

Antonio Carlos Miguel, d'O Globo, opinou que, embora esse seja o título do álbum, falta a Sandy e Junior "identidade", e descreveu o trabalho como "insosso [...] É um pop sem cara, assim como o CD em inglês, lançado no ano passado".[16] Cássio Starling, da Folha de S. Paulo, fez uma crítica negativa, dizendo que "o pop deles é tão milimetricamente formatado em escritórios de publicidade quanto o design do encarte e a luz sobre o torso nu de Junior."[17]

FaixasEditar

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Música e Paixão"  
3:29
2. "Encanto"  
  • Luis Gustavo Garcia
  • Claudio Paladini
  • Maurício Gaetani
  • Sandy leah
  • Ricardo Moreira
3:32
3. "Desperdiçou"  
3:14
4. "O Mundo Que Se Vê"  
  • Victor Pozas
  • Alexandre Castilho
  • André Aquino
3:43
5. "Nada Vai Me Sufocar"  
  • Soares
  • Monaco
  • Azevedo
3:53
6. "Você pra Sempre (Inveja)"  
  • Leah
  • Lima
3:16
7. "Sem Teu Amor"  
  • Cezinha Gouveia
3:05
8. "Tudo Pra Te Conquistar"  
  • Soares
  • Monaco
  • Azevedo
3:50
9. "Conto de Amor"  
  • Soares
  • Pedro Barezzi
4:17
10. "Libertar"  
4:14
11. "Quero Você"  
  • Otávio de Moraes
  • Monaco
3:22
12. "Razões Pra Sonhar"  
  • Leah
  • Lima
  • Victor Pozas
3:52
13. "18º" (18 Graus)
  • Leah
  • Lima
3:29
14. "Planeta Água"   4:31
Duração total:
54:23
Faixa escondida
N.º TítuloCompositor(es) Duração
15. "Você Pra Sempre (Inveja)"  
  • Leah
  • Lima
2:00

TurnêEditar

 Ver artigo principal: Identidade Tour

Desempenho nas paradas musicaisEditar

Tabela musical (2003) Melhor
posição
Portugal (Portuguese Albums Chart)[7] 15

Vendas e certificaçõesEditar

Região Certificação Vendas
Brasil (Pro-Música Brasil)[5]   Platina 450,000[6][18]

Referências

  1. a b c Identidade: Sandy & Junior tentam em vão entrar no universo adulto Mauro Ferreira (13 de outubro de 2003), Terra.
  2. «"Queria ser o John Travolta"». IstoÉ Gente. 15 de dezembro de 2003 
  3. Sara Duarte (3 de dezembro de 2003). «Cinderela cresceu». ISTOÉ. Terra Networks. Consultado em 12 de julho de 2015 
  4. «Em entrevista, Sandy e Junior falam de carreira e da própria imagem». Revista Época. Globo.com. 8 de dezembro de 2003. Consultado em 12 de julho de 2015 
  5. a b «Certificações (Brasil) (álbum) – Sandy & Junior – Identidade». Associação Brasileira dos Produtores de Discos. Consultado em 8 de junho de 2017 
  6. a b Antônio Carlos Miguel (27 de abril de 2006). «Sandy & Junior vão de novo atrás da maturidade». O Globo. Globo.com. Consultado em 3 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 22 de novembro de 2015 
  7. a b Sandy & Junior Chart Positions Portuguese Charts
  8. a b c d Fábio Galib (5 de outubro de 2003). «Identidade revela fase mais madura de Sandy e Junior». Gazeta Digital. R7. Consultado em 12 de julho de 2015. Arquivado do original em 13 de julho de 2015 
  9. «O Globo: 23 de Maio de 2004, Matutina, Segundo Caderno, Pg. 5». Acervo O Globo. Cópia arquivada em 26 de maio de 2019 
  10. a b Sandy e Junior comentam faixas de "Identidade" Terra Networks
  11. Sandy e Junior falam da carreira e da própria imagem Época
  12. Juliana Lopes e Rodrigo Cardoso (15 de dezembro de 2003). «Sandy e Júnior em ação». ISTOÉ Gente. Consultado em 16 de novembro de 2017. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2017 
  13. «Sandy & Junior vendem 13,5 milhões de CDs». Terra Networks. 12 de novembro de 2003. Consultado em 12 de julho de 2015 
  14. Sukman, Hugo (23 de maio de 2004). «As surpresas de uma esfinge do pop». O Globo. Consultado em 1 de julho de 2019. Cópia arquivada em 26 de maio de 2019 
  15. «Relembre, em 2004, Sandy, Junior e Huck no quadro 'Quebrando a Rotina'». Gshow. 31 de janeiro de 2012 
  16. Hugo Sukman (Matéria), Antônio Carlos Miguel (Crítica) (3 de outubro de 2003). «Sandy e Junior em busca de 'Identidade' pop». O Globo. Consultado em 28 de junho de 2019. Cópia arquivada em 24 de junho de 2019 
  17. Cássio Starling Carlos (6 de outubro de 2003). «Música: lançamentos (Crítica Identidade)». Folha de S. Paulo. Consultado em 28 de junho de 2019. Cópia arquivada em 24 de junho de 2019 
  18. Ravache, Guilherme (15 de maio de 2006). «Entrevista Sandy e Junior». Globo.com. Época. Consultado em 2 de junho de 2019. Cópia arquivada em 2 de junho de 2019 

Ligações externasEditar