Abrir menu principal
"Idiots Are People Two!"
2.º episódio da 6.ª temporada de 30 Rock
Informação geral
Direção Beth McCarthy-Miller
Escrito por Robert Carlock
História Tracey Wigfield
Produzido por Alec Baldwin
Irene Burns
Jerry Kupfer
Direção de fotografia Michael Slovis
Edição Ken Eluto
Código de produção 602
Transmissão original 19 de Janeiro de 2012
Convidados
Episódios da 6.ª temporada
Cronologia
"Dance Like Nobody's Watching"
"Idiots Are People Three!"
30 Rock (6.ª temporada)
Lista de episódios

"Idiots Are People Two" é o segundo episódio da sexta temporada da série de televisão norte-americana de comédia de situação 30 Rock, e o centésimo quinto da série em geral. O seu enredo foi escrito pelo produtor Robert Carlock e foi dirigido por Beth McCarthy-Miller. A sua transmissão nos Estados Unidos ocorreu na noite de 19 de Janeiro de 2012 através da rede de televisão National Broadcasting Company (NBC). Dentre os actores convidados, estão inclusos Kelsey Grammer, Denise Richards, Ann Curry, James Marsden e Thomas Roberts.

No episódio, Liz Lemon (interpretada por Tina Fey) tenta esconder a identidade de seu novo namorado do seu amigo Jack Donaghy (Alec Baldwin), enquanto, ao mesmo tempo, luta para corrigir uma confusão publicitária causada por Tracy Jordan (Tracy Morgan). Entretanto, o facto de Jack recusar-se a aprovar o novo relacionamento de Liz causa com que esta questione a natureza do seu namoro. Kenneth Parcell (Jack McBrayer) e Jenna Maroney (Jane Krakowski) ligam para Kelsey Grammer quando surge um problema que somente a Gangue dos Melhores Amigos é capaz de resolver.

Em geral, o episódio foi recebido com opiniões consideravelmente favoráveis pela crítica especialista em televisão do horário nobre. De acordo com o sistema de mediação de audiências Nielsen Ratings, "Idiots Are People Two!" foi assistido por 4.1 milhões de telespectadores durante a sua transmissão original norte-americana, e lhe foi atribuído a classificação de de 1.6/4 no perfil demográfico dos telespectadores entre os 18 aos 49 anos de idade.

Índice

Produção e desenvolvimentoEditar

"Idiots Are People Two" foi dirigido por Beth McCarthy-Miller e teve o seu enredo escrito pelo produtor executivo Robert Carlock. Esta é a vigésima vez que Carlock escreve o argumento para um episódio, sendo "100" o último cujo guião foi escrito por ele, e é também o sétimo crédito de direcção por McCarthy-Miller, sendo "TGS Hates Women" o último episódio dirigido por ela. "Idiots Are People Two!" foi transmitido na noite de 19 de Janeiro de 2012 pela rede de televisão National Broadcasting Company (NBC) nos Estados Unidos como o centésimo quinto episódio de 30 Rock e o terceiro da sexta temporada do seriado.

Quando o pedido de desculpas elaborado por Liz Lemon (interpretada por Tina Fey) aquando da controvérsia causada por Tracy Jordan (Tracy Morgan) foi transmitido no telejornal da NBC, foi anexada uma foto antiga da argumentista com uma legenda que lia "Clube de Teatro, Selecção de Ténis, Selecção de Futebol, Citação de Finalista: 'Onde está o problema?'". A foto usada é uma foto real de quando Fey estava na escola secundária tirada do seu anuário.[1]

GuiãoEditar

Durante a apresentação de comédia stand-up de 3 de Junho de 2011 de Tracy Morgan na cidade de Nashville, Tennessee, ele proferiu comentários considerados homofóbicos por alguns grupos LGBT e apoiantes dos direitos dos homossexuais. Cheyenne Jackson, colega de trabalho de Morgan e homossexual assumido, disse estar "desapontado e horrorizado".[2] Kevin Rogers, uma testemunha homossexual que estava a assistir a apresentação de Morgan, escreveu no seu perfil do Facebook: "Eu já sabia que em algum ponto as piadas homossexuais iriam aparecer, e eu estou bem preparado para uma boa zanga com humor homossexual feito por 'heteros'. Eu tenho uma opinião muito fina quando se trata de humor. [...] O que eu não posso aceitar é quando o Sr. Morgan começa a mencionar sobre como ele se sente com esta m*rda homossexual..."[3] Após a sua apresentação de stand-up, alguns grupos LGBT pediram a renúncia ou demissão do interprete do personagem Tracy Jordan.[4] Morgan emitiu publicamente um pedido de desculpas à comunidade homossexual e a Rogers também.[5] Tina Fey e Bob Greenblat, o Presidente da NBC, também emitiram um pedido de desculpas em nome do actor e disseram que ele iria continuar com o seu papel como protagonista durante a série. "Falo em nome da NBC e em meu, pessoalmente, quando digo que não tolero o ódio ou a violência de qualquer tipo e tenho o prazer de ver Tracy Morgan a pedir desculpas pelos comentários homofóbicos recentes na sua apresentação de standup", disse Fey.[6]

Enquanto iam escrevendo os episódios da sexta temporada de 30 Rock, surgiu a ideia de incorporar-se este incidente em um dos episódios, pois de acordo com a equipa responsável pela escrita de argumentos: "já era sem tempo". Muitos dos episódios do seriado são como um espelho da vida dos actores e outros membros da equipa, então, eles decidiram incorporar o acaso na história de Tracy Jordan, de acordo com Thomas Roberts, apresentador do MSNBC que também fez uma participação em "Idiots Are People Two!". "Liz Lemon escreve o pedido de desculpas de Tracy no episódio e diz que ele não é homofóbico, mas sim um idiota. Isso ofende os idiotas de todo o planeta, então enquanto a NBC está a ser atacada pela comunidade LGBT, agora está também a ser atacada por uma cambada de idiotas liderados por Denise Richards", disse Roberts sobre o episódio.[7] Contudo, mesmo após terminarem de escrever o episódio, a equipa de argumentistas ainda estava meio indecisa sobre como incutir este enredo na série, pelo que acabaram por escrever um episódio de duas partes.[8] O enredo deste episódio foi finalmente revelado pela NBC através de uma conferência de imprensa na manhã de 11 de Janeiro de 2012.

ElencoEditar

 
A actriz Denise Richards fez uma participação em "Idiots Are People Two!".

Após ter sido abordada pela equipa de 30 Rock sobre uma possível breve aparição, foi anunciado, através de uma conferência de imprensa na manhã de 5 de Outubro de 2011, que a actriz Denise Richards iria fazer uma participação em um episódio da sexta temporada de 30 Rock.[9] Minutos depois, a actriz deixou uma mensagem no seu perfil oficial da rede social Twitter na qual comentava sobre a participação: "[Estou] Tão exictada!! Eu vou fazer um episódio de #30Rock! um dos meus programas favoritos!!!!!"[10] Em entrevista ao E! Online sobre a sexta temporada do seriado, Tina Fey, produtora executiva de 30 Rock, aproveitou para falar sobre a aparição de Richards no episódio. "Denise Richards é maravilhosa. Nós fomos ter com ela e ela é tão divertida no episódio e ela tem um sentido de humor tão grande. [Ela] interpreta uma versão ficcional de si mesma, na qual é a celebridade porta-voz do comité dos idiotas e ela foi muito, muito divertida a fazê-lo e um prazer de ter por perto", disse Fey.[11] Nessa mesma entrevista, Fey revelou que o actor Kelsey Grammer também participaria deste episódio, interpretando novamente uma versão fícticia de si próprio pela segunda vez, sendo que a sua estreia em 30 Rock foi no episódio "Reaganing" da quinta temporada, transmitido a 21 de Outubro de 2010.[12]

Ainda em Outubro de 2011, foi anunciado também que o actor James Marsden iria fazer uma participação em 30 Rock durante seis episódios.[13] Sua primeira aparição foi no primeiro episódio da temporada, "Dance Like Nobody's Watching",[14] no qual interpretou o novo namorado de Liz Lemon (Tina Fey), Chriss Chros.[15] Neste episódio, ele repetiu o seu desempenho como o namorado da personagem.[16] Em uma entrevista com o jornal Los Angeles Times, Marsden revelou que "gostaria de interpretar uma personagem divertida".[17]

Eu estou a me divertir muito no seriado. É muito divertido. Eu estou no meio deles e estou em Nova Iorque a filmá-lo. Mas é uma oportunidade óptima de trabalhar com pessoas fantásticas e com Tina [Fey], que é uma personagem divertida. Eu não faria isto se não interpretasse uma personagem divertida. [...] Então, foi óptimo trabalhar com o pessoal e o calibre desse elenco e as pessoas que têm feito parte dele. É um trabalho divertido de ter, e você está numa companhia muito boa, então eu não poderia deixá-lo passar.
 
O actor James Marsden a falar sobre a sua participação em 30 Rock em uma entrevista ao The Huffington Post.[18].

Martin Bashir, o então comentador político do canal de televisão a cabo MSNBC, foi abordado pela equipa de 30 Rock para fazer uma breve participação neste episódio do seriado. Contudo, devido a conflitos de agenda, ele não pôde gravar as cenas para o episódio e, então, Thomas Roberts, que é apresentador na MSNBC, foi escolhido para aparecer em seu lugar. Roberts revelou estar bastante feliz por fazer uma participação especialmente neste episódio, que ele disse ser muito importante para ele.

EnredoEditar

 
Este artigo ou seção está a ser traduzido de secção. Ajude e colabore com a tradução.

"Os colegas de Tracy estão gratificados por ele ter se desculpado pelas suas declarações. O homem que conhecemos é incapaz de odiar. Ele é apenas um idiota que não sabe o que diz."

— O pedido de desculpas de Liz Lemon aquando da controvérsia gerada por Tracy Jordan.[1]

Jack Donaghy (interpretado por Alec Baldwin) deixa Liz Lemon (Tina Fey) saber que ele sabe que ela tem um namorado, ela hesita em deixar Jack entrar na sua vida amorosa, como ele sempre julga os seus namorados. Mais tarde, quando está com o seu namorado, Chriss Chros (James Marsden), ela imagina Jack criticando todas os pormenores e detalhes de Chriss que Liz sabe que Jack iria não gostar. Isto põe Liz aflita, e ela fica ainda mais quando Jack dá dinheiro a Chriss para ele começar o seu próprio negócio, como Liz sabe que esta acção dá à Jack mais poder na relação.

Enquanto isso, Tracy Jordan (Tracy Morgan) ofende a comunidade LGBT em uma apresentação de stand-up comedy, e como consequência disto, ele é forçado por Liz a pedir desculpas. Para tal, ela escreve um pedido de desculpas formal e Tracy lê-o. Após o ler, ele fica ofendido porque no pedido, ela o chamou de "idiota", e, consequentemente, Tracy chama todos os Idiotas do mundo a fazerem uma greve em frente do GE Building, facto que irrita Liz e perturba Jack.

Referências culturaisEditar

A saga de filmes Star Wars é frequentemente referenciada em 30 Rock, começando com o episódio piloto (2006), no qual Tracy é visto a gritar que é um Jedi, que é um cavaleiro especial dos filmes.[19] Liz admite ser uma grande fã da saga, revelando que a havia assistido muitas vezes com o seu amigo Pete,[20] e se vestido como a personagem Princesa Leia durante quatro Dia das bruxas consecutivos,[21] e ao tentar sair do serviço do júri em Chicago e Nova Iorque.[22][23] Ela sempre usa o vestido em todas as selecções e é quase nunca escolhida, à excepção de quando a sua assistente Cerie Xerox (Katrina Bowden) alterou o seu endereço de residência na função eleitoral em Nova Iorque, ao invés de Chicago.[24][25] Star Wars é também referenciado quando Tracy assume a identidade do personagem Chewbacca.[26] Liz tem muitas vezes usado metáforas de Star Wars para descrever a sua vida, admitindo que precisa de mais DVDs da saga. Em contraste, ela não é fã do filme Star Wars Episódio II: Ataque dos Clones (2002), que é o seu menos favorito.[27] A actriz Carrie Fisher, que estrelou nos três filmes originais da saga como Princesa Leia, fez uma participação em 30 Rock como a personagem Rosemary Howard na segunda temporada, no qual fez uma paródia de uma das frases dos filmes.[28] Fey, uma fã de Star Wars, disse que a piada ou referência à saga "começou a acontecer organicamente", quando a equipa apercebeu-se que tinha uma referência de Star Wars "em quase todos episódios". Fey disse que a partir de então "se tornou uma coisa que [eles] tentaram manter no programa", e que mesmo que não pudessem incluir uma em cada episódio, ainda tinham uma "média muito alta de piadas". Fey atribuíu a maioria das referências ao produtor executivo e argumentista Robert Carlock, a quem descreveu como "o especialista residente".[29] Em "Idiots Are People Two!", a referência foi feita quando Liz se questiona se a personagem Lando Carlissian, do filme Star Wars: Episódio V - O Império Contra-Ataca, é armeniana.[30]

O cantor Clay Aiken, o vice-campeão da segunda temporada American Idol foi também mencionado no episódio, no momento em que Liz diz a Tracy que "as pessoas não se tornam homossexuais, independentemente do que as pessoas de Raleigh, Carolina do Norte, pensem que fizeram ao Clay Aiken."[1] O televisor no qual é transmitido o pedido de desculpas elaborado por Liz aquando da controvérsia de Tracy é da marca japonesa Sharp.

Transmissão e repercussãoEditar

AudiênciaEditar

Conforme os dados estatísticos publicados pelo sistema de mediação de audiências Nielsen Ratings, "Idiots Are People Two!" foi assistido em uma média de 4.05 milhões de domicílios durante a sua transmissão original na noite de 19 de Janeiro de 2012, e foi-lhe atribuída uma classificação de 1.6 e 4 de share no perfil demográfico dos telespectadores entre os 18 aos 49 anos de idade.[31] O 1.6 refere-se a 1.6 por cento de todos os cidadãos de 18 a 49 anos de idade nos Estados Unidos, e o 4 refere-se a 4 por cento de todos os telespectadores de 18-49 anos de idade que estavam a assistir televisão nos EUA no momento da transmissão.[32] Isto foi um decréscimo em relação ao episódio anterior, "Dance Like Nobody's Watching", que reuniu uma média de 4.47 milhões de telespectadores em sua emissão original.[33][34][35]

Análises da críticaEditar

Vários críticos observaram e fizeram comentários favoráveis ao certo contraste existente entre as personalidades do novo namorado de Liz, Criss Cross (James Marsden; esquerda), e do seu primeiro e mais duradouro relacionamento, que foi com Dennis Duffy (Dean Winters; direita) durante a primeira temporada de 30 Rock.

Meredith Blake, para o The A.V. Club, atribuiu ao episódio uma classificação de B a partir de uma escala de A a F, fazendo uma análise meio invulgar e mista, na qual comentou que as piadas apresentadas "não foram frescas". A resenhista ficou feliz por a série satirizar o incidente homofóbico de Tracy Morgan, mas criticou a equipa de argumentistas por minimizar as palavras da sua personagem na sua apresentação de stand-up comedy por "receio de pôr mais lenha na fogueira." Além disso, Blake achou que o relacionamento das personagens Liz e Criss terá um desfecho "previsível" e que o desempenho de Denise Richards foi mais uma "auto-flagelação que uma auto-depreciação". No entanto, elogiou o enredo de Kenneth e Jenna, chamando-o de "um dos sub-enredos mais bobos da história de 30 Rock, mas Jenna e Kenneth têm uma química surreal que faz com que tudo funcione, e também eu gosto quando 30 Rock entra em território agressivo e absurdo." Ela também fez um elogio à participação de Kelsey Grammer logo no fim do episódio.[8] Alan Sepinwall, para o blogue HitFix, achou que "Idiots Are People Two!" foi muito mais agradável que o episódio que o antecedeu pelo facto de as piadas terem sido mais engraçadas e pela estreia de James Marsden e o retorno de Grammer. Ele também elogiou o enredo principal por ter se afastado do material original controverso e ter sido transformado em algo ofensivo aos idiotas. Sepinwall ressaltou que a interação entre Liz e Jack foi o ponto de destaque do episódio, que de acordo com ele, "é sempre a melhor parte de 30 Rock... a química perfeita entre [Alec] Baldwin e [Tina] Fey. E isso não apenas significa que pode se gerar emoção verdadeira entre ambos, mas as gargalhadas parecem mais reais quando ele faz troça do seu gosto por homens por serem bastante superficiais. Jack se diverte com o infortúnio de Liz apenas para mostrá-la que ela não o ouve, porque ele quer que ela seja melhor do que é. E isso é uma fonte renovável extraordinária para que um seriado como este ainda tenha na sua meia idade."[36] Dorothy Snarker, para a página online LGBT AfterEllen.com, achou que o episódio foi "Eh!" e comentou que os argumentistas poderiam ter se esforçado um pouco mais. Snarker comentou que a personagem de James Marsden, Criss Cross, é bastante diferente dos antigos relaciomentos de Liz, especialmente Dennis Duffy (Dean Winters), e ela espera que esta tenha um desfecho diferente mais conveniente a Liz. Aproveitou também para dizer que Richards estava sensual como uma "idiota".[1] Izzy Grinspan, para a coluna Vulture da New York Magazine, compartilhou o mesmo pensamento que Snarker no que concerne ao relacionamento de Liz e Criss, elogiando bastante esta diferença entre Criss e Dennis, dizendo: "Ele [Criss] é tão atencioso que até comprou-lhe uma versão ainda empacotada de Terry, uma boneca sem género que ela [Liz] tinha enquanto criança." Além disso, elogiou ainda o enredo do episódio.[37]

Ver tambémEditar

Notas de rodapé

  1. a b c d Snarker, Dorothy (23 de Janeiro de 2012). [www.afterellen.com/tv/98323-gay-girls-goggles-30-rock-snapcap-602-idiots-are-people-two «Gay Girl's Goggles: "30 Rock" SnapCap (6.02) – "Idiots Are People Two!"»] Verifique valor |url= (ajuda) (em inglês). AfterEllen.com. Consultado em 27 de Dezembro de 2015 
  2. Busis, Hilary (14 de Junho de 2011). «Marlon Wayans speaks out on Tracy Morgan: 'He has to be a little more responsible'». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 13 de Julho de 2012 
  3. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome tracy comentários
  4. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome filmagens
  5. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome desculpas
  6. Hibberd, James (10 de Junho de 2011). «Tina Fey and NBC chief denounce Tracy Morgan's homophobic rant» (em inglês). Consultado em 13 de Julho de 2012. I speak for NBC and myself personally when I say we do not condone hate or violence of any kind and I am pleased to see Tracy Morgan apologizing for recent homophobic remarks in his standup appearance 
  7. Naughty But Nice Rob (11 de Janeiro de 2012). «Tracy Morgan, Tina Fey Turn Homophobic Rant Into '30 Rock' Comedy». The Huffington Post (em inglês). Consultado em 24 de Janeiro de 2015 
  8. a b Blake, Meredith (19 de Janeiro de 2012). «30 Rock: "Idiots Are People Two!"». The A.V. Club (em inglês). Consultado em 24 de Janeiro de 2015 
  9. O'Connel, Mikey (5 de Outubro de 2011). «Denise Richards, James Marsden head to '30 Rock'». From Inside the Box (em inglês). Zap2it. Consultado em 18 de Maio de 2012. Arquivado do original em 14 de janeiro de 2012 
  10. Gadino, Dylan P. (5 de Outubro de 2011). «Denise Richards will guest star on "30 Rock"». LausghSpin (em inglês). Consultado em 18 de Maio de 2012. Arquivado do original em 23 de março de 2012 
  11. Mullins, Jenna (19 de Janeiro de 2012). «30 Rock's Last Season? Tina Fey Answers—and Brags About Guests Denise Richards, Kelsey Grammer and James Marsden!» (em inglês). E! Online. Consultado em 18 de Maio de 2012 
  12. Carter, Matt (26 de Janeiro de 2012). «'30 Rock' season 6: Kelsey Grammer, Denise Richards, and an automated page». Examiner (em inglês). Consultado em 18 de Maio de 2012 
  13. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome james marsden
  14. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome dance like nobody's watching
  15. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome marsden
  16. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome segunda aparição
  17. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome la times
  18. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome entrevista de james marsden
  19. Argumentista(s): Tina Fey; Director(es): Adam Bernstein (11 de Outubro de 2006). «Pilot». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 1. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  20. Argumentista(s): Dave Finkel, Brett Baer; Director(es): Beth McCarthy-Miller (5 de Abril de 2007). «Fireworks». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 18. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  21. Argumentista(s): Robert Carlock, Daisy Gardner; Director(es): Don Scardino (1 de Março de 2007). «The Source Awards». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 16. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  22. Sepinwall, Alan (6 de Novembro de 2008). «30 Rock, "Believe in the Stars": Help me, Oprah Winfrey. You're my only hope.». The Star-Ledger (em inglês). Consultado em 20 de Junho de 2012 
  23. Canning, Robert (13 de Março de 2009). «30 Rock: "The Funcooker" Review» (em inglês). IGN. Consultado em 20 de Junho de 2012 
  24. Argumentista(s): Donald Glover, Tom Ceraulo; Director(es): Ken Whittingham (12 de Março de 2009). «The Funcooker». 30 Rock. Temporada 3. Episódio 14. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  25. Argumentista(s): Robert Carlock; Director(es): Don Scardino (6 de Novembro de 2008). «Believe in the Stars». 30 Rock. Temporada 3. Episódio 2. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  26. Argumentista(s): Tina Fey; Director(es): Adam Bernstein (6 de Dezembro de 2006). «Tracy Does Conan». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 7. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  27. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome corporate crush
  28. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome rosemary's baby
  29. Topel, Fred (16 de Setembro de 2009). «Tina Fey Gets the Gold». Crave Online (em inglês). Consultado em 20 de Junho de 2012. Cópia arquivada em 6 de abril de 2010 
  30. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome idiots are people two
  31. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome audiência 602
  32. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome audiência de 602
  33. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome 601ratings
  34. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome audiência 601
  35. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome audiência de 601
  36. Sepinwall, Alan (20 de Janeiro de 2012). «Review: '30 Rock' - 'Idiots Are People Two!': Mercury rising». HitFix (em inglês). Consultado em 24 de Janeiro de 2015 
  37. Grinspan, Izzy (20 de Janeiro de 2012). «30 Rock Recap: Boycott». New York Magazine: Vulture (em inglês). Consultado em 27 de Dezembro de 2015 

Ligações externasEditar

  A Wikipédia possui o
Portal 30 Rock