Abrir menu principal
Ignacy Mościcki
Ignacy Mościcki
Presidente da Polônia
Período 4 de junho de 192630 de setembro de 1939
Antecessor Stanisław Wojciechowski
Sucessor Władysław Raczkiewicz
Dados pessoais
Nascimento 1 de dezembro de 1867
Mierzanowo, Polônia
Morte 2 de outubro de 1946
Versoix, Suíça
Cônjuge Michalina Czyżewska (1932)
Maria Dobrzańska (1933–1946)
Filhos 4
Partido Proletaryat
Profissão Químico

Ignacy Mościcki (1867-1946) foi um químico e político polonês. Foi presidente da Polônia entre 1926 e 1939. Até a atualidade, ele é o político que permaneceu por mais tempo na presidência no país, tendo governado por 13 anos. (August Zaleski foi presidente por 25 anos, porém no exílio).

BiografiaEditar

Ignacy Mościcki nasceu em Mierzanowo, uma pequena vila próxima a Ciechanów, na porção polonesa pertencente ao Império Russo. Após concluir seus estudos em Varsóvia, foi estudar química na Politécnica de Riga. Ali ingressou na organização clandestina polonesa Proletaryat.

Ao concluir o curso retornou a Varsóvia, porém foi ameaçado pela polícia secreta do tzar de ser deportado para a Sibéria, e se viu forçado a exilar-se em Londres em 1892. Em 1896 foi-lhe oferecido o trabalho de assistente na Universidade de Friburgo. Ali ele patenteou um método de produção barato de ácido nítrico. Em 1912 ele mudou-se para Lwów, onde ele aceitou a cadeira de Físico-Química e Técnica Eletroquímica na politécnica da cidade.[1] Em 1925 ele foi eleito reitor da politécnica, mas logo mudou-se para Varsóvia para continuar suas pesquisas na politécnica daquela cidade.

Após o golpe de estado de Józef Piłsudski em maio de 1926, Mościcki - um antigo associado de Piłsudski no Partido Socialista Polonês - foi eleito presidente da Polônia pela assembléia nacional, por recomendação do próprio Piłsudski após este recusar o cargo. Como presidente, Mościcki foi altamente subserviente a Piłsudski, nunca manifestando dissidência em relação à liderança do marechal. Após a morte de Piłsudski em 1935, os seguidores deste se dividiram em três grupos: os que aceitavam Mościcki como sucessor natural de Piłsudski, os que apoiavam o general Edward Rydz-Śmigły, e os que apoiavam o ministro Walery Sławek. Mościcki fez um acordo com Rydz-Śmigły, e isolou Walery Sławek.

Mościcki permaneceu na presidência até a queda do governo do país em 30 de setembro de 1939, após a invasão alemã no início da Segunda Guerra Mundial.

Referências

  1. Norman Davies God's Playground Volume II, Oxford University Press 1986 ISBN 0-19-821944-X Page 422


Precedido por
Stanisław Wojciechowski
Presidente da Polônia
1926 - 1939
Sucedido por
Władysław Raczkiewicz