Abrir menu principal

Igreja Cristã Presbiteriana de Portugal

A Igreja Cristã Presbiteriana de Portugal (ICPP) é uma denominação protestante reformada conservadora em Portugal. Foi formada em 1992 após trabalho missionário da Igreja Presbiteriana na América no país. É a segunda maior denominação presbiteriana no país, após a Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal.[1][2]

Igreja Cristã Presbiteriana de Portugal
Classificação Protestante
Orientação Conservadora e Reformada
Teologia Confessional, Calvinista e Evangélica
Política Presbiteriana
Área geográfica Portugal
Origem 21 de fevereiro de 1992 (27 anos)
Ramo de(o/a) Igreja Presbiteriana na América
Congregações 8 (2018)
Ministros 8 (2018)
Site oficial presbiteriana-portugal.vnet.pt/index.html

HistóriaEditar

Primeiras Missões PresbiterianasEditar

O Presbiterianismo chegou em Portugal através do missionário e médico escocês Robert Kalley. A partir de 1838 Kalley evangelizou a Ilha de Madeira e a partir de 1866 o missionário atuou na parte continental do país. Como o desenvolvimento das missões, e união com os cristãos congregacionais, foi formada a Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal (IEPP) em 1952.

Todavia, a partir da década de 1950, a denominação começou a participar de organizações ecumênicas e aceitou a ordenação feminina, o que deixou as congregações conservadoras insatisfeitas. Assim sendo, algumas igrejas locais se separaram da denominação, como a igreja de Barreiro em 1955 e Igreja Evangélica Presbiteriana de Cristo em 1970.[3][4]

Missões AmericanasEditar

A partir de 1979 missionários da Igreja Presbiteriana na América (IPA) fundaram a Associação de Desenvolvimento Evangélico em Portugal (ADEP). O objetivo da associação era o auxílio na plantação de igrejas presbiterianas em Portugal, que subscrevessem a Confissão de Fé de Westminster na sua versão de 1643.

Todavia, a denominação presbiteriana não estava alinhada confessionalmente a IPA. Além disso, a denominação americana se opunha ao ecumenismo e ordenação feminina, pelo que não pode trabalhar em auxílio da Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal.

A partir do trabalho missionário da IPA foram fundadas três igrejas presbiterianas e juntas formaram a Igreja Cristã Presbiteriana de Portugal (ICPP) em 21 de fevereiro de 1992. Posteriormente, as igrejas dissidentes da IEPP uniram-se as igrejas plantadas pelos missionários americanos e missionários presbiterianos de outros países passaram a auxiliar na plantação de igrejas.[5]

DoutrinaEditar

A ICPP é uma igreja reformada conservadora e confessional. Subscreve a Confissão de Fé de Westminster na sua redação original de 1643. A ordenação não admite a ordenação feminina e não participa de nenhuma organização ecumênica.[6]

EstatísticasEditar

Em 2018, a denominação era formada por 8 igrejas e congregações, com 8 pastores.[7][8]

Relações IntereclesiásticasEditar

A Agência Presbiteriana de Missões Transculturais da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) envia missionários para Portugal, bem como a Igreja Presbiteriana da Austrália.[9] Em 2018 havia 6 missionários presbiterianos brasileiros trabalhando em Portugal.[10]

Em 2010, a ICCP foi convidada para enviar delegados para o Supremo Concílio da IPB, mas não enviou delegados.[11]

Em 2013 a denominação recebeu missionários da Igreja Presbiteriana na Irlanda.[4]

Referências