Abrir menu principal

As Igrejas de Chiloé são templos de madeira construídos no arquipélago de Chiloé, na zona Sul do Chile, de acordo com um esquema tradicional que se considera pertencente a uma escola de arquitectura.[1] As igrejas foram construídas entre o século XVIII e o século XIX, tendo a UNESCO declarado 16 das igrejas Património Mundial, devido a estas serem dos poucos exemplos de construção em madeira do século XVIII nas Américas.[2]

Pix.gif Igrejas de Chiloé *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Iglesia de Castro.jpg
Igreja São Francisco em Castro
País  Chile
Critérios (ii)(iii)
Referência 971 en fr es
Coordenadas 42° 36′ S, 73° 57′ O
Histórico de inscrição
Inscrição 2000  (? sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

LocalizaçãoEditar

 
Distribuição das Igrejas de Chiloé listados de acordo com o seu código patrimonial.

Geograficamente, das dezasseis igrejas, nove estão na costa oriental da Ilha Grande, três em Lemuy, duas em Quinchao, uma em Caguach e uma em Chelín. Considerando-se as divisões administrativas, todos eles estão no província de Chiloé e de norte a sul são divididas por Comuna da seguinte forma: igreja Colo em Quemchi, os de Tenaún, San Juan e Dalcahue em Dalcahue aqueles de Caguach, Achao e Quinchao em Quinchao, o Castro, Nercón, Rilán e Chelín na Castro, e aqueles de Vilupulli e Chonchi em Chonchi, e o Aldachildo, Ichuac e Detif em Puqueldón.[1][2]

Código Nome Localização Imagem
971-001 Igreja de Achao Quinchao  
971-002 Igreja de Quinchao Quinchao  
971-003 Igreja São Francisco Castro  
971-004 Igreja de Rilán Castro
971-005 Igreja de Nercón Castro  
971-006 Igreja de Aldachildo Puqueldón  
971-007 Igreja de Ichuac Puqueldón  
971-008 Igreja de Detif Puqueldón  
971-009 Igreja de Vilupulli Chonchi  
971-010 Igreja de Chonchi Chonchi  
971-011 Igreja de Tenaún Dalcahue  
971-012 Igreja de Colo Quemchi  
971-013 Igreja de São João Dalcahue  
971-014 Igreja de Dalcahue Dalcahue  
971-015 Igreja de Chelín Castro
971-016 Igreja de Caguach Quinchao  

Referências

  1. a b Consejo de Monumentos Nacionales (2003). Postulación de las iglesias de Chiloé para su inclusión en la lista del patrimonio mundial ante la UNESCO (em espanhol). Santiago de Chile: Consejo de Monumentos Nacionales. ISBN 956-7953-00-7. Consultado em 25 de Março de 2014. Arquivado do original em 25 de março de 2014 
  2. a b UNESCO (16 de janeiro de 2001). «Convention concerning the protection of the world cultura and natural heritage» (PDF). World Heritage Committee, Twenty-fourth session, Cairns, Australia (em inglês). Consultado em 25 de Março de 2014 

Ver tambémEditar