Sete igrejas de peregrinação de Roma

(Redirecionado de Igrejas de peregrinação)

Sete igrejas de peregrinação de Roma ou Sete igrejas peregrinas de Roma são sete grandes igrejas de Roma importantes para as peregrinações religiosas à cidade. Elas foram listadas na seguinte ordem no guia de Franzini (1595): São João de Latrão, São Pedro, São Paulo Extramuros, Santa Maria Maior, São Lourenço Extramuros, São Sebastião Extramuros e Santa Croce in Gerusalemme.[1] Giovanni Baglione, em seu livro, lista nove grandes igrejas em Roma, acrescentando, curiosamente, a igreja de Santa Maria Annunziata dei Gonfalone e o trio de igrejas outrora conhecido como "alle Tre Fontane" e que estava no local do martírio de São Paulo: Santi Vincenzo e Anastasio alle Tre Fontane, Santa Maria Scala Coeli e San Paolo alle Tre Fontane.[2]

Mapa de Giacomo Lauro e Antonio Tempesta, de 1599, mostrando as Sete igrejas de peregrinação de Roma, com destaque para a Basílica de São Pedro em primeiro plano, e utilizado durante o Jubileu de 1600.

As sete igrejasEditar

Roma foi, por séculos, um chamariz para viajantes e peregrinos. Residência do papa e da cúria católica, a cidade abriga muitos locais sagrados e relíquias veneradas por sua relação com santos, apóstolos e mártires. Periodicamente, há um incentivo adicional para a viagem até Roma em busca de benefícios espirituais, principalmente as indulgências papais nos anos de Jubileu. Estas geralmente exigem a visita a igrejas específicas.

Entre elas, estão as basílicas maiores:

Entre elas aparecem ainda duas basílicas menores e um santuário:


A última foi acrescentada pelo papa São João Paulo II para o Grande Jubileu de 2000, substituindo a Basílica de São Sebastião Extramuros. Porém, muitos peregrinos ainda preferem as sete basílicas tradicionais e também assistem a missa em São Sebastião.

Referências

  1. Franzini, Girolamo (1595). Le cose Maravigliose dell'alma citta de Roma. [S.l.]: Guglielmo Facciotto, Rome 
  2. The nine churches of Rome (Le nove chiese di Roma, Giovanni Baglione, 1639)

BibliografiaEditar