Abrir menu principal

Ilhéus do Porto Santo

área protegida de Portugal
Localização dos ilhéus em torno da ilha do Porto Santo.

Os ilhéus do Porto Santo são vários ilhéus desabitados que rodeiam a ilha do Porto Santo, na Madeira, Portugal. São locais rochosos, cobertos por arbustos e flora costeira da Macaronésia, razão pela qual se encontram protegido pelo PDM, pela Rede Natura 2000[1] e são, ainda, parte integrante do Parque Natural da Madeira — através da Rede de Áreas Marinhas Protegidas do Porto Santo, criada em 2008.

Os seis ilhéus[2] do Porto Santo constituem local preferencial para a nidificação de aves marinhas e para a conservação da flora macaronésica, esses são:

Dentre esses ilhéus, destaca-se o ilhéu da Cal pelas ricas minas de calcário, e que também é o maior dentre esses.

Nestas áreas com muito elevado valor ecológico e grande vulnerabilidade à pressão humana ou reduzida capacidade de regeneração, apenas se permitem atividades de natureza científica e ainda, a título excecional, em áreas previamente selecionadas, locais de observação no âmbito de usos de lazer e recreio
 
Plano Diretor Municipal do Porto Santo, Artigo 54º.

Fauna e floraEditar

A fauna dos ilhéus conta com a nidificação de aves como a cagarra (Calonectris diomedea), a alma-negra (Bulweria bulwerii), o roque-de-castro (Oceanodroma castro), o pintainho (Puffinus assimilis baroli), o garajau-comum (Sterna hirundo), a gaivota-de-patas-amarelas (Larus cachinnans atlantis), o corre-caminhos (Anthus berthelotii madeirensis), o andorinhão-da-serra (Apus unicolor), o canário-da-terra (serinus canaria canaria) e o pardal-da-terra (Petronia petronia madeirensis). Estão também presentes a lagartixa (Teira dugesii jogeri) e duas tarântulas endémicas do Porto Santo (Hogna biscoitoi e Hogna schmitzi).

Quanto à flora destaca-se o goivo-da-rocha (Matthiola madeirensis), a figueira-do-inferno (Euphorbia piscatoria), a trevina (Lotus glaucus), a barrilha (Mesembryanthemum crystallinum e Mesembryanthemum nodiflorum), o marmulano (Sideroxylon mirmulans) e, ainda, uma espécie endémica do Porto Santo a cabeleira-de-coquinho (Lotus loweanus), espécie essa que apenas existe nos ilhéus da Cal, de Ferro e das Cenouras. Observa-se, também, uma grande diversidade de líquenes, com destaque para a urzela.

Referências

Ligações externasEditar