Abrir menu principal
Upaon-Açu
Maranhao Micro AglomeracaoUrbanadeSaoLuis.svg
02°35'11"S, 44°13'32"W
Geografia física
País Brasil
Arquipélago Arquipélago do Golfão Maranhense
Área 1.410,015  km²
Geografia humana
População 1.266.366 (2007[1])
Densidade 859,0 hab./km²
Centro Histórico de São Luís

Upaon-Açu é uma ilha brasileira no estado do Maranhão, com área de 1.410,015 km².[2] Faz parte do Arquipélago do Golfão Maranhense e é nela que se encontra a capital do Estado, São Luís.

O nome Upaon-Açu foi dado pelos Tremembés (Tupi-Guarani) e significa "ilha grande". Também foi chamada ilha de São Luís. A denominação indígena foi restabelecida pela constituição do Estado do Maranhão: Art. 8º - A cidade de São Luís, na ilha de Upaon-Açu, é a capital do Estado.[3]

GeografiaEditar

A ilha de Upaon-Açu se localiza entre dois grandes sistemas estuarinos que são as baías de São Marcos do lado esquerdo e de São José do lado direito, na região central do Golfão Maranhense. As duas baías são interligadas na parte sudoeste pelo canais do Estreito dos Mosquitos e estreito dos Coqueiros (que separa a ilha de Upaon-Açu da ilha de Tauá-Mirim). [4]

Na baía de São Marcos, deságua a bacia hidrográfica do rio Mearim e seus afluentes, enquanto que, na baía de São José/Arraial, deságuam as bacias hidrográficas dos rios Itapecuru e Munim. Nessa região, a amplitude das marés pode ultrapassar sete metros. A região apresenta Inúmeros igarapés e canais de maré. As águas possuem elevada turbidez devido ao aporte de material particulado do continente e das áreas de manguezais, pela forte atuação das marés, influenciando na coloração do mar, verde-musgo.[4]

Diversos agentes modelaram o relevo como os de origem climática, hidrológica e oceanográfica, bem como pela intensa atividade eólica, marinha e fluviomarinha, com vegetação caraterizada por remanescentes de Floresta Amazônica, de Manguezais e do Campo de Perizes, uma extensa planície fluviomarinha no continente, com extrato predominantemente herbáceo.[4]

O clima é caracterizado como quente, semiúmido, tropical de zona equatorial, com duas estações distintas que vão de úmida (janeiro a junho) a seca (julho a dezembro), com média pluviométrica de 2.200 mm por ano.[5]

Algumas das unidades de conservação da ilha são: APA de Upaon-Açu-Miritiba-Alto Preguiças, a APA do Itapiracó; APA da Região do Maracanã; e os Parques Estaduais do Bacanga, da Lagoa da Jansen e do Rangedor.

AcessosEditar

Sobre o Estreito dos Mosquitos, existem pontes rodoviárias e ferroviárias ligando o continente à Ilha de Upaon-Açu: a ponte Marcelino Machado, na BR-135, composta por duas pontes paralelas de entrada e saída (com 456 e 454 metros de extensão); a ponte metálica Benedito Leite, pertencente à Ferrovia São-Luís-Teresina; a ponte duplicada pertencente à Ferrovia Carajás; a ponte metálica que sustenta a adutora do Italuís, que leva água do rio Itapecuru para a cidade de São Luís.

Também há um serviço de ferry-boats, que realizam a Travessia São-Luís-Alcântara e o Aeroporto Internacional de São Luís.

MunicípiosEditar

São Luís, junto com Florianópolis e Vitória, são as capitais brasileiras que se encontram em ilhas, sendo São Luís a única com área totalmente compreendida em uma ilha.

Além de São Luís, localizam-se na ilha os municípios de Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar, que formam a Região Metropolitana de São Luís. Também na ilha se localizam o Porto da Alumar, o Porto de Itaqui e o da Ponta da Madeira, para o qual são transportados principalmente ferro, cobre e bauxita extraídos de Carajás por meio da Ferrovia Carajás, que também transporta soja, combustíveis, celulose e outros produtos.

GaleriaEditar

Notas e referências

  1. IBGE, População residente, em 1º de abril de 2007, Publicação Completa. Acessado em 26 de fevereiro de 2008.
  2. IBGE, Área Territorial Oficial[ligação inativa], Resolução nº 5 de 10 de outubro de 2002. Acessado em 26 de fevereiro de 2008.
  3. «Constituição do Maranhão». Arquivado do original em 30 de janeiro de 2010 
  4. a b c www.neopixdesign.com.br, Neopix Design ©. «Trabalhos técnicos do XXII SBRH - PARAMETROS FISICO-QUÍMICOS E NUTRIENTES INORGÂNICOS DISSOLVIDOS NO RIO PERIZES/BAIA DE SÃO JOSÉ DE RIBAMAR, ILHA DE SÃO LUIS - MA.». evolvedoc.com.br. Consultado em 27 de junho de 2018 
  5. Marra., Systems Engineers: Moisés Almeida, Victor Leite, Irley Chaves e Leonardo. «:: INMET - Instituto Nacional de Meteorologia ::». www.inmet.gov.br. Consultado em 27 de junho de 2018 
  Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.