Abrir menu principal
Império Ricardense
Bandeira do GRES Império Ricardense.png
Fundação 19 de maio de 2015 (4 anos)
Cores
Vermelho
Verde
Ouro
Branco
Símbolo Coroa
Bairro Ricardo de Albuquerque
Presidente Jatir Costa[1]
Desfile de 2020
Enredo De Carlota Joaquina a Bacurau, nosso Cinema deu Show e virou Carnaval!

Grêmio Recreativo Escola de Samba Império Ricardense é uma escola de samba do Rio de Janeiro, fundada a 19 de maio de 2015.[2]. A escola de samba está sediada no bairro de Ricardo de Albuquerque, em frente a estação de trem deste bairro.

HistóriaEditar

A Escola surgiu de dissidência de outra agremiação local, que segundo integrantes da comunidade não representava o bairro e após em 2015 a ala de passistas daquela escola ter sido dispensada pela diretoria. Nino Smith, intérprete da escola no ano anterior, foi um dos dissidentes da outra entidade e fundador da Império Ricardense.

Em seu primeiro ano, foi a última escola a desfilar, e embora bastante luxuosa, teve um problema no carro alegórico, que a fez perder o título, liga então responsável pela organização da terceira divisão, e que portanto, não tinha à época, gerência sobre a escola. Na ocasião".[3] No ano seguinte, já sob a gerência desta liga, a agremiação foi a campeã do Grupo E.[3]

Sua Quadra de excelente estrutura fica onde foi a sede do tradicional Ricardo Country Club na Avenida Nazaré 640 - Ricardo de Albuquerque.

A escola tem pouca interferência de componentes de outras escolas e em pouco tempo conseguiu formar uma nova geração de sambistas em Ricardo de Albuquerque liderados pelo Jatir Costa Jr ( Tiozoca ).

SegmentosEditar

PresidentesEditar

Nome Mandato Ref.
Jatir Costa Fundação-Atual [4][1]

DiretoresEditar

Ano Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2016 Serginho Aguiar Giba Andolinni Mariano [4]
2017 Serginho Aguiar e Janor Ronaldo Careca [1]
2018 Serginho Aguiar Janor Ronaldo
2019 Thiago Moraes Janor Mariano
2020 Sandro Moraes Janor Mariano

IntérpretesEditar

Período Intérprete oficial Referência
2016 Andinho Samara e Dudu Vianna [5][1]
2017 Andinho Samara
2018 Edinho Gomes e Rixxah
2019 Dalilah e Nazário
2020 Nelio Martins

CoreógrafoEditar

Ano Nome Ref.
2016 Juninho Mix [4]
2017 Juninho MIx
2018 Juninho Mix
2019 Jefferson
2020 Jefferson

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeiraEditar

Ano Nome Ref.
2016 Douglas Valle e Fernanda Araújo [4]
2017 Willian Miranda e Fernanda Araújo
2018 Willian Miranda e Fernanda Araujo
2019 Igor e Kauana
2020 Ruan e Kauana

Corte de bateriaEditar

Período Rainha Ref.
2016-2017 Nathália Machado [4]
2018 Aninha Absurda
2019 Larissa
2020 Ranya

CarnavaisEditar

G.R.E.S IMPÉRIO RICARDENSE
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Ref.
2016 3.º Lugar Série E "Meu lugar..." Arilton Smith e Fabio Giampietro [5]
2017 Campeã Série E "La ultima noche de carnaval" Arilton Smith e Fabio Giampietro [1]
2018 8º Lugar Série D Awré Bambá Lázaro: O Mensageiro do Oriki de Olodum Arilton Smith, Gabriel Mello, Alicinha Smith e Eliane Boldrini [6]
2019 9º Lugar Série D "AMA" O brado das amazonas Fabio Giampietro [7]
2020 Acesso da Intendente De Carlota Joaquina a Bacurau, nosso Cinema deu Show e virou Carnaval! Orlando Jr.


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons

Referências

  1. a b c d e SRZD (14 de abril de 2016). «Conheça a sinopse do enredo de 2017 da Império Ricardense». 21h27 
  2. http://www.galeriadosamba.com.br/noticia/associacao-cultural-samba-e-nosso-define/13765/1/
  3. a b Revista Explosão in Samba (6 de março de 2017). «O amor venceu o câncer - Império Ricardense é campeão do grupo E». Consultado em 8 de março de 2017. Cópia arquivada em 8 de março de 2017 
  4. a b c d e «Cópia arquivada». Consultado em 22 de março de 2016. Arquivado do original em 22 de março de 2016 
  5. a b http://www.sidneyrezende.com/noticia/260198+carnaval+2016+nacao+insulana+e+campea+da+serie+e?platform=hootsuite
  6. «Império Ricardense divulga sinopse para o Carnaval 2018». Rádio Arquibancada. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  7. «Império Ricardense 2019». Apoteose.com. Consultado em 19 de janeiro de 2019