Abrir menu principal
Império da Tijuca
Bandeira do GRESE Império da Tijuca.jpg
Fundação 8 de dezembro de 1940 (78 anos) [1]
Cores
Símbolo Coroa[1]
Bairro Tijuca[1]
Presidente Antônio Marcos Teles (Tê) [2][3]
Presidente de honra Paulo Tenente[3]
Desfile de 2020
Enredo Quimeras de um eterno aprendiz

Grêmio Recreativo Escola de Samba Educativa Império da Tijuca (ou simplesmente Império da Tijuca) é uma escola de samba brasileira da cidade do Rio de Janeiro. A escola traz, acrescido ao nome, o termo "educativa", porque a preocupação principal, no momento de sua fundação, foi com a educação.[4]

HistóriaEditar

A escola, desde o início, efetivou experiências comunitárias no Morro da Formiga, no bairro da Tijuca, onde foi fundada em 1940.

União das antigas escolas Recreio da Mocidade e Estrela da Tijuca, entre os seus fundadores estão Joaquim Augusto de Oliveira (Quincas), Agripino de Souza, Rodolfo Augusto de Oliveira, Celestina Pinto Rabaça, Fernando Matos, Jorge Domingos da Silva, João Escrevente, Mario Pereira, Manoel Queiroz, Aylton dos Santos, Emílio Marcatte, Manuel Pinto, entre outros.

Entre os nomes mais famosos da escola, estão Synval Silva (um dos compositores prediletos de Carmen Miranda) e Mário Pereira (Marinho da Muda), falecido em 1989.

Havia uma escola de alfabetização para crianças, a "Tropa José do Patrocínio" (grupo de escoteiros do morro), que atuou anos na comunidade. A Império da Tijuca foi a primeira escola de samba a usar o termo Império, razão pela qual tem uma coroa, símbolo da nobreza, em sua bandeira, bem como ramos de fumo e café que traduziam as riquezas do Brasil na época.

Durante a década de 1980, a escola esteve cinco vezes no grupo principal. Dessas, quatro foram consecutivas (de 1984 a 1987). Depois, conseguiu somente participar novamente do Grupo Especial em 1996, com o enredo "O Reino Unido Independente do Nordeste", de Miguel Falabella. Desde então teve problemas financeiros até 2005, quando o presidente Antônio Marcos Telles, mais conhecido como Tê, assumiu e organizou a escola, obtendo a quinta colocação no primeiro ano de seu mandato. E logo se tornou campeã do grupo B com o enredo Tijuca, cantos, recantos e encantos.

Em 2007 emocionou a Marquês de Sapucaí falando de São Jorge com o enredo O Intrépido Santo Guerreiro, obtendo a quinta colocação no grupo A.

Em 2008, com a proposta da prefeitura de elaborar um enredo sobre os 200 anos da chegada da Família Real Portuguesa ao Brasil, e com problemas em alegorias e fantasias, que foram prejudicadas pela chuva, o Império da Tijuca termina a apuração na sétima colocação.[5]

No ano seguinte, a escola da Formiga repatriou a modelo Nana Gouvêa como madrinha de bateria, e trouxe como intérprete Pixulé. Reeditou o enredo O mundo de barro de Mestre Vitalino, do carnaval de 1977. A escola conseguiu a 7º colocação com 236,3 pontos, permanecendo no Grupo de Acesso em 2010.[6]

Para 2010 a escola do Morro da Formiga troxe como enredo "Suprema Jinga - Senhora do trono Brazngola" o carnavalesco Jack Vasconcelos que estava na União da Ilha. Com um desfile sem muitas falhas rendeu um expressivo 5º lugar. Para 2011 mostrou um enredo sobre os carnavais em outras partes do mundo. do carnavalesco Severo Luzardo. fazendo um desfile surpreendente e terminando na 6º colocação.[7] para 2012, a escola continua com o mesmo carnavalesco, tendo um enredo sobre utopias.[8]

Em 2013, após Severo Luzardo, sair devido a outros compromissos. a escola da Formiga resolveu apostar no carnavalesco Júnior Pernambucano, homônio do jogador de futebol de mesmo nome. que é uma das grandes revelações do Carnaval de Três Rios onde foi campeão pela Bom das Bocas, com um desfile tecnicamente perfeito e arrebatador que encantou o público e, com um samba muito forte, conquistou Estandarte de Ouro. Com dois refrões de levantar a Sapucaí, a Império da Tijuca conquistou o público, os jurados, a crítica pelo bom enredo desenvolvido na Passarela do Samba e o título da Série A, ganhando o direito de desfilar entre as grandes, junto com suas co-irmãs Acadêmicos do Salgueiro e Unidos da Tijuca, fazendo com que o bairro da tijuca tenha o maior número de Agremiações na elite do Carnaval carioca.[9] além de ter dois mestres de bateria, com mestre Capoeira se juntando a Claudinho Cardoso.[10][11]

No seu retorno ao Especial,onde não esteve desde 1996, a escola optou pela manutenção da equipe vencedora do ano anterior, exceção feita as direções de carnaval e harmonia, o enredo escolhido para o ano de 2014 foi "Batuk".[12] no qual exaltava a criação de todos os tipo de batucadas e instrumentos de percussão. Apesar do samba-enredo muito bem avaliado por especialistas e um belo desfile, a agremiação teve um problema com a comissão de frente na qual entrou sem um dos elementos alegóricos para a coreografia de nota para os jurados perdendo pontos em enredo e comissão de frente pois os elementos alegóricos estavam inseridos no livro de enredo apresentado pela escola onde ao invés de três,seriam quatro,um para cada elemento (ar,fogo,água e terra). A escola contagiou toda a Marques de Sapucaí causando uma boa impressão da recém chegada na qual teve o papel de abrir a primeira noite de desfiles. A escola terminou em 12º lugar e voltou a desfilar na Série A em 2015. O resultado gerou muita revolta não somente na comunidade do Morro da Formiga como também no mundo do samba em geral pois grandes agremiações assistiram o desfile e aplaudiram o belo espetáculo que assistiram e pediram uma assembleia à LIESA para que houvesse uma reciclagem dos julgadores e revisão nos seus métodos de julgamento.

Em 2015, a escola permaneceu com seu estilo afro e mantendo boa parte da equipe do ano anterior, sendo que a escola trouxe Quinho para se juntar com Pixulé, no comando do carro de som.[13] No entanto, apesar de um bom desfile, terminou na 6° colocação.

Para o carnaval de 2016 a escola dispensou o intérprete Pixule, que estava desde 2009 na escola, para seu lugar entrou Rogerinho, que passou por Portela e Renascer de Jacarepaguá. Apresentou um desfile abaixo do esperado ficando apenas em 7° lugar.

Em 2017, a escola apostou em um enredo Bíblico porém não empolgou os jurados. A escola passou compacta e sem muito entusiasmo. Perdendo pontos preciosos para um possível retorno ao Grupo Especial,a escola termina a apuração em 7° lugar.

Em 2018, a Império da Tijuca contou com os carnavalescos Jorge Caribé e Sandro Gomes para contar um enredo Afro “Olubajé,um banquete para o Rei” sendo a terceira escola a desfilar,levou 1.600 componentes nas cores da escola além de muita Palha da Costa e tons amarronzados em quase todas as alegorias. O desfile rendeu à escola do Morro da Formiga seu terceiro 7° lugar consecutivo,repetindo a mesma pontuação exata dos dois anos passados.

Para 2019, a escola renovou com Jorge Caribé que desenvolveu o enredo "Império do Café, o Vale da Esperança", que contou a história do Café sob a visão da Corte Imperial e a construção do atual Vale do Café no Brasil. Esperando obter melhores resultados, a escola investiu em segmentos como em comissão de frente e fantasias além de melhorar sua comissão de harmonia e evolução, quesitos nos quais a escola tem perdido pontos nos últimos anos. Com um elogiável desfile, o Império da Tijuca obteve o 4° lugar, seu melhor resultado desde o título em 2013.

Na preparação para o desfile de 2020, a escola perdeu o carnavalesco Jorge Caribé, que anunciou sua saída após o desfile de 2019 e anunciou o enredo proposto pela direção da escola que e uma homenagem a Evandro dos Santos, chamado de ”Homem Livro” ou “Carteiro Literário“, e o tema "Quimeras de um eterno aprendiz"[14]. inicialmente foi contratado o carnavalesco Marcus Ferreira, que em pouco tempo aceitou a proposta da Viradouro e assinando seu primeiro desfile no Grupo Especial e na sequência, a escola buscou o jovem Guilherme Estevão, então carnavalesco da Independentes de Olaria.

SegmentosEditar

PresidentesEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Império da Tijuca
Nome Mandato Ref.
Fernando Sérgio de Oliveira 1998-2000 [15]
Antônio Marcos Teles (Tê) 2004-atualidade [15]

IntérpretesEditar

Carnavais Intérprete oficial Referências
1968–1971 Marinho da Muda [16]
1972 Wilmar Costa [17]
1973–1974 Mauro Affonso [18][19]
1975 Wilmar Costa [20]
1976 Marinho da Muda [16]
1977–1978 Adilson da Viola [21]
1979–1980 Marinho da Muda [16][22][23]
1981–1984 Almir Saint-Clair [24]
1985 Alcir de Paula [25]
1986–1987 Pedrinho da Flor [26]
1988–1989 Hamilton Vidal [27][28]
1990 Quinzinho [29]
1991 Hamilton Vidal [30]
1992 Celino Dias [31]
1993–1996 Edson Bombeiro [32][33][34][35]
1997 Hamilton Vidal [36]
1998 Paulinho Mocidade [37]
1999 Jackson Nogueira e Djalminha [38]
2000 Celino Dias [31]
2001 Serginho do Porto [39]
2002–2003 Jackson Nogueira [40][41]
2004 Anderson Kybba [42]
2005–2008 Douglas Silva [43][44][45][46]
2009–2015 Pixulé [47]
2016 Rogerinho [48]
2017 Rogerinho e Daniel Silva [48][49]
2018- Daniel Silva

DiretoresEditar

Período Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2013 Thiago Monteiro Thiago Alemão Capoeira [3]
2014 Comissão de Carnaval Luiz Carlos Amâncio Capoeira [50]
2015-2016 Comissão de Carnaval Ailton Freitas Capoeira [51]
2019 Luan Teles João Vieira Jordan, Júlio e Paulinho
2019 Luan Teles João Vieira Jordan, Júlio e Paulinho
2020 Luan Teles, Aylton Wintrich, André Isídio Renato Kort, Robson Tipaia e Alexandre Rouge Jordan Pereira

CoreógrafoEditar

Período Nome Ref.
2013-2014 Júnior Scapin [3]
2015-2017 Raphaela Machado [52][52]
2018-2019 Júnior Scapin
2020- Lucas Maciel

Mestre-sala e Porta-bandeiraEditar

Período Nome Ref.
2005-2006 Washington Chagas e Débora Cristina
2007-2008 Washington Chagas e Jaçanã Ribeiro
2009-2010 Mosquito e Jaçanã Ribeiro
2012-2015 Peixinho e Jaçanã Ribeiro [53][3]
2016-2017 Luiz Augusto e Gleice Simpatia
2018 Jeferson Souza e Gleice Simpatia
2019 Renan Oliveira e Gleice Simpatia
2020- Renan Oliveira e Laís Lúcia

Cortes da BateriaEditar

Período Rainha de Bateria Madrinha de Bateria Ref
1997 Viviane Araújo
2004 Juliana Alves
2005 2006 Laynara Telles [3][54]
2007 Laynara Telles Nana Gouvêa [3][54]
2008 Laynara Telles Vânia Love [3][54][55]
2009 Laynara Telles Nana Gouvêa [3][54][56]
2010 Laynara Telles Jéssica Arruda [57]
2011 2012 Laynara Telles [3][54]
2013 Laynara Telles Vanessa Bilate [58]
2014- Laynara Telles [3][54]

CarnavaisEditar

Carnavais da Império da Tijuca
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalesco Ref.
1946 4.º Lugar Desfile Oficial "Aos heróis do Monte Castelo" [59]
1947 A escola não desfilou
1948 7.º Lugar Desfile Oficial "Brasil Império e Brasil República" [59]
1949 7.º Lugar UGESB (Enredo não disponível) [59]
1950 5.º Lugar FBES "Primeiro governador do Brasil" [59]
1951 6.º Lugar FBES "D. João VI" [59]
1952 Não foi julgada Grupo 1 "Maravilhas brasileiras" [59]
1953 Não foi julgada Grupo 1 "Primeira cultura do café no Brasil" Ismael, Doca e Mimosa [59]
1954 16.º Lugar Grupo 1 "Como o samba nasceu" Boca e Pequenino [60][61][62]
1955 17.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "Danças do negro" João Escrevente [60][63][64]
1956 7.º Lugar Grupo 2 "Símbolos de nossa pátria" Mário Pereira e Lilinho [60][65][66]
1957 14.º Lugar Grupo 2 "Festa do samba" Cláudio dos Santos [60][67][68]
1958 11.º Lugar Grupo 2 "Amores de D. Pedro I" Jorge Melodia, Cláudio dos Santos e Pequenino [60][69][70]
1959 3.º Lugar Grupo 2 "Homenagem aos bombeiros" Henrique Cândido, Ulisses Burlamaque e Pequenino [60][71][72]
1960 6.º Lugar Grupo 2 "Brasil universitário" Cláudio dos Santos e Jorge Melodia [60][73][74]
1961 10.º Lugar Grupo 2 "Brasil em três épocas" Nelson Fonseca, Jorge Melodia e Pequenino [60][75][76]
1962 3.º Lugar Grupo 2 "Rapsódia brasileira" Jorge Melodia, Gugu e Nelson da Adelina [60][77][78]
1963 6.º Lugar Grupo 2 "Reminiscências da música popular brasileira" Jorge Melodia e Pequenino [60][79][80]
1964 Campeã Grupo 2 "O esplendor do Rio de Janeiro imperial" Jorge Melodia e Gugu [60][79][80]
1965 8.º Lugar Grupo 1 "Apoteose do Rio de Janeiro" Jorge Melodia, Gerson e Pequenino [60][81][82]
1966 Hors concours Grupo 1 "A História do Teatro Nacional" Mauro Afonso [60][83][84]
1967 8.º Lugar Grupo 1 "O reino encantado de Vicente Guimarães" Nelson Fonseca e Pequenino [60][85][86]
1968 10.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "Exaltação a Cândido Portinari" Gaúcho e Arnaldo Pederneira [60][87][88]
1969 Não foi Julgada Grupo 2 "O negro na civilização brasileira" Arnaldo Pederneira e Jorge Melodia [60][89][90]
1970 Campeã Grupo 2 "Segredos e encantos da Bahia" Jorge Melodia e Chicão [60][91][92]
1971 8.º Lugar Grupo 1 "Misticismos da África ao Brasil" Jorge Melodia e Chicão [60][93][94]
1972 10.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "O samba do morro à sociedade" Arnaldo Pederneira e Mário Barcelos [60][95][96]
1973 4.º Lugar Grupo 2 "Brasil explosão do progresso" Luiz Tuminelli e Maria Helena Farelli [60][97][98]
1974 3.º Lugar Grupo 2 "Minas de prata" Luiz Tuminelli e Maria Helena Farelli [60][99][100]
1975 3.º Lugar Grupo 2 "Muiraquitã, o amuleto do amor" Luiz Tuminelli e Maria Helena Farelli [60][101][102]
1976 Campeã Grupo 2 "Guerreiros das Alagoas" Joãosinho Trinta [60][103][104]
1977 11.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "O mundo de barro de mestre Vitalino"
Compositores: Adilson da Viola, Chipollechi, Biel Reza Forte
Mário Barcelos [60][105][106]
1978 11.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 2 "Calendário do Rio" Mário Barcelos [60][107][108]
1979 Campeã Grupo 2A "As três mulheres do Rei" Mário Barcelos [60][109][110]
1980 4.º Lugar Grupo 1B "De sacristão a Barão do Ouro" Mário Barcelos [60][111][112]
1981 Vice-campeã
(Acesso)
Grupo 1B "Cataratas do Iguaçu" Mário Barcelos [60][113][114]
1982 11.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1A "Iara, ouro e pinhão na terra da gralha azul" Orlando Pereira [60][115][116]
1983 Vice-campeã
(Acesso)
Grupo 1B "Santos e pecados" Gil Ricon [60][117][118]
1984 6.º Lugar Grupo 1A "9215" Felipe Garcez, Darcy Giorno e Gil Ricon [60][119][120]
1985 11.º Lugar Grupo 1A "Se a lua contasse - Homenagem a Custódio Mesquita" Ney Ayan, Darcy Giorno e Osmar Frazão [60][121][122]
1986 12.º Lugar Grupo 1A "Tijuca, cantos, recantos e encantos"
Compositores: Pedrinho da Flor, Baster, Belandi e Marinho da Muda
José Félix [60][123][124]
1987 12.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 1 "Viva o povo brasileiro" José Félix [60][125][126]
1988 4.º Lugar Grupo 2 "Nosso Sinhô, rei do samba" José Félix e Darcy Giorno [60][127][128]
1989 7.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo 2 "Rio, samba e carnaval" José Eugênio e Darcy Giorno [60][129][130]
1990 Vice-campeã
(Acesso)
Grupo B "Na terra do pau-brasil, só mico dourado deu" Chico Aguiar e Cláudio Souza [60][131][132]
1991 8.º Lugar Grupo A "Canaã, a terra prometida Brasil" Jurandir Oliveira [60][133][134]
1992 10.º Lugar Grupo A "Mistério chamado Brasil" Jorge Luiz Vilela [60][135][136]
1993 8.º Lugar Grupo A "Vitis Vinífera, o Império é uma uva" Miguel Falabella [60][137][138]
1994 4.º Lugar Grupo A "Nelson Rodrigues, um beijo na Sapucaí" Miguel Falabella [60][139][140]
1995 Vice-campeã Grupo A "No sassarico da Colombo" Miguel Falabella [60][141][142]
1996 17.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo Especial "O Reino Unido Independente do Nordeste" Miguel Falabella [60][143][144]
1997 4.º Lugar Grupo A "A coroa do perdão na terra de Oyó" Eduardo Silva [60][145][146]
1998 5.º Lugar Grupo A "Elymar superpopular" Eduardo Silva [60][147][148]
1999 9.º Lugar Grupo A "No palco da alegria, Molejão é rei nesta folia" Eduardo Silva [60][149][150]
2000 7º Lugar Grupo A "O ouro vermelho de Paty do Alferes" Eduardo Silva [60][151][152]
2001 9º Lugar Grupo A "Macaé, a princesinha do Atlântico" Eduardo Silva [60][153][154]
2002 12º Lugar
(Rebaixada)
Grupo A "Vossa excelência: feijão com arroz" Guilherme Alexandre [60][155][156]
2003 9º Lugar Grupo B "A magia imperial põe a mão na massa e encanta a massa na Sapucaí" Marco Aramha e Marcyo de Olliveira [60][157][158]
2004 3º Lugar Grupo B "A Império da Tijuca é doce, mas não é mole não!" Jack Vasconcelos [60][159][160]
2005 7º Lugar Grupo B "Sargentelli, um carioca do Brasil. É samba, é alegria, é mulata nota mil" Sandro Gomes [60][161][162]
2006 Campeã Grupo B "Tijuca, cantos, recantos e encantos"
(Reedição do enredo de 1986)
Sandro Gomes [60][163][164]
2007 5º Lugar Grupo A "O Intrépido Santo Guerreiro"
Compositor: Bola
Sandro Gomes [60][165][166]
2008 7º Lugar Grupo A "Duzentos anos da Corte Real nos Jardins da Família Imperial"
Compositores: Guilherme Sá, Jota, Pingo, Alípio Carmo e Professor Peixoto
Sandro Gomes [60][167][168]
2009 8º Lugar Grupo A "O mundo de barro de Mestre Vitalino"
(Reedição do enredo de 1977)
Fábio Santos [60][169][170]
2010 5º Lugar Grupo A "Suprema Jinga - Senhora do trono Brazngola"
Compositores: Márcio André, Djalma Falcão, Ito Melodia, Grassano e Jota Karlos
Jack Vasconcelos [60][171][172]
2011 7º Lugar Grupo A "O mundo em carnaval - Um olhar sobre a cultura dos povos"
Compositores: Henrique Badá, Fernandão, Marquinho Marino, Lequinho, Serginho Machado e Leco da ALERJ.
Severo Luzardo [7][60][173][174]
2012 3º Lugar Grupo A "Utopias - Viagens aos confins da imaginação"
Compositores: Cabral Gadioli, Fernandão, Henrique Badá e Jacy Inspiração
Severo Luzardo [8][60][175][176][177]
2013 Campeã Série A "Negra, pérola mulher"
Compositores: Alexandre Moreira, Araújo, Samir Trindade, Serginho Aguiar e Walace Menor
Júnior Pernambucano [60][178][179][180]
2014 12º Lugar
(Rebaixada)
Grupo Especial "Batuk"
Compositores: Alexandre Alegria, Karine Santos, Marcão, Márcio André, Rono Maia e Vaguinho
Júnior Pernambucano [60][181][182][183][184]
2015 6º Lugar Série A "O Império nas águas doces de Oxum"
Compositores: Alexandre Alegria, Bola, Dudu, Gallo e Marcão Meu Rei
Júnior Pernambucano [185][186][187]
2016 7º Lugar Série A "O tempo ruge, a Sapucaí é grande e o Império aplaude o Felomenal"
Compositores: Jussara Pereira, Dalton, Luiza Fontella, Adriana Vieira e Lid
Júnior Pernambucano [188]
2017 7º Lugar Série A "O último dos profetas"
Compositores: Gilmar L. Silva, Michel do Alto, Serginho Roco, Ferreti, Ismael David e Washington Motta
Júnior Pernambucano
2018 7º Lugar Série A Olubajé - um banquete para o Rei
Compositores: Samir Trindade, Marcio André, Elson ramires, Paulo Lopita 77 e Núia
Jorge Caribé e Sandro Gomes [189]
2019 4º Lugar Série A Império do Café, o Vale da Esperança Jorge Caribé [190]
2020 Série A Quimeras de um eterno aprendiz Guilherme Estevão

TítulosEditar

Títulos da Império da Tijuca
Divisão Títulos Carnavais Referências
  (Atual Série A) 4 1964, 1970, 1976, 2013 [191]
  (Atual Série B) 2 1979, 2006 [192][193]

A Império da Tijuca possui 6 títulos de campeã, todos conquistados em grupos de acesso. No grupo principal do carnaval carioca (atual Grupo Especial), sua melhor colocação foi um quarto lugar, conquistado em seu desfile de estreia, em 1946.[194]

PremiaçõesEditar

Estandarte de OuroEditar

 Ver artigo principal: Estandarte de Ouro
Estandartes de Ouro do GRESE Império da Tijuca
Categoria Total Ano Referência
Escola (Grupo 2) 2 2007, 2011 [195]
Samba-enredo (Grupo 2) 3 2007, 2010, 2013 [196]
Enredo 1 1977 [197]
Ala de crianças
(Categoria extinta em 1994)
1 1987 [198]

Outros prêmiosEditar

Outros prêmios recebidos pelo GRESE Império da Tijuca.

Ano Prêmio Categoria / premiados Divisão Ref.
1999 S@mba-Net Melhor comunicação com o público Grupo A [199]
Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Murilo e Poly)
Passista feminino (Flávia Cirino)
2000 S@mba-Net Passista feminino (Joyce) Grupo A [200]
2001 S@mba-Net Comissão de frente (Coreógrafo responsável: Déo) Grupo A [201]
Ala de passistas
2002 S@mba-Net Ala de passistas Grupo A [202]
2004 Troféu Jorge Lafond Samba-enredo ("A Império da Tijuca é doce, mas não é mole não!" - Compositores: Gatto, Noronha e Rafael Coutinho) Grupo B [203]
Velha guarda
S@mba-Net Velha guarda [204]
2005 S@mba-Net Alegoria (Carro abre-alas) Grupo B [205]
Conjunto alegórico
Troféu Jorge Lafond Velha guarda [206]
2006 Troféu Apoteose Melhor escola Grupo B [207]
S@mba-Net Melhor desfile [208]
Ala de passistas
Alegoria (2.ª alegoria - "Floresta da Tijuca")
Conjunto alegórico
Conjunto de fantasias
Troféu Jorge Lafond Melhor escola [209]
Porta-bandeira (Débora Cristina)
Conjunto de alegorias
Plumas & Paetês Carnavalesco (Sandro Gomes) [210]
2007 S@mba-Net Melhor desfile Grupo A [211]
Enredo ("O Intrépido Santo Guerreiro")
Ala (""Jorges do meu Brasil")
Plumas & Paetês Carnavalesco (Sandro Gomes) [212]
Troféu Jorge Lafond Carnavalesco (Sandro Gomes) [213]
Destaque
Personalidade (Antonio Marcos Teles)
2008 S@mba-Net Ala de passistas Grupo A [214]
Troféu Jorge Lafond Velha guarda [215]
Rainha de bateria
2009 Troféu Jorge Lafond Ala de passistas Grupo A [216]
2010 Estrela do Carnaval Samba-enredo
("Suprema Jinga - Senhora do trono Brazngola" - Compositores: Márcio André, Djalma Falcão, Ito Melodia, Grassano e Jota Karlos)
Grupo A [217]
Intérprete (Pixulé)
Comissão de frente (Coreógrafo responsável: Júnior Scapin)
S@mba-Net Samba-enredo
("Suprema Jinga - Senhora do trono Brazngola" - Compositores: Márcio André, Djalma Falcão, Ito Melodia, Grassano e Jota Karlos)
[218]
Intérprete (Pixulé)
Troféu Jorge Lafond Samba-enredo
("Suprema Jinga - Senhora do trono Brazngola" - Compositores: Márcio André, Djalma Falcão, Ito Melodia, Grassano e Jota Karlos)
[219]
Plumas & Paetês Figurinista (Jack Vasconcelos) [220]
Historiador / pesquisador (Jack Vasconcelos)
Coreógrafo (Junior Scapim)
Diretor de bateria (Mestre Capoeira)
2011 Troféu Jorge Lafond Melhor escola Grupo A [221]
Carnavalesco (Severo Luzardo)
Intérprete (Pixulé)
Ala das baianas
Estrela do Carnaval Intérprete (Pixulé) [217]
S@mba-Net Conjunto alegórico [222]
Plumas & Paetês Coreógrafa (Renata Monnier) [223]
Historiador / pesquisador (Julio Cesar Faria)
2012 Estrela do Carnaval Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Peixinho e Jaçanã Ribeiro) Grupo A [217]
S@mba-Net Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Peixinho e Jaçanã Ribeiro) [224]
Troféu Jorge Lafond Mestre-sala (Peixinho) [225]
Carnavalesco (Severo Luzardo)
Ala de passistas
Plumas & Paetês Figurinista (Severo Luzardo) [226]
Costureira (Marli Mattos)
Maquiadora artística (Elaine Jansen Pereira)
2013 SRZD-Carnaval Melhor desfile Série A [227]
Samba-enredo
("Negra, pérola mulher" - Compositores: Alexandre Moreira, Araújo, Samir Trindade, Serginho Aguiar e Walace Menor)
Estrela do Carnaval Melhor desfile [217][228]
Samba-enredo
("Negra, pérola mulher" - Compositores: Alexandre Moreira, Araújo, Samir Trindade, Serginho Aguiar e Walace Menor)
Intérprete (Pixulé)
Gato de Prata Melhor escola [229]
Samba-enredo
("Negra, pérola mulher" - Compositores: Alexandre Moreira, Araújo, Samir Trindade, Serginho Aguiar e Walace Menor)
Intérprete (Pixulé)
S@mba-Net Melhor escola [230][231]
Samba-enredo
("Negra, pérola mulher" - Compositores: Alexandre Moreira, Araújo, Samir Trindade, Serginho Aguiar e Walace Menor)
Intérprete (Pixulé)
Comissão de frente (Coreógrafo responsável: Júnior Scapin)
Revelação (Carnavalesco Júnior Pernambucano)
Troféu Apoteose Melhor escola [232]
Samba-enredo
("Negra, pérola mulher" - Compositores: Alexandre Moreira, Araújo, Samir Trindade, Serginho Aguiar e Walace Menor)
Troféu Jorge Lafond Melhor escola [233]
Samba-enredo
("Negra, pérola mulher" - Compositores: Alexandre Moreira, Araújo, Samir Trindade, Serginho Aguiar e Walace Menor)
Revelação (Carnavalesco Júnior Pernambucano)
Comissão de frente (Coreógrafo responsável: Júnior Scapin)
Ala das baianas
Plumas & Paetês Carnavalesco (Júnior Pernambucano) [234]
Compositores (Samir Trindade, Serginho Aguiar, Tião Pinheiro, F. Araújo e Alexandre Moreira)
Coreógrafo (Júnior Scapin)
Diretor de carnaval (Thiago Monteiro)
Diretor de harmonia (Thiago Alemão)
Pesquisadores (Junior Pernambucano e Diego Martins Araújo)
2014 S@mba-Net Desfile mais empolgante Especial [235][236]
Gato de Prata Melhor comunicação com o público [237]
Estrela do Carnaval Intérprete (Pixulé) [217]
Troféu Apoteose Intérprete (Pixulé) [238]
Plumas & Paetês Compositores (Márcio André, Vaguinho, Marcão Meu Rei, Alexandre Alegria, Rono Maia,Karine Santos) [239]
2015 S@mba-Net Destaque de luxo (Sandra Farias – “Águas Doces” e  Robson Garrido - “ O Bailar das Águas” - Carro abre-alas) Série A [240][241]
Troféu Jorge Lafond Rainha de bateria (Laynara Telles) [242]
Plumas & Paetês Compositores (Márcio André, Bola, Dudu, Marcão Meu Rei, Alexandre Alegria e Gallo) [243]
Destaque de luxo (Sandro Farias)
2016 Estrela do Carnaval Ala das baianas Série A [244]
SRZD-Carnaval Ala das baianas [245]
Troféu Sambista Ala das baianas [246][247]
Ana Cristina Dantas (Passista)
S@mba-Net Destaque de luxo (Elton Oliveira - “O Fiel Amor “ - 2.ª alegoria) [248][249]
Gato de Prata Diretor de carnaval (Luan Telles) [250][251]
2017 Passista Samba no Pé Melhor Passista Masculino (Gabriel Gomes) Série A [252]
Melhor Passista Feminino (Pérola Coutinho)

Referências

  1. a b c Galeria do Samba (3 de abril de 2016). «Dados básicos Império da Tijuca». Consultado em 4 de maio de 2014 
  2. Apoteose.com (3 de abril de 2016). «Império da Tijuca – Carnaval 2017». Consultado em 4 de maio de 2014 
  3. a b c d e f g h i j k Império da Tijuca. «Diretoria». Consultado em 29 de setembro de 2012. Cópia arquivada em 3 de dezembro de 2013 
  4. Academia do Samba. «Império da Tijuca». Consultado em 7 de janeiro de 2011 
  5. G1 (3 de fevereiro de 2008). «Lins Imperial e Império da Tijuca cantam a chegada da Família Real». 1h37. Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  6. SRZD-Carnaval (22 de fevereiro de 2009). «Império da Tijuca faz desfile correto». 2h24. Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  7. a b SRZD-Carnaval (6 de março de 2011). «Sem erros, Império da Tijuca faz desfile correto na Sapucaí». 1h50. Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  8. a b Tudo de Samba (19 de fevereiro de 2012). «Império da Tijuca fez bom desfile». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  9. Bernardo Moura, para o SRZD-Carnaval (21 de março de 2012). «Império da Tijuca vem muito mais forte para o Carnaval de 2013', diz Tê». 19h32. Consultado em 22 de março de 2012 
  10. «Império da Tijuca contrata mestre Claudinho» 
  11. «Império da Tijuca contrata mestre Claudinho» 
  12. Carnavalesco (28 de setembro de 2013). «Chão treme no Império da Tijuca e parceria de Márcio André vence disputa de samba para 2014». 5:44. Consultado em 15 de outubro de 2013. Arquivado do original em 6 de outubro de 2013 
  13. SRZD-Carnaval (27 de janeiro de 2015). «Império da Tijuca anuncia Quinho como reforço de carro de som». 17h31. Consultado em 10 de fevereiro de 2015 
  14. SRZD (23 de abril de 2019). «'Quimeras de um eterno aprendiz' é o enredo da Império da Tijuca para 2020». Consultado em 17 de julho de 2019 
  15. a b Academia do Samba. «Diretoria». Consultado em 15 de maio de 2014 
  16. a b c «Marinho da Muda». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  17. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :3
  18. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :4
  19. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :5
  20. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :6
  21. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :7
  22. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :8
  23. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :9
  24. «Almir Saint-Clair». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  25. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :10
  26. «Pedrinho da Flor». Sambario Carnaval. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  27. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :11
  28. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :12
  29. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :13
  30. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :14
  31. a b «Celino Dias». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  32. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :16
  33. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :17
  34. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :18
  35. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :19
  36. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :20
  37. «Paulinho Mocidade». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  38. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :21
  39. «Serginho do Porto». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  40. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :22
  41. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :23
  42. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :24
  43. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :25
  44. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :26
  45. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :27
  46. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :28
  47. «Pixulé». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  48. a b «Rogerinho». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  49. «Daniel Silva». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  50. «Império da Tijuca dispensa Luiz Carlos Amâncio». SRZD - Sidney Rezende 
  51. [1]
  52. a b «Império da Tijuca renova contrato com Raphaela Machado, coreógrafa da comissão de frente». SRZD - Sidney Rezende 
  53. [2]
  54. a b c d e f G1 (3 de janeiro de 2014). «Império da Tijuca, no Rio, tem rainha de bateria multitarefas na escola». 18h16. Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  55. [http://diversao.terra.com.br/gente/noticias/0,,OI3559899-EI13419,00-Irma+de+Wagner+Love+vai+desfilar+na+Imperio+da+Tijuca.html «Irm� de Wagner Love vai desfilar na Imp�rio da Tijuca»]. Terra  replacement character character in |título= at position 4 (ajuda)
  56. meionorte.com, Portal. «Nana Gouvêa será madrinha de bateria da Império da Tijuca - Entretenimento». Portal meionorte.com 
  57. «Império da Tijuca, do Grupo de Acesso A, anuncia madrinha de bateria». Extra Online 
  58. Rota do Samba (4 de fevereiro de 2013). «Rainha e madrinha do Império da Tijuca abrilhantam desfile do dia 9». 18h16. Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  59. a b c d e f g «Carnavais do Império da Tijuca». Galeria do Samba. Consultado em 15 de março de 2016 
  60. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be bf bg bh bi Academia do Samba. «Império da Tijuca - Desfiles e enredos». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  61. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1954». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  62. GRESE Império da Tijuca. «1954». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  63. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1955». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  64. GRESE Império da Tijuca. «1955». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  65. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1956». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  66. GRESE Império da Tijuca. «1956». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  67. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1957». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  68. GRESE Império da Tijuca. «1957». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  69. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1958». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  70. GRESE Império da Tijuca. «1958». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  71. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1959». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  72. GRESE Império da Tijuca. «1959». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  73. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1960». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  74. GRESE Império da Tijuca. «1960». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  75. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1961». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  76. GRESE Império da Tijuca. «1961». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  77. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1962». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  78. GRESE Império da Tijuca. «1962». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  79. a b Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1963». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  80. a b GRESE Império da Tijuca. «1963». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  81. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1965». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  82. GRESE Império da Tijuca. «1965». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  83. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1966». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  84. GRESE Império da Tijuca. «1966». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  85. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1967». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  86. GRESE Império da Tijuca. «1967». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  87. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1968». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  88. GRESE Império da Tijuca. «1968». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  89. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1969». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  90. GRESE Império da Tijuca. «1969». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  91. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1970». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  92. GRESE Império da Tijuca. «1970». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  93. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1971». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  94. GRESE Império da Tijuca. «1971». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  95. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1972». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  96. GRESE Império da Tijuca. «1972». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  97. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1973». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  98. GRESE Império da Tijuca. «1973». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  99. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1974». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  100. GRESE Império da Tijuca. «1974». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  101. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1975». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  102. GRESE Império da Tijuca. «1975». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  103. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1976». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  104. GRESE Império da Tijuca. «1976». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  105. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1977». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  106. GRESE Império da Tijuca. «1977». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  107. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1978». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  108. GRESE Império da Tijuca. «1978». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  109. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1979». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  110. GRESE Império da Tijuca. «1979». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  111. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1980». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  112. GRESE Império da Tijuca. «1980». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  113. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1981». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  114. GRESE Império da Tijuca. «1981». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  115. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1982». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  116. GRESE Império da Tijuca. «1982». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  117. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1983». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  118. GRESE Império da Tijuca. «1983». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  119. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1984». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  120. GRESE Império da Tijuca. «1984». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  121. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1985». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  122. GRESE Império da Tijuca. «1985». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  123. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1986». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  124. GRESE Império da Tijuca. «1986». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  125. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1987». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  126. GRESE Império da Tijuca. «1987». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  127. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1988». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  128. GRESE Império da Tijuca. «1988». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  129. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1989». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  130. GRESE Império da Tijuca. «1989». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  131. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1990». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  132. GRESE Império da Tijuca. «1990». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  133. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1991». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  134. GRESE Império da Tijuca. «1991». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  135. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1992». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  136. GRESE Império da Tijuca. «1992». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  137. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1993». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  138. GRESE Império da Tijuca. «1993». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  139. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1994». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  140. GRESE Império da Tijuca. «1994». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  141. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1995». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  142. GRESE Império da Tijuca. «1995». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  143. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1996». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  144. GRESE Império da Tijuca. «1996». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  145. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1997». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  146. GRESE Império da Tijuca. «1997». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  147. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1998». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  148. GRESE Império da Tijuca. «1998». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  149. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 1999». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  150. GRESE Império da Tijuca. «1999». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  151. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2000». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  152. GRESE Império da Tijuca. «2000». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  153. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2001». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  154. GRESE Império da Tijuca. «2001». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  155. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2002». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  156. GRESE Império da Tijuca. «2002». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  157. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2003». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  158. GRESE Império da Tijuca. «2003». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  159. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2004». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  160. GRESE Império da Tijuca. «2004». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  161. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2005». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  162. GRESE Império da Tijuca. «2005». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  163. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2006». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  164. GRESE Império da Tijuca. «2006». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  165. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2007». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  166. GRESE Império da Tijuca. «2007». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  167. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2008». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  168. GRESE Império da Tijuca. «2008». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  169. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2009». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  170. GRESE Império da Tijuca. «2009». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  171. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2010». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  172. GRESE Império da Tijuca. «2010». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  173. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2011». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  174. GRESE Império da Tijuca. «2011». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  175. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2012». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  176. GRESE Império da Tijuca. «2012». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  177. «Império da Tijuca - Carnaval de 2012 - Utopias - viagens aos confins da imaginação - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Império da Tijuca. Consultado em 3 de março de 2016 
  178. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2013». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  179. GRESE Império da Tijuca. «2013». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  180. «Império da Tijuca - Carnaval de 2013 - Negra, pérola mulher - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Império da Tijuca. Consultado em 3 de março de 2016 
  181. Galeria do Samba. «Império da Tijuca 2014». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  182. GRESE Império da Tijuca. «2014». Consultado em 4 de janeiro de 2014 
  183. «"Batuk" é o enredo que o Império da Tijuca mostrará em sua volta ao». Galeria do Samba. 1 de abril de 2013. Consultado em 1 de abril de 2013 
  184. «Império da Tijuca - Carnaval de 2014 - Batuk - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Império da Tijuca. Consultado em 3 de março de 2016 
  185. Carnavalesco. «Site CARNAVALESCO revela o título do enredo do Império da Tijuca para o Carnaval de 2015». Consultado em 23 de abril de 2014 
  186. Carnavalesco (7 de abril de 2014). «Pixulé renova com o Império da Tijuca». 18h16 
  187. «Império da Tijuca - Carnaval de 2015 - O Império nas águas doces de Oxum - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Escolas de Samba - Império da Tijuca. Consultado em 3 de março de 2016 
  188. «Império da Tijuca vai levar samba da parceria de Adriana Vieira para a Sapucaí em 2016». SRZD - Sidney Rezende 
  189. «Sinopse do enredo do Império da Tijuca para o Carnaval 2018». Carnavalesco. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  190. «Império do Café, o Vale da Esperança' é o enredo do Império da Tijuca». Folia do Samba. Consultado em 18 de junho de 2018 
  191. «Império da Tijuca é campeã da Série A e sobe». O Globo. Consultado em 9 de abril de 2016 
  192. «Carnaval de 1979 - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Carnavais. Consultado em 9 de abril de 2016 
  193. «Carnaval de 2006 - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Carnavais. Consultado em 9 de abril de 2016 
  194. «Carnaval de 1946 - Galeria do Samba - As Escolas de Samba do Rio de Janeiro». Galeria do Samba - Carnavais. Consultado em 9 de abril de 2016 
  195. «Estandarte de Ouro - Escola Grupo 2». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 5 de maio de 2016 
  196. «Estandarte de Ouro - Samba-enredo Grupo 2». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 5 de maio de 2016 
  197. «Estandarte de Ouro - Enredo». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 5 de maio de 2016 
  198. «Estandarte de Ouro - Ala de crianças». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 5 de maio de 2016 
  199. «Samba-Net 1999». academiadosamba.com. Consultado em 13 de maio de 2016 
  200. «Premiação S@mba-Net 2000». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 13 de maio de 2016 
  201. «Premiação S@mba-Net 2001». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016 
  202. «Premiação S@mba-Net 2002». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016 
  203. «Troféu Jorge Lafond 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de junho de 2016 
  204. «Premiação S@mba-Net 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016 
  205. «Premiação S@mba-Net 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  206. «Troféu Jorge Lafond 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de junho de 2016 
  207. «Rádio 94FM entrega domingo o Troféu Apoteose os melhores do Carnaval 2006». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 25 de maio de 2016 
  208. «Premiação S@mba-Net 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  209. «Troféu Jorge Lafond 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de junho de 2016 
  210. «Plumas e Paetês 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  211. «Premiação S@mba-Net 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  212. «Plumas e Paetês 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  213. «Troféu Jorge Lafond 2007». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 20 de junho de 2016 
  214. «Premiação S@mba-Net 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  215. «Troféu Jorge Lafond 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 24 de junho de 2016 
  216. «Troféu Jorge Lafond 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  217. a b c d e «Confira aqui todos os ganhadores do Estrela do Carnaval de 2008 a 2014». Carnavalesco. Consultado em 12 de maio de 2016. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  218. «Premiação S@mba-Net 2010». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  219. «Troféu Jorge Lafond 2010». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  220. «Plumas e Paetês 2010». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  221. «Troféu Jorge Lafond 2011». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  222. «Premiação S@mba-Net 2011». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 19 de maio de 2016 
  223. «Plumas e Paetês 2011». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  224. «Premiação S@mba-Net 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 19 de maio de 2016 
  225. «Troféu Jorge Lafond 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  226. «Plumas e Paetês 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  227. «Vila ganha Prêmio SRZD-Carnaval 2013 de melhor desfile no ano!». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 10 de maio de 2016 
  228. «Vila Isabel ganha Estrela do Carnaval 2013 como Desfile do Ano do Grupo Especial». Carnavalesco. Consultado em 12 de maio de 2016. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  229. «Troféu Gato de Prata: SRZD é homenageado pela cobertura do Carnaval». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 7 de junho de 2016 
  230. «Prêmio S@mba-net divulga relação dos ganhadores da 15ª edição». CARNAVAL CARIOCA - O melhor carnaval do mundo - Ano 7. Consultado em 19 de maio de 2016 
  231. «Sábado (18/5) é a festa de entrega do Prêmio S@mba-Net». Blog de bamba - O Globo. Consultado em 19 de maio de 2016 
  232. «Entrega do Troféu Apoteose será neste domingo». Rádio Arquibancada - O melhor do carnaval. 26 de maio de 2013. Consultado em 25 de maio de 2016 
  233. «Confira os vencedores do 11º troféu Jorge Lafond – Carnaval 2013». Consultado em 28 de junho de 2016 
  234. «9ª edição do Troféu Plumas & Paetês será na Cidade do Samba». CARNAVAL CARIOCA - O melhor carnaval do mundo - Ano 7. Consultado em 13 de junho de 2016 
  235. «Prêmio S@mba-Net será neste sábado». Extra Online. Consultado em 19 de maio de 2016 
  236. «16º Prêmio S@mba-Net será entregue no dia 17 de Maio». www.sambasul.com. Consultado em 19 de maio de 2016 
  237. «5ª Festa de entrega do Troféu Gato de Prata aos melhores do Carnaval 2014 em julho ‹ Rota do Samba». www.rotadosamba.com. Consultado em 7 de junho de 2016 
  238. «Confira os vencedores do troféu Apoteose do Samba». Carnavalesco. Consultado em 25 de maio de 2016. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  239. «Conheça os premiados do Prêmio Plumas & Paetês Cultural de 2014». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 13 de junho de 2016 
  240. «Em noite de festa, Sambanet premia os melhores do Carnaval 2015». sambarazzo.com.br. Consultado em 19 de maio de 2016 
  241. «Samba-Net será em 16 de maio». Rádio Arquibancada - O melhor do carnaval. 18 de março de 2015. Consultado em 19 de maio de 2016 
  242. «Cubango promeve 12ª edição do Troféu Jorge Lafond dia 25 de abril. Confira os premiados». Carnavalesco. Consultado em 28 de junho de 2016. Arquivado do original em 5 de agosto de 2016 
  243. «Prêmio Plumas & Paetês Cultural será entregue sábado na Cidade do Samba». Carnavalesco. Consultado em 13 de junho de 2016. Arquivado do original em 1 de abril de 2016 
  244. «Desfile do Ano da Série A é do Paraíso do Tuiuti». Carnavalesco. Consultado em 12 de maio de 2016. Arquivado do original em 17 de março de 2016 
  245. «Unidos de Padre Miguel vence Prêmio SRZD-Carnaval como Melhor Escola da Série A». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 10 de maio de 2016 
  246. «Primeira edição do 'Troféu Sambista' agita a Zona Norte com entrega de 34 prêmios». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 8 de junho de 2016 
  247. «1ª edição do Troféu Sambista será neste sábado no River Futebol Clube». CARNAVAL CARIOCA - O melhor carnaval do mundo - Ano 7. Consultado em 8 de junho de 2016 
  248. «Festa de entrega do S@mba-Net será em 21 de maio na quadra da Unidos da Tijuca». Carnavalesco. Consultado em 20 de maio de 2016. Arquivado do original em 4 de junho de 2016 
  249. «SÁBADO: SambaSul transmite AO VIVO a entrega do 18º Prêmio S@mba-Net». www.sambasul.com. Consultado em 20 de maio de 2016 
  250. «Diretora do SRZD será homenageada na 7ª edição do Troféu Gato de Prata». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 7 de junho de 2016 
  251. «7ª Edição do Troféu Gato de Prata vai homenagear os 100 anos do samba – Ziriguidum». ziriguidum.net.br. Consultado em 7 de junho de 2016. Arquivado do original em 6 de agosto de 2016 
  252. «Prêmio Passista Samba no Pé divulga os vencedores do Carnaval 2017 – Revista Carnaval». revistacarnaval.com.br. Consultado em 10 de março de 2017