Abrir menu principal
Imperatriz Jingū
Uma nota de 1 yen Representando a Imperatriz Jingū, 1881

Imperatriz Jingū (神功天皇 'Jingū -tennō'?), também conhecido como Imperatriz-consorte Jingū (神功皇后 'Jingū-kōgō'?) foi uma imperatriz do Japão.[1]

Ela é a mãe do Imperador Ōjin. Ela foi regente durante a sua juventude.[2]

No período Meiji, ela foi excluída da lista tradicional de sucessão.[3] Em 1881, a Imperatriz Jingū tornou-se a primeira mulher a ser representada em uma nota da moeda japonesa.[4]

Imperatriz Jingū, impressão xilográfica por Tsukioka Yoshitoshi (1880)

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. Titsingh, "Jingu" em Annales des empereurs du japon, p. 16.
  2. "Japanese Royal Tomb Opened to Scholars for First Time," National Geographic News. April 28, 2008.
  3. Brownlee, John S. (1997) Japanese Historians and the National Myths, p. 34.
  4. History, Bank of Japan, consultado em 2 de setembro de 2017 .

BibliografiaEditar


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.