Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados, veja Cidade Imperial (desambiguação).
Busto em homenagem ao Imperador Dom Pedro II localizado no centro histórico de São Luís do Paraitinga.

Imperial Cidade ou Cidade Imperial foi um título conferido por decreto a alguns centros urbanos durante o Império do Brasil. Em tese, apenas as cidades mais importantes recebiam tal status, conferindo-lhes certa autonomia e poder regional. Contudo, conforme atestam alguns historiadores, a malha urbana e a influência política de alguns desses municípios pouco mudou após receberem o título, caso de São Paulo. Convenciona-se que todas as cidades cognominadas cidades imperais tenham perdido tal título após a proclamação da República, em 15 de novembro de 1889.

Imperiais CidadesEditar

Imperiais Cidades provisóriasEditar

Também, quando o imperador visitava determinada cidade, essa recebia temporariamente o título de Imperial Cidade, até a partida do monarca e de sua corte. Durante esse período, a cidade era considerada a capital provisória do Império. Dentre essas, destacam-se:

  • João Pessoa (então Paraíba do Norte) – por conta da estadia de D. Pedro II do Brasil, de 24 de dezembro de 1859 a 30 de dezembro de 1859, para inspeção de poderio militar, no porte de Cabedelo e de produção açucareira, na cidade de Pilar.
  • Teresina – por conta da estadia da corte real na cidade, para a inauguração daquela que é considerada a primeira cidade planejada do país, cujo nome é uma homenagem à imperatriz D. Teresa Cristina, esposa de D. Pedro II.

Imperiais FazendasEditar

Imperiais Fazendas ou Fazendas Imperiais eram as propriedades rurais pertencentes à família imperial. Enormes latifúndios, suas áreas foram progressivamente sendo colonizadas, dando origem a centros urbanos que perduram até hoje.

NotasEditar

BibliografiaEditar

Ver tambémEditar