In a Lonely Place

filme de 1950 dirigido por Nicholas Ray

In a Lonely Place (bra: No Silêncio da Noite[2][3]; prt: Matar ou Não Matar[4]) é um filme estadunidense de 1950, dos gêneros drama romântico e suspense, dirigido por Nicholas Ray, com roteiro de Andrew Solt e Edmund H. North baseado no romance In a Lonely Place, de Dorothy B. Hughes.[1]

In A Lonely Place
"Um suspense de Bogart com final surpreendente", anuncia o cartaz do filme
No Brasil No Silêncio da Noite
Em Portugal Matar ou Não Matar
 Estados Unidos
1950 •  cor •  94 min 
Direção Nicholas Ray
Produção Robert Lord[1]
Roteiro
  • Edmund H. North[1]
  • Andrew Solt[1]
Baseado em In a Lonely Place,
de Dorothy B. Hughes
Elenco
Género
Música George Antheil[1]
Cinematografia Burnett Guffey[1]
Direção de arte
  • Robert Peterson[1]
  • William Kiernan[1]
Figurino Jean Louis[1]
Edição Viola Lawrence[1]
Companhia(s) produtora(s) Santana Pictures, Inc.[1]
Distribuição Columbia Pictures
Idioma inglês

SinopseEditar

Insatisfeito com a indústria cinematográfica, o bem-sucedido roteirista Dixon sente perder a criatividade. Uma jovem aspirante a escritora é encontrada assassinada e Dixon é o principal suspeito, pois no dia anterior ela o acompanhara até a casa dele. Sua vizinha, porém, testemunha a seu favor, pois a viu sair sozinha. Não convencido, um detetive resolve investigar, enquanto Dixon e a vizinha começam um romance. Frustrado pelos roteiros não concluídos e pressionado pela investigação, Dixon tem sucessivos ataques de agressividade, a ponto de a namorada já duvidar de sua inocência.[2]

ElencoEditar

 
Humphrey Bogart em cena do filme

RecepçãoEditar

Segundo o crítico brasileiro Rubens Ewald Filho, nesse filme Gloria Grahame (esposa do diretor Ray na época) consagrou-se como a melhor parceira de Bogart depois de Lauren Bacall.[3]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k «In A Lonely Place (1950)». American Film Institute. Consultado em 1 de setembro de 2021 
  2. a b «No Silêncio da Noite». Brasil: CinePlayers. Consultado em 1 de setembro de 2021 
  3. a b EWALD FILHO, Rubens (1975). Os filmes de hoje na TV. São Paulo: Global. p. 138. 210 páginas 
  4. «Matar ou Não Matar». Portugal: CineCartaz. Consultado em 1 de setembro de 2021 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.