Abrir menu principal

Independência (Rio Grande do Sul)

Independência é um município brasileiro da região noroeste do estado do Rio Grande do Sul.

Município de Independência
Bandeira de Independência
Brasão de Independência
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 23 de outubro de 1965 (53 anos)
Gentílico independenciense
CEP 98915-000
Prefeito(a) João Edecio Graef (PTB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Independência
Localização de Independência no Rio Grande do Sul
Independência está localizado em: Brasil
Independência
Localização de Independência no Brasil
27° 49' 58" S 54° 11' 16" O27° 49' 58" S 54° 11' 16" O
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Mesorregião Noroeste Rio-grandense IBGE/2008[1]
Microrregião Santa Rosa IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Três de Maio, Alegria, Inhacorá, Catuípe e Giruá
Distância até a capital 471 km
Características geográficas
Área 357,435 km² [2]
População 6 625 hab. est. IBGE/2016[3]
Densidade 18,53 hab./km²
Altitude 372 m
Clima subtropical úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,785 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 161,832 mil IBGE/2013[5]
PIB per capita R$ 14 570,78 IBGE/2008[5]

Índice

GeografiaEditar

Localiza-se a uma latitude 27º50'00" sul e a uma longitude 54º11'18" oeste, estando a uma altitude de 372 metros.

Possui uma área de 353,12 km² e sua população estimada em 2004 era de 7 214 habitantes.

Limita-se ao norte com Três de Maio, por divisa seca, ao leste com Alegria, através do Rio Buricá, com Inhacorá também ao leste, com Catuípe ao sul, por divisa seca e ao oeste com Giruá, através do Rio Santa Rosa.

SubdivisõesEditar

O município se divide em quatro distritos: Colônia Medeiros, Esquina Araújo, Independência e São Valentim.[6][7]

História do nome do MunicípioEditar

Ninguém sabe ao certo porque foi dado o nome de Independência a esta localidade, hoje município. A versão mais corrente é a seguinte: Antes do início da colonização com efetiva ocupação das terras, a região era ocupada por extensa mata e povoado por animais ferozes e grupos indígenas sobre os quais nada se sabe. Independência pertenceu ao município de Rio Pardo, Cachoeira do Sul, Santo Ângelo, Santa Rosa e Três de Maio. Conta-se, mas sem nenhuma base científica ou fundamento histórico, que Independência tem seu nome ligado a bandidos banidos de Santo Ângelo ainda antes de 1890 e que expulsos daquele município tinham que atravessar o Rio Santa Rosa com os seus pertences e instalar-se neste território, muito vasto. Esses "condenados", expulsos e que não sucumbiam face às dificuldades, foram cultivando suas roças para terem alimentos para sobrevivência, embora caça abundante. Um desses bandidos teria voltado a Santo Ângelo com a sua família e surpresas as autoridades de Santo Ângelo, da época, lhe perguntaram"Mas como? Você Voltou? - Sim, voltei porque fiz a minha Independência". É que ele havia se localizado nas proximidades da atual cidade de Independência onde, em regime de economia familiar, objetos artesanais com matéria prima eram oferecidos pela própria natureza.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros em 01.07.2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 24 de junho de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010-2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. «O histórico de Independência» (PDF). Consultado em 8 de fevereiro de 2012 
  7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. «Censo Demográfico 2000». Consultado em 8 de fevereiro de 2012 

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar