Inglês de Samaná

O inglês de Samaná é uma variedade da língua inglesa falada por descendentes de negros imigrantes dos Estados Unidos que viveram na península de Samaná, na República Dominicana desde 1824. Os membros deste enclave são conhecidos como americanos de Samaná. A língua é um parente do inglês vernáculo afro-americano com variações exclusivas devido a história do enclave na área. No censo de 1950 na República Dominicana, 0,57% da população (cerca de 12 200 pessoas) disseram que a sua língua materna era o inglês.[1]

Natureza da línguaEditar

Esta língua é descrita como uma língua crioula, ou um dialeto do inglês. É semelhante aos crioulos ingleses do Caribe falados pelas pessoas falantes de inglês do Caribe, especialmente o crioulo falado nas Turcas e Caicos e nas Bahamas.

O EthnologueEditar

A 15ª edição (2005) do Ethnologue excluiu o inglês de Samaná da sua lista de idiomas, mas os linguistas ainda consideram-o uma variante de língua separada.

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar