Abrir menu principal

Instituto Cultural Brasileiro Norte-Americano

O Instituto Cultural Brasileiro Norte-americano (ICBNA) é um centro binacional cujo objetivo é promover e divulgar a Cultura dos Estados Unidos no Rio Grande do Sul e no Brasil.

Foi fundado em 1938 como parte de uma política dos Estados Unidos da América de impor sua liderança aos outros países das Américas[1].

Contexto históricoEditar

Os EUA estavam a pleno vapor em seu plano de impor o American way of life a todos os países da América Latina[2]. Essa política passava por criar uma série de organizações formais permanentes para defender os interesses dos EUA[3], o que levou à criação de vários organismos binacionais, sendo o primeiro deles o Instituto Cultural Argentino Norte Americano (Buenos Aires, 1927), seguido pelo Instituto Cultural Peruano Norteamericano (Lima, 1938) e pelo Instituto Chileno Norte-Americano (Santiago, 1938).

Apesar de sua política isolacionista e de perseguição aos intelectuais, a ditadura do Estado Novo buscou estreitar relações com setores reacionários da sociedade brasileira, como os integralistas[4]. Em julho de 1938, o Cônsul dos Estados Unidos, Guy W. Ray, realizou uma reunião com três estudantes universitários conservadores, João Kessler Coelho de Souza, Dante Sfoggia e Paulo Augusto Simões Pires, em que fecharam um acordo para colocar em funcionamento mais um centro binacional com o nome de Instituto Cultural Brasileiro Norte-Americano, que teve Renato Barbosa como primeiro presidente[1].

Referências

  1. a b PINNOW, Rodrigo (2014). As inferências da Política Externa Estadunidense sobre a América Latina no século XX: O caso do Instituto Cultural Brasileiro Norte Americano – ICBNA/RS (Dissertação de Mestrado). Pelotas: Universidade Federal de Pelotas. Consultado em 9 de abril de 2019 
  2. MOURA, Gerson (1990). Estados Unidos e América Latina. São Paulo: Contexto. p. 31-34 
  3. SCHOULTZ, Lars (2000). Estados Unidos: poder e submissão: uma história da política norte-americana em relação à América Latina. São Paulo: EDUSC. p. 13 
  4. FAUSTO, Boris (2006). História Concisa do Brasil 2ª ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo 

Ligações externasEditar