Instituto Geográfico e Cartográfico de São Paulo - IGCSP

O Instituto Geográfico e Cartográfico de São Paulo - IGCSP, criado em 1979,[1] promover o conhecimento do território paulista através da produção cartográfica de detalhe e precisão, e dos estudos geográficos relacionados à Divisão Administrativa e Territorial do Estado de São Paulo [2] sendo tais atribuições executadas no estado de São Paulo desde 1886 por instituições predecessoras[3].

Instituto Geográfico e Cartográfico de São Paulo - IGCSP

IGC-SP 130 anos.png
Organização
Natureza jurídica Departamento técnico estadual
Missão Promover o conhecimento do Estado através da cartografia e geografia
Atribuições Trabalhos técnicos estaduais
Dependência Governo do Estado de São Paulo
Secretaria de Projetos, Orçamento e Gestão do Estado de São Paulo
Chefia Geógrafo Celso Donizetti Talamoni, Diretor
Localização
Jurisdição territorial  São Paulo
Sede Cidade de São Paulo - Bairro Cidade Universitária
Histórico
Antecessor Instituto Geográfico e Geológico
Criação 13 de março de 1979
Sítio na internet
Site oficial

HistóriaEditar

Sobre seu instituto de origem se deu diretamente pelo Instituto Geográfico e Geológico - IGG este criado em 1938, como sendo o instituto estadual paulista responsável pelo mapeamento básico e estudos sobre território, hidrografia e geologia do estado de São Paulo atribuições que antes foram da Comissão Geográfica e Geológica - CGG (1886-1931).[4] Instituído durante o governo do interventor federal na então província paulista o sr. Ademar de Barros o instituto promoveu serviços nas áreas de: geodésia, topografia, climatologia, hidrografia, geologia e análises químicas de solos[5]. Teve como principal diretor o engenheiro politécnico Valdemar Lefèvre (1903-1975†) e inúmeros membros técnicos e acadêmicos tais como: o geólogo Sergio Mezallira,[6] Otto Bendix (cartógrafo),[7] Euclydes Cavallari,[8] Maria Alice dos Reis Araújo, José Bueno Conti[9], Zilda de Almeida Sampaio Perroni[10], etc... Atuou até meados de 1974 sendo desmembrado pelo decreto número 6822 de 1975, criado pelo governador paulista Paulo Egydio Martins, no Instituto Geológico - IG e separando uma das divisões do IGG (divisão de geografia) que ficou ligada a Secretaria de Planejamento que posteriormente em 1979[1] deu origem ao Instituto Geográfico e Cartográfico de São Paulo - IGCSP.


Descrição InstitucionalEditar

Tendo como missão do IGCSP promover o conhecimento do território paulista por meio da produção cartográfica de detalhe e precisão, dos estudos geográficos relacionados à divisão administrativa e territorial do Estado de São Paulo e manter em caráter permanente a Memória Geográfica do Estado de São Paulo, registrada em mapas, cartas, cadernetas de campo, aerofotos oblíquas e verticais e fotografia de registro de trabalho.[11] No final da década de 70, este instituto iniciava de forma pioneira a produção de folhas topográficas na escala 1:10.000, material de referência que foi produzido até 2008 recobrindo mais de metade do estado de São Paulo.[12]

Atualmente o Instituto Geográfico e Cartográfico de São Paulo segundo o decreto nº 64.998, de 29 de maio de 2020[13] esta vinculado à Secretaria de Projetos, Orçamento e Gestão do Estado de São Paulo.


Ver tambémEditar

Outros institutos no Governo do estado de São Paulo:

Referências

  1. a b «decreto n.13.413, de 13.03.1979 MAURICIO». www.al.sp.gov.br. Consultado em 13 de julho de 2017 
  2. «IGC-SP Missão e Histórico». www.igc.sp.gov.br. Consultado em 5 de dezembro de 2016 
  3. https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1886/lei-9-27.03.1886.html
  4. «DECRETO N. 9.871, DE 28 DE DEZEMBRO DE 1938». Consultado em 5 de junho de 2017 
  5. Duarte, Rafael (2020). «Metodologia de análise da qualidade de mapeamentos antigos. Estudo de caso: a cartografia produzida no estado de São Paulo na década de 1960.». Dissertação de Pós Graduação em Engenharia. Consultado em 20 de agosto de 2020 
  6. «Sergio Mezzalira - Atlas Virtual da Pré-História». www.avph.com.br. Consultado em 8 de julho de 2017 
  7. «Estado de São Paulo (Brasil) : carta índice das folhas topográficas na escala de 1:100.000 / cartografia de Otto Bendix. - IHGB - Instituto Histórico Geográfico Brasileiro» 
  8. «:: ABAS - INFORMA - ON LINE ::». www.abas.org. Consultado em 8 de julho de 2017 
  9. «Memorial» (PDF). ROSA ESTER ROSSINI. Consultado em 20 de agosto de 2020 
  10. Altimeyer, Hellen (2016). «Centro histórico Mackenzie memória institucional». Dissertação de Pós Graduação em Educação. Consultado em 5 de janeiro de 2020 
  11. «IGC-SP Missão e Histórico». www.igc.sp.gov.br. Consultado em 5 de dezembro de 2016 
  12. Romanholi, Mateus (25 de abril de 2015). «Automatização na produção de mapas topográficos baseada em páginas de dados dinâmicos e bancos de dados espaciais» (PDF). Anais XVII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR. Consultado em 17 de agosto de 2017 
  13. «Decreto 64.998, de 29 de maio de 2020». www.imprensaoficial.com.br. Consultado em 16 de agosto de 2020 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre administração pública é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.