Abrir menu principal
Instituto Padre Miguelinho
Tipo Escola Pública
Fundação 1912
Localização Natal, Rio Grande do Norte, Brasil
Cores Azul e Branco
Afiliações Rio Grande do Norte

O Instituto Padre Miguelinho é uma escola da rede Estadual de ensino do Rio Grande do Norte. Localizada na Rua Fonseca e Silva no centro da cidade do Natal, no bairro do Alecrim, onde conta com alunos do ensino médio em três turnos diários: Matutino, Vespertino e Noturno.

HistóriaEditar

O Grupo Escolar Frei Miguelinho, criado pelo Decreto nº 277 - B de 28 de novembro de 1912, no bairro de Alecrim - Natal/RN; compreendendo três escolas, duas elementares. Inaugurado no dia 21 de abril de 1913, funcionou até 1962, quando seu prédio foi demolido para ceder lugar ao prédio hoje existente. A reinauguração se deu em 31 de janeiro de 1963 com novas e completas instalações, possuindo na época, jardim de infância, curso primário, curso complementar , ginasial e colegial, contando ainda com o curso artesanal e industrial. Com a Lei nº 2.880 de 21 de abril de 1963 o então Grupo Escolar passou a denominar-se Instituto Padre Miguelinho. Com as mudanças ocorridas após a Lei de Diretrizes e Base da Educação/LDB - Lei 5692/1972, o Instituto Padre Miguelinho passou a ser Centro Escolar, e atendia as escolas do polo leste da capital, através da Lei nº 12.509. Nesse contexto podemos afirmar que a história do Instituto Padre Miguelinho, vem desde a nossa independência, época dos primeiros movimentos da eclosão do nativismo. Vale ressaltar, no calendário da história, a Ressurreição Pernambucana, as lutas dos emboabas; a guerra dos mascates; o levante de Minas, quando Felipe dos Santos era esquartejado em praça pública. Depois veio o capitulo sangrento de Vila Rica, quando o heroísmo de Tiradentes, hoje "Patrono da Nação Brasileira", foi levado à forca, em 1792, pugnando pela separação do Brasil de Portugal. Mas tarde é o movimento da revolução de 1817 no qual sobressaem, entre outros a figura altaneira e brava de Padre Miguelinho - potiguar, Secretário do governo que se instalara nas capitanias de Pernambuco, com significação pela Paraiba e Rio Grande do Norte. Esse mártir norte-riograndense entrou para a história, vitima do movimento revolucionário. Ressurgindo na nossa consciência, nos enchendo de alegria e irradiando a arca sagrada das glórias do Rio Grande do Norte.

Terreno EscolarEditar

O Terreno da escola onde hoje é situado na rua Fonseca e Silva foi doado por Luiz Soares ao Frei Miguelinho para depois do acordo da criação do Grupo Escolar Frei Miguelinho contanto que lá também permanecesse sendo a base dos escoteiros.

AtualmenteEditar

Atualmente o Instituto Padre Miguelinho conta com a ajuda de laboratório de química, de informática, salas climatizadas, aulões para quem pretende ingressar em uma universidade

No Instituto Padre Miguelinho também está sendo desenvolvido um projeto de expansão voltado para o combate de violência nas escolas do estado. O projeto se chamado BTM: Batalha de Rima do Miguelinho e compõe um projeto maior chamado Juventude(s): Protagonistas da Paz (JPP). O propósito do projeto é possibilitar um ambiente de diversidade e pluralidade cultural dentro e fora da escola, através da valorização da juventude e da cultura da periferia. O projeto objetiva tornar o ambiente escolar mais favorável ao diálogo e as resoluções de problemas e conflitos atravez da cultura hip-hop. O projeto tem caráter multiplicador (cada um vira um mutiplicador da experiência que viveu) e por isso tem percorrido outras escolas do Estado realizando batalhas de rima, oficinas de grafite e de batalhas de breaking dance.

Estruturas FísicasEditar

O Instituto Padre Miguelinho conta com 18 Salas de Aula, um Laboratório de Química, um Laboratório]de Informática, uma Sala de vídeo, uma Biblioteca e ainda as salas da diretoria, secretaria e coordenação.

Gestão AdministrativaEditar

Atualmente a escola é dirigida pela diretora Edna e pela vice-diretora Flavia que foram as gestoras eleitas para o biênio 2016-2018.