Interferômetro de Mach-Zehnder

O interferômetro de Mach-Zehnder é um interferômetro gerador de interferência óptica através de divisão de amplitude. Ele foi proposto pela primeira vez em 1891 por Ludwig Zehnder, que estava interessado em estudar o efeito de variações de pressão sobre o índice de refração da água. O mesmo aparato foi novamente proposto um ano depois, de forma independente, por Ludwig Mach como ferramenta para estudar dinâmica de gases não estacionária.[1][nota 1] Ele é construído para determinar as diferenças de fase relativas a dois raios de luz devido a variações do caminho óptico percorrido por eles, que geralmente são causadas por uma mudança no tamanho dos braços do interferômetro ou pela inserção de um alterador de fase.[2][nota 2]

Animação didática ilustrando o funcionamento de um Interferômetro de Mach-Zehnder atuando com fótons individuais demonstrando um comportamento dual de detecção de acordo com o posicionamento dos detectores.

Notas

  1. Este trecho incorpora texto em licença CC-BY-4.0 da obra citada.
  2. Este trecho incorpora texto em licença CC-BY-4.0 da obra citada.

Referências

  1. Grosman, Pedro Henrique; Braga, Daniel Gonzaga; Huguenin, Jose Augusto (25 de outubro de 2018). «Realização experimental da simulação do algoritmo de Deutsch com o interferômetro de Mach-Zehnder». Revista Brasileira de Ensino de Física (em Portuguese). doi:10.1590/1806-9126-RBEF-2018-0201. Consultado em 6 de julho de 2021 
  2. Diogo Soares-Pinto; Caio Naves (3 de maio de 2021), O Interferômetro de Mach-Zehnder e a Escolha Retardada Quântica, 43, doi:10.1590/1806-9126-RBEF-2021-0085, Wikidata Q107436130 

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.