Abrir menu principal

Iotapa (cidade)

antiga cidade na costa ocidental da Cilícia
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde outubro de 2015). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Iotapa
Iotape • Aytap • Ἰοτάπη
Ruínas da basílica bizantina de Iotapa vistas desde a península onde se situava a acrópole
Localização atual
Iotapa está localizado em: Turquia
Iotapa
Localização de Aytap na Turquia
Coordenadas 36° 19' 12" N 32° 14' 5" E
País  Turquia
Regiões da Turquia Mediterrâneo
Cidades mais próximas AlanyaGazipaşa
Altitude 0 m
Dados históricos
Fundação c. 52 d.C.
Abandono Idade Média (?)
Períodos Reino de Comagena
Império Romano
Império Bizantino
Notas
Estado de conservação ruínas

Iotapa ou Iotape (em grego: Ἰοτάπη; em turco: Aytap) foi uma antiga cidade do extremo ocidental da Cilícia, situada perto da atual Gazipaşa, a pouco mais de 30 km a sudeste de Alanya, no sul da Turquia.

A cidade, cujos vestígios arqueológicos conhecidos mais antigos datam do século I d.C., teria sido fundada por Antíoco IV de Comagena (r. 38–72) cerca de 52, que lhe deu o nome da sua esposa e irmã Iotapa, rainha de Comagena entre 38 e cerca de 52. Antíoco escolheu o local devido à existência de duas baías que formavam um ancoradouro natural e às defesas naturais: o terreno costeiro é bastante elevado e escarpado, o que constituía uma proteção contra invasões vindas do mar. Na península que separa as duas baías ainda há ruínas de uma acrópole e das grandes muralhas que a rodeavam. Durante o reinado de Antíoco IV foram cunhadas moedas com as efígies de Antíoco, a sua esposa Iotapa e os seus filhos em várias cidades da Cilícia, incluindo Iotapa.

Juntamente com o resto do Reino de Comagena, Iotapa foi anexada pelo Império Romano pelo imperador Vespasiano em 72, mas a cidade teve alguma importância e cunhou moeda desde o reinado de Trajano (r. 98–117) até ao de Valeriano (r. 253–260). As moedas conhecidas apresentam o imperador numa das faces e Apolo, Tique ou Perseu noutra.

Os vestígios arqueológicos encontrados vão desde o reinado de Antíoco IV até ao período bizantino. Entre eles destacam-se os esgotos romanos, ruínas das termas, de um templo com 8 por 12,5 metros com vestígios de frescos e de uma basílica bizantina de planta retangular e três naves. Nas colinas a norte há uma necrópole com alguns túmulos monumentais e outros mais pequenos cobertos com abóbadas.

Notas e fontesEditar

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Aytap», especificamente desta versão.
  • «Iotape» (em inglês). www.turizm.gov.tr. Consultado em 20 de outubro de 2015 
  • «Alanya» (em inglês). www.turkeytourism.com. Consultado em 20 de outubro de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  • «Alanya» (em inglês). www.cheaphotelturkey.com. Consultado em 20 de outubro de 2015. Arquivado do original em 12 de agosto de 2015 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Iotapa