Iris (filme)

Iris
Iris
 Reino Unido
 Estados Unidos
2001 •  cor •  91 min 
Direção Richard Eyre
Roteiro
  • Charles Wood
  • Richard Eyre
Baseado em Iris and Her Friends: A Memoir of Memory and Desire e Elegy for Iris, de John Bayley
Elenco
Género drama romântico-biográfico
Idioma língua inglesa
Página no IMDb (em inglês)

Iris (bra/prt: Iris)[1][2][3][4] é um filme britano-estadunidense de 2001, do gênero drama romântico-biográfico, dirigido por Richard Eyre, com roteiro de Charles Wood e Richard Eyre baseado nos livros de John Bayley Elegy for Iris, publicado em 1999, e Iris and Her Friends: A Memoir of Memory and Desire, de 2000, ambos inspirados na vida de Iris Murdoch.[5]

ElencoEditar

Principais prêmios e indicaçõesEditar

Prêmio Categoria Recipiente Resultado
Oscar 2002 Melhor ator coadjuvante Jim Broadbent Venceu[6]
Melhor atriz Judi Dench Indicado[6]
Melhor atriz coadjuvante Kate Winslet Indicado[6]
BAFTA 2002 Melhor atriz Judi Dench Venceu[carece de fontes?]
Melhor ator Jim Broadbent Indicado[carece de fontes?]
Melhor atriz coadjuvante Kate Winslet Indicado[carece de fontes?]
Melhor ator coadjuvante Hugh Bonneville Indicado[carece de fontes?]
Melhor roteiro adaptado Charles Wood, Richard Eyre Indicado[carece de fontes?]
Melhor filme britânico Indicado[carece de fontes?]
Berlim 2002 Melhor ator Hugh Bonneville Venceu[carece de fontes?]
Urso de Ouro (melhor filme) Indicado[carece de fontes?]
Globo de Ouro 2002 Melhor ator coadjuvante Jim Broadbent Venceu[7]
Melhor atriz - drama Judi Dench Indicado[7]
Melhor atriz coadjuvante Kate Winslet Indicado[7]

SinopseEditar

O filme descreve os primeiros e os últimos momentos da relação de John Bailey com a mulher, a filósofa e romancista Iris Murdoch. Mostra a vida do casal enquanto jovem até os últimos dias de vida de Iris.

A história decorre no princípio dos anos 90, quando Íris, vista como uma das principais romancistas da sua época, começa a sentir as primeiras manifestações da doença de Alzheimer, que a levaria a perder as suas faculdades.

No princípio ela começa a esquecer-se das palavras, o que se revela uma experiência frustrante. Em seguida, perde mais do que as palavras, deixa de conseguir escrever e falar coerentemente. O marido John é, então, impelido para o papel de cuidador. Há alturas em que ele sente que não é capaz de suportar esta situação, mas o amor pela mulher é tal que não a abandona.

Referências

  1. «Iris». Brasil: CinePlayers. Consultado em 3 de abril de 2020 
  2. «Iris». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 3 de abril de 2020 
  3. «Iris». Portugal: SapoMag. Consultado em 3 de abril de 2020 
  4. «Iris». Portugal: CineCartaz. Consultado em 3 de abril de 2020 
  5. «Iris (2001)». American Film Institute. Consultado em 3 de abril de 2020 
  6. a b c «The 74th Academy Awards | 2002». Consultado em 4 de abril de 2020 
  7. a b c «59.º Globo de Ouro - 2002». CinePlayers. Consultado em 4 de abril de 2020 
  Este artigo sobre um filme britânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.