Abrir menu principal
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Isaura Bruno
Nome completo María Isaura Bruno
Outros nomes Ysaura Bruno
Nascimento 23 de junho de 1926
Jaú,  São Paulo
Nacionalidade brasileira
Morte 2 de maio de 1977 (50 anos)
Campinas,  São Paulo
Ocupação Atriz

Maria Isaura Bruno (Jaú, 23 de junho de 1926 - Campinas, 2 de maio de 1977) foi uma atriz brasileira, tendo sido a primeira negra a protagonizar uma telenovela, O Direito de Nascer, na extinta TV Tupi. Após o sucesso de O Direito de Nascer,[1] em que viveu a Mamãe Dolores, Isaura fez mais três novelas e alguns filmes.

Nascida numa fazenda no interior de São Paulo Isaura ficou órfã de pai aos três anos, órfã de mãe aos 11 anos e foi criada pela avó materna até que esta morresse, quando decidiu ir para a cidade. Após trabalhar como doméstica, divertia-se nos fins de semana nas gafieiras, onde encontrou Walter Forster, que a convidou para trabalhar no filme Luar do Sertão, em 1949.[2]

Nos anos 70 sua carreira declina e ela não consegue mais trabalhos na televisão. Pobre e esquecida, ela morreu vendendo doces nas ruas de Campinas, São Paulo, em 2 de maio de 1977, vítima de um ataque cardíaco.

CarreiraEditar

TelevisãoEditar

Telenovelas
Série

CinemaEditar

Filmes

Ligações externasEditar

Referências

  1. ARAÚJO, Joel Zito. «O negro na telenovela, um caso exemplar da decadência do mito da democracia racial brasileira». Buala. Consultado em 7 de agosto de 2015 
  2. BONVENTTI, Rodolfo (23 de junho de 2014). «Eterna Memória: Isaura Bruno». Cartão de Visita (R7). Consultado em 7 de agosto de 2015 
  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.