Abrir menu principal

Os islandeses (em islandês: Íslendigar) são um povo escandinavo, formando uma nação e sendo nativos da Islândia.

Islandeses
(Íslendingar)
Icelander montage 2.png
1ª linha: Jóhanna Guðrún JónsdóttirJón SigurðssonEgil SkallagrimssonDavíð Oddsson

2ª linha: Jónas HallgrímssonBjörkArngrímur JónssonÉrico, o Vermelho

3ª linha: Jóhanna Vala JónsdóttirAlexandra ÍvarsdóttirÓlafur Ragnar GrímssonJóhanna Sigurðardóttir
População total

450.000

Regiões com população significativa
 Islândia 295.672 [1]
 Canadá 88.875 [2]
 Estados Unidos 42.716 [3]
 Noruega 8.982 [4]
 Dinamarca 8.725 [5]
Línguas
Islandês
Outras relacionadas são as línguas germânicas setentrionais
Religiões
Principalmente luteranos, com minorias neopagãs e católicas
Etnia
Povos germânicos setentrionais
Grupos étnicos relacionados
Suecos, dinamarqueses, noruegueses, feroeses

Em 17 de junho de 1944, quando uma república islandesa foi fundada, os islandeses se tornaram independentes da Monarquia da Dinamarca. Os registros históricos e de DNA indicam que cerca de 60 a 80% dos colonos eram de origem nórdica (principalmente da Noruega Ocidental) e o resto era de escravos celtas trazidos das Ilhas Britânicas.[6][7] Um estudo genético mostra que os islandeses atuais descendem principalmente de homens escandinavos e mulheres celtas das Ilhas Britânicas. A maioria dessas mulheres chegou à Islândia na condição de escravas, após serem capturadas na Irlanda, Escócia ou no País de Gales pelos viquingues.[8] O historiador Orlando Patterson estima que, entre os anos de 870 e 950, mais de 20% da população da Islândia era composta por escravos.[9] Os escravos celtas, principalmente as mulheres, tiveram filhos com os colonos escandinavos, dando origem à atual população islandesa.[8]

Linhagens genéticas específicas dos povos indígenas das Américas também foram encontradas na Islândia, tendo sido demonstrado que sua presença lá é de no mínimo vários séculos, mesmo porque os escandinavos também se estabeleceram na Groenlândia e de lá interagiram com a América do Norte.[10]

IslândiaEditar

Os islandeses, principalmente os que vivem na ilha principal, tiveram uma tumultuada história. O desenvolvimento da ilha foi lento devido a uma falta de interesse dos países que os controlam durante a maior parte de sua história: Noruega, Dinamarca-Noruega e, finalmente, a Dinamarca. Durante esta época, a Islândia teve relativamente poucos contatos com o mundo exterior.[11] A ilha se tornou independente da união com a Dinamarca, em 1918. Desde 1944, a Islândia tem sido uma república, e a sociedade islandesa foi submetida a um rápido processo de modernização na era pós-independência.[carece de fontes?]

Referências

  1. «Islandeses na Islândia». Consultado em 7 de novembro de 2012. Arquivado do original em 13 de novembro de 2010 
  2. [1] Statistics Canada, Census 2006 - Selected Ethnic Origins1, for Canada, Provinces and Territories - 20% Sample Data
  3. «US Census Bureau. "Fact Sheets." 2006. May 30, 2007». Consultado em 7 de novembro de 2012. Arquivado do original em 8 de junho de 2011 
  4. «Persons with immigrant background, by immigration category, country background and gender. 1 January 2011.». Consultado em 7 de novembro de 2012. Arquivado do original em 22 de agosto de 2011 
  5. «Statistics Denmark:FOLK2: Population 1. January by sex, age, ancestry, country of origin and citizenship». Statistics Denmark. Consultado em 3 de agosto de 2012 
  6. Icelanders, a diverse bunch?
  7. Estimating Scandinavian and Gaelic Ancestry in the Male Settlers of Iceland
  8. a b https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1287529/
  9. PATTERSON, Orlando. Escravidão e Morte Social. Editoria EDUSP, 2008.
  10. http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/ajpa.21419/abstract
  11. Fiske et al., 1972, p. 5