Abrir menu principal

Ismael Ivo (São Paulo, 1955) é um dançarino e coreógrafo brasileiro. Em 2017 foi nomeado diretor do Balé da Cidade de São Paulo.

BiografiaEditar

De origem humilde, nascido na Vila Ema, Zona Leste de São Paulo, foi criado apenas pela mãe, empregada doméstica, que morreu em 2017. Ivo afirma que sua mãe foi a grande incentivadora para que enfrentasse os desafios. Desde adolescente, interessava-se pela dança, e sabia que era a sua vocação. Conseguiu bolsas de estudos em escolas de dança moderna e conseguiu integrar o corpo de dançarinos do Teatro de Dança Galpão em São Paulo. O coreógrafo Klauss Vianna o levou para integrar o grupo experimental de dança do Teatro Municipal, onde ficou durante um ano.[1]

Em 1983, durante uma apresentação solo na Bahia, conheceu o coreógrafo norte-americano Alvin Ailey, que se interessou pelo seu trabalho e lhe abriu as portas para uma carreira internacional. Ivo mudou-se para o exterior e, em 1984, fundou juntamente com o diretor artístico Karl Regensburger, o festival de dança contemporânea ImPulsTanz em Viena, considerado um dos maiores festivais internacionais de dança da Europa.[2] Também trabalhou com a coreógrafa e diretora de balé alemã Pina Bausch, com o coreógrafo norte-americano William Forsythe e com a performer sérvia Marina Abramović. Ivo foi diretor da Bienal de Veneza e o primeiro negro e estrangeiro a dirigir o Teatro Nacional Alemão, em Weimar. Entre Estados Unidos e Europa, viveu fora do Brasil durante 33 anos.[1][3]

Depois de um convite da Secretaria Municipal da Cultura de São Paulo, mudou-se de Berlim para São Paulo em 2017 para dirigir o Balé da Cidade de São Paulo, sendo o primeiro negro a ocupar o cargo. Segundo a professora do Instituto de Artes da Unicamp, Cássia Navas, Ismael Ivo "mantém a tradição de trazer criações de nomes internacionais consolidados, mas abre chances para o novo. Sua arte foi validada em vários lugares do mundo e, ao vir para cá, ele coloca o balé em uma rede muito potente. Torna-se um mediador".[1][4]

Ismael Ivo também é o curador do Programa de Qualificação em Artes de Dança de São Paulo. Em 2018 visitou com sua equipe, vários grupos de dança por cidades paulistas, onde deu palestras, fez apresentações e orientou os processos técnicos de criação.[5]

PrêmiosEditar

Em 2010, Ismael Ivo foi condecorado com Ordem do Mérito Cultural.[6]

Referências

  1. a b c Juliene Moretti (13 de julho de 2018). «Ismael Ivo, diretor do Balé da Cidade, enche Municipal com pegada pop». Veja SP-Cultura & Lazer 
  2. Akiko Yamashita (11 de maio de 2015). «One of Europe's leading dance festivals, ImPulsTanz» (em inglês). Performing Arts Network Japan 
  3. Jotabê Medeiros (1 de abril de 2017). «Ismael Ivo, o canibal do Municipal». Carta Capital-Cultura 
  4. «A história de Ismael Ivo, o mestre do balé nacional». Revista Caras. 15 de maio de 2017 
  5. Secretaria de Cultura de São Paulo (2018). «Programa de Qualificação em Artes: Ismael Ivo inicia edição 2018 em cidades no interior de São Paulo». SP-Cultura 
  6. Helena Katz (3 de janeiro de 2011). «Ismael Ivo, O Sr. Embaixador». O Estado de S. Paulo. Consultado em 20 de novembro de 2018. Arquivado do original em 20 de novembro de 2018