Itaguaçu

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Itaguaçu (desambiguação).

Itaguaçu é um município do estado do Espírito Santo, no Brasil. Sua população estimada em 2004 era de 15 060 habitantes.

Itaguaçu
  Município do Brasil  
Igreja Católica em Itaguaçu
Igreja Católica em Itaguaçu
Símbolos
Bandeira de Itaguaçu
Bandeira
Hino
Apelido(s) "Cidade-Sorriso"
Gentílico itaguaçuense
Localização
Localização de Itaguaçu no Espírito Santo
Localização de Itaguaçu no Espírito Santo
Mapa de Itaguaçu
Coordenadas 19° 48' 07" S 40° 51' 21" O
País Brasil
Unidade federativa Espírito Santo
Municípios limítrofes Itarana, Santa Teresa, São Roque do Canaã, Colatina, Baixo Guandu e Laranja da Terra
Distância até a capital 130 km
História
Fundação 17 de fevereiro de 1915 (106 anos)
Aniversário 17 de fevereiro
Administração
Prefeito(a) Uesley Roque Corteletti Thon (Republicanos, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 530,388 km²
População total (Censo IBGE/2010[3]) 14 134 hab.
Densidade 26,6 hab./km²
Clima tropical
Altitude 150 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 29690-000 a 29699-999[1]
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,702 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 132 520,982 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 9 324,58
Outras informações
Padroeiro(a) Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças
Sítio www.itaguacu.es.gov.br (Prefeitura)
www.camaraitaguacu.es.gov.br (Câmara)
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Itaguaçu

Origem do nomeEditar

"Itaguaçu" é um termo de origem do Tupi-Guarani que significa "pedra grande", pela junção de itá (pedra) e gûasu (grande)[6].

HistóriaEditar

Segundo informações de antigos moradores, em 1879 várias famílias de San Cassiano de Treviso (Itália) resolveram imigrar para o Brasil, viajando no veleiro La Valleja. Chegaram em 21 de junho do mesmo ano à cidade de Santa Teresa (ES), onde encontraram patrícios que haviam saído há mais tempo de sua terra natal e já possuíam propriedades no Brasil. Os san-cassianos trabalharam durante três anos para os seus patrícios, buscando informações para localizarem outras terras a colonizar.

O tempo foi passando e, do ano de 1882 em diante, intensificou-se na região a chegada da imigração italiana. Tempos depois, teve início a imigração alemã. Esses imigrantes fixaram-se às margens do rio Santa, Joana e seus afluentes.

Anselmo Frizzera, imigrante italiano, radicado na região, é considerado um dos fundadores da cidade. Nos fim do século XIX, Anselmo foi rever sua longínqua Itália e, quando voltou, trouxe consigo uma imagem de São José que foi doada à igrejinha do povoado e, devido a existência da imagem de Nossa Senhora, antes referida, que traz nos braços o Menino Jesus, o povoado passou a ser chamado Nossa Senhora da Sagrada Família; depois, Nossa Senhora da Boa Família e, por fim Boa Família. (Cabe aqui citar que as imagens mencionadas ainda existem e encontram-se na Igreja Matriz).

Segundo o historiador Luciano Venturim em Itarana (1882-1964),a origem do nome está no fato de aquele assentamento reunir famílias de maiores recursos financeiros. Os moradores eram de "boa família".

Já o ex professor da UFES Carlos Henrique Aurich registrou em sua monografia - Introdução à História de Itaguaçu, que a origem do nome está ligada às imagens expostas na capelinha do antigo povoado.


Há registros de que também no ano de 1882, outras doze famílias (Daleprani, Xavier, De Martin, Fiorotti, Meneghel, Schwanz, Fardin, Coan, Rabbi, Toniato, Denardi, Perin, Mazo e Bergamaschi), na esperança de dias melhores e condições de vida dignas, conforme fora prometido pelo governo brasileiro, desceram o rio Santa Maria e povoaram a região que atualmente pertence a Itarana. Saíram de Santa Teresa numa viagem de muito sofrimento e dificuldade, onde a morte, a desesperança, a dor e a tristeza tomavam conta de cada um.

GeografiaEditar

A Pedra Paulista, com 600 metros de altitude, e o Pico do Caparaó, com 850 metros, são alguns dos pontos elevados do município de Itaguaçu. No município, temos ainda a Pedra da Lajinha, a Pedra do Barro Preto (símbolo da cidade),a Pedra do Cabrito (no distrito de Itaimbé),o paredão da Pedra do Cinco Pontões além do complexo rochoso de Alto Laje que são pontos elevados que proporcionam uma visão geográfica agradável de ser observada, além de caracterizarem o relevo do município. O município tem limites com Baixo Guandu a noroeste, Colatina a norte, São Roque do Canaã a leste, Itarana a sul, Laranja da Terra a sudoeste e Santa Teresa a sudeste. O principal rio do município é o Santa Joana, cuja nascente está localizada no Município de Afonso Cláudio, e, no seu percurso, atravessa a área urbana de Itaguaçu. Há três distritos no Município de Itaguaçu: Itaimbé, Palmeira e Itaçu.

Relação dos Prefeitos MunicipaisEditar

Mandato Prefeito
1915 - Antônio Martinho Barbosa (Nomeado)
1916 - Vicente Peixoto de Mello (Nomeado)
1917 - João Barbosa de Menezes (Presidente da Câmara, assumiu o poder)
1918 - 1919 Norberto Enzert Milward de Azevedo
1919 - 1922 João Barbosa de Menezes e Augusto Celestino Barbosa (ambos presidentes da Câmara)
1922 - 1924 Thomáz Céglias Abbade
1924 - Sebastião Egydio Martins e Rosendo Serapião de Souza Filho (ambos presidentes da Câmara)
1925 - Antônio Martinho Barbosa (Presidente da Câmara)
1926 - Rosendo Serapião de Souza Filho (Presidente da Câmara)
1926 - 1927 João Scardua Primo (Presidente da Câmara)
1927 - 1928 Rosendo Serapião de Souza Filho (Presidente da Câmara)
1928 - 1930 Thomaz Ceglias Abbade
1931 - 1935 Antônio Martinho Barbosa
1935 - 1940 Antônio Martinho Barbosa
1941 - 1942 Manoel Monteiro de Souza
1942 - 1943 Antônio Martinho Barbosa
1943 - 1944 Alvaro da Matta
1944 - 1946 Ademar Mirabeau da Fonseca
1946 - 1948 Epaminondas Pimentel
1948 - 1950 João de Oliveira Cunha
1951 - 1954 Emílio Roberto Zanotti
1955 - 1958 Humberto Biazutti
1959 - 1962 João de Oliveira Cunha
1963 - 1966 Demócrates Frizzera Coelho

Vice prefeito: David Frizzera

1967 - 1970 Mário Sarnáglia

Vice prefeito: Quintiliano Martinelli

1971 - 1972 Valmir Nogueira Campos

Vice prefeito: Nilton Barbosa Senna

1973 - 1976 Mário Sarnáglia

Vice prefeito: Demócrates Frizzera Coelho

1977 - 1982 Nelson Alves

Vice prefeito: Melício Zanetti

1983 - 1988 Manoel Edgar Benevides

Vice prefeito: Altemir Zanetti

1989 - 1992 Nelson Alves

Vice prefeito: Idebral Pinto Cordeiro

1993 - 1996 Alberto Meireles Guerzet

Vice prefeito: Luiz Carlos Binda ("Turco")

1997 - 2000 Luiz Carlos Binda ("Turco")

Vice prefeito: José Bortolini

2001 - 2004 José Hanstenreister ("Lírio")

Vice prefeito: João Batista Bortolini

2005 - 2008 Romário Celso Basílio de Souza

Vice prefeito: João Carlos Tietz

2009 - 2012 Romário Celso Basílio de Souza

Vice prefeito: João Carlos Tietz

2013 - 2016 Darly Dettmann

Vice prefeito: Cléber Berger Amaral

2017 - 2020 Darly Dettmann

Vice prefeito: João Luiz Beccalli

2021 - 2024 Uesley Roque Corteletti Thon

Vice prefeito: Ana Brígida Fraga Sad

[7]

EconomiaEditar

A base da economia de Itaguaçu é o cultivo do café conilon e arábica. Há ainda a produção de hortifrutigranjeiros, a criação de gado leiteiro e o extrativismo de granito.

TransporteEditar

Itaguaçu é cortada pelas rodovias BR-484, ES-260, ES-164, ES-446.

Rodoviário

O Município é atendida diariamente por dezenas de linhas Intermunicipais e municipais, possuindo um Terminal Rodoviário para embarque e desembarque. É atendido pelas Viações Rigamonte, Pretti, Mutum Preto, possuindo viagens diárias para Capital do estado Vitória. O transporte coletivo da cidade é realizado pela Viação Rigamonte, que atendem toda a região e interligam a sede com interior do município.

FestividadesEditar

- Concurso Leiteiro:

Normalmente acontece no inverno. É um evento que atrai muitos visitantes ao município, com shows nacionais e regionais, concurso leiteiro, concurso de marcha, exposições, entre outras programações. Organizado por entidades particulares, por muitos anos teve auxílio da prefeitura municipal, porém esse auxilio foi suspenso nas últimas edições.


- Festa Itaguaçuense das Culturas (FITAC):

A diversidade de culturas Italiana, Alemã, Pomerana, Africana, Indígena e Portuguesa que deu origem a população de Itaguaçu é celebrada nesse evento que ocorre sempre no mês de setembro. São organizados exposições e apresentações culturais, shows nacionais e regionais, barracas com comidas típicas, eleição da rainha e princesas FITAC, desfile pelas ruas da cidade e desfile de veículos agrícolas (“Tratoreta”), dentre outros. Este evento é hoje o de maior qualidade do município, atraindo turistas de diversas cidades do Brasil. Organizado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura, sendo assim considerada a festa oficial da cidade.

A festa ocorre desde 2004, porém no ano de 2020, devido a pandemia de COVID-19, foi feita somente de modo online

Cultura MusicalEditar

Itaguaçu conta com um belo e moderno teatro, com ótima acústica, onde são realizadas frequentemente apresentações artísticas. A qualidade do teatro, aliás, foi objeto de elogio da banda Clube Big Beatles em sua passagem pela cidade com a apresentação do espetáculo "Revolution, a história dos Beatles". Há uma preferência musical, em especial pelos jovens, de música sertaneja e funk carioca. Há também apreciadores de música erudita, jazz, blues, rock, heavy metal etc. O Kasebre Rock Bar é o local que "transpira" essa veia musical.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. p. 132.
  7. LOUREIRO, R. M. "Itaguaçu: Primeiras Fazendas - Dias Atuais" - Vitória, ES : GM Editora, 2016

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre municípios do estado do Espírito Santo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.