Abrir menu principal
Italo Calvino
Nascimento 15 de outubro de 1923
Santiago de las Vegas, Cuba (hoje Havana,  Cuba)
Morte 19 de setembro de 1985 (61 anos)
Siena, Toscana,  Itália
Nacionalidade Itália Italiano
Ocupação Romancista, contista
Prémios Prémio Antonio Feltrinelli (1972)
Género literário Ficção científica (fantascienza)
Movimento literário Oulipo
Magnum opus As Cidades Invisíveis
Escola/tradição Modernismo

Italo Calvino (Santiago de las Vegas, 15 de outubro de 1923Siena, 19 de setembro de 1985) foi um dos mais importantes escritores italianos do século XX. Nascido em Cuba, seus pais eram cientistas italianos que estavam de passagem pelo país, a sua família retornou à Itália logo após o seu nascimento. Sua literatura é considerada sincera, delicada e extremamente ágil.[1]

Formado em Letras, iniciou o curso de Agronomia, mas abandonou o curso e foi participar da resistência ao fascismo durante a Segunda Guerra Mundial. Após a guerra conheceu diversos militantes comunistas, passou a trabalhar no jornal comunista L’Unità e na editora Einaudie.[2] Foi membro do Partido Comunista Italiano até 1956, tendo se desfiliado em 1957. A sua carta de renúncia ficou famosa em 1957.

Sua primeira obra foi Il sentiero dei nidi di ragno (bra: A trilha dos ninhos de aranha /prt: O atalho dos ninhos de aranha), publicada em 1947. Uma de suas obras mais conhecidas é Le città invisibili (As cidades invisíveis), de 1972, tendo como personagens Marco Polo e Kublai Khan.

Calvino morreu de hemorragia cerebral em Siena, Itália, em 19 de setembro de 1985.[1]

Bibliografia básicaEditar

Referências

  1. a b «Hoje na História: 1985 - Morre o escritor italiano Ítalo Calvino». Opera Mundi. 2019. Consultado em 20 de maio de 2019 
  2. «Ítalo Calvino». Infoescola. Consultado em 20 de maio de 2019 
 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Italo Calvino

Ligações externasEditar