Itatinga

Itatinga é um município do estado de São Paulo, no Brasil. Localiza-se a uma latitude 23º06'06" sul e a uma longitude 48º36'57" oeste, estando a uma altitude de 845 metros. Sua população estimada em 2017 era de 24 752 habitantes. O município é formado pela sede e pelo distrito de Lobo[5][6].

Itatinga
  Município do Brasil  
Vista geral
Vista geral
Símbolos
Bandeira de Itatinga
Bandeira
Brasão de armas de Itatinga
[[Brasão|Brasão de armas]]
Hino
Apelido(s) "Presépio da serra"
Gentílico itatinguense
Localização
Localização de Itatinga em São Paulo
Localização de Itatinga em São Paulo
Mapa de Itatinga
Coordenadas 23° 06' 07" S 48° 36' 57" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Municípios limítrofes Botucatu, Pardinho, Bofete, Avaré, Angatuba e Paranapanema
Mapa
Distância até a capital 221 km
História
Fundação 24 de julho de 1896 (124 anos)
Aniversário 24 de julho
Administração
Distritos
Prefeito(a) João Bosco Borges (DEM, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 979,872 km²
População total (Censo IBGE/2014[2]) 24 752 hab.
Densidade 25,3 hab./km²
Clima Tropical de altitude (Cwb)
Altitude 845 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [3]) 0,799 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 179 462,151 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 9 565,70
Outras informações
Padroeiro(a) São João Batista

ToponímiaEditar

"Itatinga" é um termo tupi antigo que significa "pedra branca", a partir da composição dos termos itá ("pedra"), ting ("branca") e a (sufixo nominal).[7]

HistóriaEditar

Antônio Francisco da Silva e José Pinto de Oliveira, em 1881, ergueram, em terras pertencentes à fazenda São João, um cruzeiro. Em 1884, os senhores José Pinto de Oliveira, Antônio Francisco da Silva, major João Pinto de Araújo Novaes, Antônio Cocco e Jacintho Nunes erigiram, no local, a capela de São João de Itatinga, onde, hoje, se encontra a igreja matriz.

Em 1891, por lei estadual do dia 1 de abril, foi criado o distrito de paz de São João de Itatinga. Em 24 de julho de 1896, pela Lei nº 415, foi elevada à categoria de município, emancipando-se do município de Avaré. Em 1914, foi completada a ligação por estrada de ferro com a Estrada de Ferro Sorocabana. Em 1938, o nome do município foi reduzido para, simplesmente, "Itatinga".[8]

Em 1954, coroando o sonho do abade dom Afonso Heum, foi inaugurada a Abadia cisterciense de Nossa Senhora da Assunção, vinda da Alemanha para Itatinga. Um monastério sob a proteção de São Bernardo onde os monges praticam a caridade e fazem votos de pobreza.

 
Igreja Matriz de São João Batista

GeografiaEditar

HidrografiaEditar

TransporteEditar

  • Empresa de Ônibus Osastur
  • Empresa Anatur
  • Empresa Vale do Sol
  • Rápido Campinas

RodoviasEditar

FerroviasEditar

Limites do municípioEditar

DemografiaEditar

Dados do Censo - 2012

População total: 23 342

(Fonte: IPEADATA)

EtniasEditar

Cor/Raça Percentagem
Branca 79,8%
Preta 2,3%
Parda 17,8%
Amarela 0,1%

Fonte: Censo 2000

ComunicaçõesEditar

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[10], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[11], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[12] para suas operações de telefonia fixa.

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2014». Censo Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 28 de janeiro de 2015 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  6. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  7. NAVARRO, E. A. Dicionário de Tupi Antigo: a Língua Indígena Clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 576.
  8. IBGE. Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?codmun=352350. Acesso em 31 de janeiro de 2017.
  9. «Engenheiro Serra -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  10. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  11. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  12. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

Galeria de fotosEditar

Ligações externasEditar