Itinerário de Antonino

O Itinerário de Antonino ou Itinerário Antonino (em latim: Antonini Itinerarium) é um registo das estações e distâncias ao longo de várias das estradas do Império Romano, contendo direcções sobre como deslocar-se entre povoações. O Itinerário de Antonino foi baseado em documentos oficiais, provavelmente do levantamento levado a cabo à época de Júlio César e continuado por Augusto. Devido à escassez de outras obras tão extensas, é considerada uma fonte inestimável. No entanto, desconhece-se o seu autor, bem como a data da publicação ou redacção. Presume-se que a edição original terá sido publicada no início do século III, embora a que resta actualmente seja datada do tempo de Diocleciano. Embora o autor seja tradicionalmente reconhecido como Antonino Augusto, se este Antonino foi um dos imperadores, parece mais provável ter sido Antonino Caracala.

Principais estradas romanas, recolhidas no Itinerário de Antonino, na parte pertencente à Hispânia.

A secção sobre a Britânia descreve-se como um verdadeiro mapa de estradas da ilha. Neste documento constam 15 outros itinerários com semelhante detalhe. Em particular, dos 372 caminhos descritos, 34 foram traçados na Hispânia.

Itinerário 14Editar

A título de exemplo, segue-se um excerto do Itinerário 14, no latim original:

ITER XIV Item alio itinere ab Isca Calleva mpm ciii sic

  • Venta Silurum viiii
  • Abone xiiii
  • Traiectus viiii
  • Aquis Solis vi
  • Verlucione xv
  • Cunetione xx
  • Spinis xv
  • Calleva xv

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar